Profissional de marketing: descubra agora como ser bem sucedido

O Profissional de marketing possui um importante papel para os negócios na era do digital. Saiba tudo para se tornar um e conquistar o mercado!

Autor: Redação Impacta

Você está pensando em ser profissional de marketing? Dá para entender essa ambição. A área é uma das que seguem crescendo apesar da crise, com perspectivas de melhoras nos próximos meses. Cada vez mais empresas reconhecem a importância desse investimento para seu crescimento.

Ainda assim, não dá para esperar que o sucesso chegue fácil! Se o mercado é bom, logicamente há muita concorrência. Para ser bem-sucedido, você deve se capacitar, atualizar-se sempre e estudar os comportamentos esperados pelos recrutadores. Felizmente, você já está no lugar certo! Neste artigo, abordaremos todos esses tópicos e mais; é só continuar lendo.

O que faz um profissional de marketing?

Vamos começar pelo básico, para que você tenha certeza de escolher a carreira certa. Mesmo que você tenha uma ideia geral do que se faz no departamento de marketing, poucas pessoas realmente conhecem a rotina dos profissionais que atuam lá dentro.

A função principal aqui é a elaboração de estratégias eficientes que aumentem as vendas e o número de clientes de um empreendimento. Na teoria, isso pode parecer simples, mas na prática envolve uma série de práticas diferentes, conhecimento e criatividade. As atividades mais comuns incluem:

  • pesquisa de mercado;
  • monitoramento de oportunidades;
  • análise de público-alvo;
  • comunicação corporativa;
  • plano de marketing;
  • merchandising;
  • definição e aplicação de estratégias de atração e fidelização do público;
  • idealização de promoções e outras ações atrativas;
  • desenvolvimento de produtos novos ou melhorias nos existentes com base nas pesquisas realizadas;
  • planejamento estratégico do lançamento de novos produtos e/ou serviços.

Há de se considerar, também, que dentro do marketing há várias ramificações que incluem outras tarefas. O marketing digital, por exemplo, é uma área de enorme importância nos dias de hoje, com profissionais que devem incorporar noções sobre a internet, multimídia, redes sociais etc.

Vale dizer que o digital não “matou” o tradicional, mas sim que é um complemento necessário. Portanto, você pode se especializar em qualquer um desses âmbitos, mas é provável que suas chances cresçam se você trabalhar com o novo também. Explore as possibilidades antes de tomar qualquer decisão.

Por fim, vamos lembrar que essas são as funções básicas do profissional que trabalha da maneira mais “convencional”, por assim dizer. Há muitos caminhos que podem ser tomados no marketing. Por exemplo, você pode atuar apenas na Comunicação Corporativa (ou seja, tratando com o público interno, comum em grandes empresas); na consultoria; no desenvolvimento de produtos; na pesquisa de mercado; na área de mídias sociais, entre outras.

Em qualquer campo que você escolha, é provável que você desempenhe um mix das atividades que citamos. Além do mais, de qualquer forma você terá que ter algumas características que abrangem todas as maneiras de fazer marketing; e é sobre elas que falaremos em seguida.

Como é o perfil de um profissional de marketing?

Antes de falarmos sobre aprendizados específicos, você precisa se localizar no que diz respeito aos seus atributos pessoais. Toda profissão exige um perfil que consiga trabalhar todos os dias com determinadas atividades eficientemente — e sem ficar louco no processo!

Portanto, analise as competências que listamos a seguir e veja se a maioria delas combina com você. Isso não quer dizer que você precisa ser perfeito em todas, mas deve estar disposto a aprender e desenvolver cada uma se você quer crescer e ser reconhecido no marketing.

Profissional de marketing

Criatividade

Não tem jeito: para atuar na Comunicação e especialmente no marketing, você precisa ser criativo. Mas não pense que esse é um dom para poucos! Se você não sente que tem muita criatividade, ainda há a possibilidade de praticá-la. Acredite ou não, essa é uma habilidade que pode ser desenvolvida com o tempo.

Existem muitas maneiras de exercitar uma mente criativa. O principal a ser feito é consumir cultura, o que a maioria das pessoas já faz naturalmente. Procure ler, assistir e ouvir todo tipo de coisa, inclusive o que estiver fora da sua zona de conforto. Ah, e tente praticar o brainstorming também.

Inovação

O mercado está em constante mudança e os profissionais não têm outra escolha senão acompanhá-lo. Inovar é preciso para se manter em dia, mas também para trazer as alterações em primeiro lugar. Todo marketeiro quer ser o primeiro a fazer algo novo e a criar tendências. Ousar pode parecer perigoso às vezes, mas o erro faz parte do crescimento — e é essencial para que, depois, surjam os melhores acertos.

Autonomia

Ainda que você tenha um chefe para orientar e guiar nas funções diárias, você vai agir com certa autonomia em muitos sentidos. No começo, é comum que você tenha dúvidas e precise de ajuda ou da aprovação de seu supervisor, mas aos poucos é esperado que você comece a tomar decisões sozinho. Mais do que isso, é preciso resolver os problemas e as crises rapidamente! Ou seja, saiba que agir por conta própria faz parte dessa carreira.

Iniciativa

Já que falamos sobre autonomia, é válido mencionar a iniciativa. Nem pense em ficar esperando a ideia perfeita aparecer na sua mente ou uma oportunidade de ouro bater na porta. É bem provável que nada aconteça se você não fizer acontecer; e a empresa não tem tempo a perder, então é melhor correr atrás do que ficar para trás!

Organização

O cotidiano no departamento de marketing pode ser extremamente corrido em um dia e ficar um pouco parado em outro. De qualquer maneira, você não pode deixar suas obrigações ao relento. A organização é essencial para dar conta de todas as tarefas diárias e ainda ser criativo e inovador.

Não deixe que a imprevisibilidade da área torne sua vida uma bagunça. Faça um calendário editorial, fique atento aos prazos e registre tudo. Tudo mesmo! Os dados que surgem durante seu trabalho não só devem ficar guardados como podem (e provavelmente vão) ser usados mais tarde por você mesmo.

Análise

No marketing, uma mente analítica é tão importante quanto uma mente criativa. Acontece que grande parte do serviço tem a ver com métricas e, querendo ou não, você vai precisar analisar os números de todas as ações aplicadas para tomar as decisões subsequentes. Essa parte talvez assuste no começo, mas é só mais uma habilidade que pode ser aprimorada com a prática.

Empatia

Você terá que se colocar no lugar do seu público quase que o tempo todo. Isso parece mais fácil na teoria do que é na prática, se você não for bem empático. Portanto, trabalhe a sua habilidade de pensar e sentir como o outro. Além de ajudar a criar trabalhos relacionáveis e de sucesso, a empatia também vai reduzir os riscos de fazer uma campanha monótona ou ofensiva de alguma forma.

Facilidade com o trabalho em equipe

Essa quantidade de competências e atividades pode ter causado uma impressão errada de que você vai fazer tudo sozinho. Não vai, relaxe! Contudo, se você é uma dessas pessoas que iria preferir trabalhar só, talvez essa não seja uma notícia tão boa. A verdade é que trabalhar em equipe é parte fundamental do marketing.

Em primeiro lugar porque você vai lidar com outros especialistas, desde designers até gerentes e supervisores. Em segundo lugar porque você vai interagir com outras áreas que provavelmente terão pessoas bem diferentes. O financeiro e o time de vendas são os mais importantes e seu trabalho, com certeza, será facilitado se você puder contar com a colaboração facilitada de todos eles.

Vontade de aprender

Como ser inovador e ter iniciativa se o profissional não estiver disposto a aprender? Todos os dias surgem novidades de todos os lados e seus concorrentes estão absorvendo cada uma delas constantemente. Para se destacar no mercado, você também deve mostrar que está evoluindo e que pretende continuar assim.

O melhor jeito de aprender mais é lendo livros de marketing, buscando outros artigos como este, fazendo cursos de marketing digital e refinando seus conhecimentos sobre assuntos específicos como a estratégia de Gamification ou de neuromarketing. São muitas opções e o melhor momento para começar é agora!

Quais são os principais desafios do profissional de marketing?

É aquele ditado: nem tudo são flores. Toda profissão encara alguns desafios e com o marketing não seria diferente. A boa notícia é que chegar em uma empresa já com alguma ideia dos problemas que possam vir a ser enfrentados é um ponto positivo para você. Não seja pessimista, mas seja realista.

ROI, ou retorno sobre investimento, é citado repetidamente como a maior dificuldade entre os profissionais. Com campanhas intangíveis, grande parte das empresas não consegue ter uma noção real do quanto elas estão valendo a pena. Isso acaba recaindo nas costas dos trabalhadores, que passa a ser visto como um gasto. A consequência é o enxugamento ou até a extinção total do departamento em alguns casos. Ninguém quer isso, certo?

Para evitar isso, o ideal é que haja bastante planejamento e registro do histórico de todas as ações. O marketing deve trabalhar ao lado do pessoal de gestão financeira, para que tudo seja bem transparente e para que os dados fiquem ao seu alcance. No inbound marketing, há maneiras de medir o ROI sobre cada pequena ação, o que é uma grande vantagem.

Outro desafio frequente é focar no produto mais do que no consumidor. Às vezes, o profissional está tão engessado em campanhas publicitárias que giram em torno de lançamentos e novidades de produtos que acaba esquecendo da importância da experiência do cliente. Outras vezes, o problema não é nem mesmo o profissional, mas a empresa! Nem sempre os gestores são tão fáceis de se convencer, especialmente já que eles não costumam ter o conhecimento necessário em marketing para entender isso.

Há todo um estudo sobre a experiência do cliente e como ela pode ser aprimorada ao máximo, bem como as vantagens disso para o negócio. Customer Success, pós-venda, excelência no atendimento e uma série de outras expressões que já são costumeiras no campo das vendas também precisam fazer parte do vocabulário dos marketeiros.

Não podemos encerrar este tópico sem mencionar outro desafio (que já nem devia ser mais uma dificuldade!): a tecnologia. Aquelas gestões mais antigas, ou mesmo os próprios departamentos de marketing que insistem apenas no outbound, estão perdendo espaço no mercado dia após dia — e nem sempre se dão conta disso.

Se você se encontrar em uma situação como essas, ou se você próprio não está convencido da necessidade de investimento em tecnologia no marketing, atenção: não se trata mais de um mero capricho. O digital é, atualmente, indispensável. Você pode até preferir as abordagens mais tradicionais, mas se quer crescer na carreira e levar a empresa junto, é primordial que você estude e aplique o inbound, o marketing digital empresarial, as métricas novas e tudo mais que gira em torno do digital.

capacitar_marketing

Como o profissional de marketing deve se capacitar?

Como mencionamos, a vontade de aprender é imprescindível. É claro que, além das especializações, você precisa do básico se quer ser reconhecido como um profissional completo. Felizmente, há algumas opções para todos os bolsos e tempos que servem como capacitação.

Você pode, claro, fazer uma faculdade de Marketing. Nesse caso, há duas opções: o bacharelado e o tecnólogo. O primeiro é um curso mais completo, de quatro anos, mas não costuma ser o escolhido pela maioria das pessoas, razão pela qual é bem mais fácil encontrar cursos tecnólogos de marketing. O tecnólogo dura apenas dois anos, ou três no máximo, mas já cobre boa parte do que você precisa saber.

O tecnólogo costuma ser uma boa ideia, pois capacita mais rapidamente e já o deixa preparado para entrar no mercado de trabalho como iniciante. As disciplinas ministradas nesses cursos geralmente incluem Estatística, Economia, Gestão de Negócios, Psicologia e Sociologia. Tenha certeza de estudar em uma universidade reconhecida pelo corpo docente e recursos disponíveis.

Entretanto, você já deve imaginar que apenas a graduação nem sempre é o suficiente para conseguir se estabelecer no mercado. A competição está acirrada, especialmente em tempos de crise. O melhor para se destacar e conseguir as melhores vagas é investir em mais capacitação, principalmente nas suas áreas de maior interesse.

No marketing geral, há muitos cursos adicionais que agregam conhecimentos específicos. Entender quais são os cursos mais procurados pode dar uma boa alavancada na sua procura por emprego, além de te direcionar no caminho exato que você quer seguir na sua carreira.

No marketing digital existe ainda um outro mundo de possibilidades. Já que essa é uma das áreas mais voláteis de todas, é natural que surjam sempre novas ferramentas a serem usadas e novos aprendizados. De um jeito ou de outro, você não pode ficar para trás. Procure por cursos que estão em alta no marketing digital e invista na especialização, tanto no que for novo quanto no que for indispensável (como SEOInbound Marketing, Google Ads ou Google Analytics).

Quais são as tendências do mercado para o profissional de marketing?

Para entrar neste tópico, precisamos avisar novamente: lembra como o marketing digital é importante? Pois é, não se surpreenda com o que vier a seguir! Estamos falando de tendências, e daqui para 2019 (e muito provavelmente por todos os próximos anos) todas elas estão no âmbito digital. Confira algumas e escolha no que se especializar!

SEO

Nem tem mais graça falar sobre SEO, mas sua relevância continua crescendo, então ele precisa estar aqui. O Search Engine Optimization é uma base para grande parte das ações do marketing digital, mas por si só também é uma tendência, já que suas técnicas são renovadas toda hora. Não deixe de ficar atento às alterações no algorítimo do Google e em outras novidades.

Marketing de conteúdo

Há inúmeras razões para investir em marketing de conteúdo atualmente. Ele é mais barato do que o tradicional, pode atingir milhões de pessoas e causam um número de leads 67% maior do que empresas que não se preocupam tanto com isso. Além do mais, é o braço direito do SEO.

Ads

Google Ads e o Facebook Ads são as principais plataformas de anúncios online nos dias de hoje — e elas estão demonstrando bastante eficácia. Mas não pense que por já oferecem recursos ótimos, você não terá tanto trabalho. O desenvolvimento das campanhas continua sendo de responsabilidade dos profissionais de marketing; e essa é uma competência cada vez mais procurada.

Storytelling

Storytelling é a criação de histórias com a intenção de atrair e converter o público por meio da conexão. Não é uma habilidade fácil, mas é extremamente valorizada. Quem não lembra de alguma propaganda narrativa que contou com um “twist” no final e se tornou emocionante ou engraçada? Essas são as campanhas mais relembradas pelos consumidores e servem para desenvolver um vínculo com a empresa e/ou com o produto, o que é muito mais significativo do que apenas algumas vendas diretas.

Networking

Muitas empresas estão apostando no networking como forma de identificar oportunidades e conseguir se posicionar positivamente no mercado. Podem ser webinars, grupos online ou eventos presenciais. A ideia é unir stakeholders com um mesmo propósito e trocar informações, propostas e até casualidades. O profissional de marketing que souber organizar e guiar esse tipo de situação será muito bem-visto.

Landind pages

É uma técnica do marketing digital que vem mostrando ótimos resultados. Basicamente, você determina um conteúdo para servir como “isca” (pode ser um ebook, um vídeo ou qualquer outra coisa que realmente agregue valor ao visitante) e leva o usuário até a landing page. Lá, para acessar o conteúdo, ele precisa deixar alguma informação — o e-mail, talvez acrescido de alguma outra, se for necessário. Com isso, a empresa tem como alimentar aquele visitante com outras ações.

Vale a pena ser um profissional de marketing?

Essa é uma pergunta bastante pessoal, então não há uma resposta certa ou errada. Se você está escolhendo qual carreira seguir, é comum que surjam dúvidas; todos nós já passamos por isso! Mas, se você leu este artigo até aqui, certamente já está tomando a decisão acertada de pesquisar a fundo sobre as profissões nas quais está interessado.

Como vimos, há algumas competências essenciais para quem quer trabalhar com marketing. Explore a si mesmo e veja se você é ou consegue se tornar criativo, autônomo, analítico, inovador e tudo mais. Não fique intimidado por essas habilidades, mas pense nelas como um objetivo a ser alcançado; até porque são ótimas características a serem levadas para a vida.

Os desafios no dia a dia e o percurso que você levará durante sua capacitação realmente podem parecer complicados agora, mas não há profissão que não exija muito de você. Se você encontrar dentro de si a motivação necessária para seguir em frente, não há dificuldade que o mantenha parado!

No mais, nós ainda podemos ajudar com mais algumas informações. É provável que você esteja se perguntando quanto um profissional de marketing ganha, certo? Antes de tudo, é preciso ressaltar que não há um único piso para a categoria no Brasil. Por vezes, o valor mínimo é decidido por sindicatos regionais e, muitas vezes, varia de acordo com o ramo de atuação da empresa na qual você vai trabalhar.

De forma geral, podemos mencionar alguns salários crescentes, de acordo com o cargo (como observados na Pesquisa Salarial da Catho):

  • assistente de marketing e propaganda: R$1.803;
  • assessor de marketing e propaganda: R$2.631;
  • analista de marketing digital: R$2.772;
  • analista de comunicação e marketing: R$3.111;
  • analista de marketing pleno: R$3.127;
  • consultor de marketing e propaganda: R$3.876;
  • coordenador de marketing digital: R$4.486;
  • supervisor de marketing e propaganda: R$4.700;
  • gerente de marketing digital: R$5.513;
  • gerente de marketing e propaganda: R$8.475;
  • diretor de marketing e propaganda: R$13.350.

É uma longa caminhada até o topo, mas ela pode ser recheada de aprendizados e boas experiências. Portanto, se você quer ser um profissional de marketing bem sucedido, agora já sabe por onde começar e quais desafios irá enfrentar. Quem sabe daqui alguns anos você não estará ocupando o cargo de diretor de uma grande empresa? Só dá para saber se você tentar — e, claro, se esforçar.

Se você quiser continuar estudando mais sobre o assunto e, principalmente, sobre marketing digital, não deixe de baixar o nosso Guia Completo do Profissional de Marketing Digital!
 

img_blog

2 Comentários

  1. Fernando Cruz disse:

    Olá, bom artigo, espero mais dicas! Estou começando agora e você está me ajudando com suas dicas, abraços.

    • Redação Impacta disse:

      Olá, Fernando! Que bom saber que nossas dicas estão te ajudando! Para não perder nada, você pode se inscrever em nossa Newsletter e receber todo mês as melhores dicas. Abraços e boa sorte na sua jornada!

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!