Minha Conta
Recuperar Senha

Digite seu endereço de e-mail que foi cadastrado e enviaremos seus dados de acesso.

Minha Conta

A senha deve conter no mínimo 6 caracteres.

Ao se cadastrar, você concorda com a Política de Privacidade e Segurança

Mudar Data: Photoshop CS6 Módulo I
Preço
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
  Itens Preço
Carrinho de Compras
O carrinho está vazio.
INVESTIMENTO TOTAL:0,00

Esqueci minha senha

Foi enviado um e-mail para com os dados de acesso.

Profissão designer: conheça as diferentes atuações dessa carreira

Não pode ler esse artigo agora? Ouça a matéria no Player abaixo:

A profissão designer tem se tornado uma das mais procuradas pelos jovens no mercado de trabalho - e uma série de fatores levam a isso. A identidade visual, assim como a forma e o posicionamento da marca, atualmente, são fatores mais importantes do que nunca.

Isso porque as pessoas procuram por produtos que, além de úteis e interessantes, são também bonitos e personalizados. Sem falar, é claro, da importância do design em qualquer outro segmento (nas páginas de internet, nas roupas e, basicamente, em tudo aquilo que nos cerca).

É muito comum, entretanto, pensar que o designer tem uma área de atuação limitada. Foi-se o tempo em que esse profissional poderia trabalhar apenas em uma agência de publicidade com photoshop: por causa da importância do visual de tudo, seu campo de atuação foi ampliado.

É claro que isso depende de sua especialização, que é também importantíssima para sua carreira. Mas a verdade é simples: você, como designer, pode trabalhar com uma série de opções no seu futuro.

E aí, está em dúvidas do que fazer com o seu diploma? Continue nos acompanhando e saiba as diferentes atuações da profissão designer!

Programação Visual

A programação visual é a área mais comum e mais conhecida dentre as carreiras que um designer pode seguir — inclusive, nós até já comentamos sobre ela. Trabalhando com isso, você atuará nas agências de publicidade criando peças gráficas, logos, identidades, produtos audiovisuais e o que mais for necessário para o cliente que estiver atendendo.

Apesar de ser o recorte mais procurado pelos designers, ele não está saturado no mercado de trabalho. A profissão designer está em alta (por aquela série de motivos que já citamos) e, caso você seja bom de serviço, vai conseguir seu espaço facilmente.

Desenho Industrial

Ainda não tão explorada quanto deveria, a área de desenho industrial é uma das melhores para o designer em termos financeiros, principalmente porque você só trabalharia com produções de alto valor. Carros e demais automóveis, máquinas e uma série de equipamentos industriais são apenas alguns dos produtos que você mesmo desenvolveria trabalhando com desenho industrial e, por isso, é preciso que você se especialize para conseguir um bom cargo na área.

Além disso, o desenho industrial permite que você trabalhe em empresas de diferentes tamanhos. No caso das de grande porte (até mesmo as indústrias em si), você trabalhará diretamente com engenheiros mecânicos, por exemplo, fazendo parte ativa da concepção do produto — para muito além do visual.

A área de digital é apenas uma das opções na profissão designer

Design Digital 

O design digital é uma área enorme e engloba uma série de outras vertentes que você poderá seguir como profissional de design. Com essa especialização, é possível que você trabalhe com tudo aquilo que engloba o virtual, principalmente com interfaces dos produtos digitais (sites, hotsites, blogs, etc.). Mas o trabalho do designer nesse campo não se limita simplesmente à produção desse conteúdo ou personalização dele. E por quê?

A experiência de um usuário, digitalmente falando, é muito importante para a percepção dele em relação a uma marca. Por isso, além de deixar os produtos esteticamente agradáveis, o designer também precisa ter em mente a experiência do usuário com aquele site ou aplicativo (deve ser dinâmica e muito clara, intuitiva, sem deixar dúvidas).

Esse trabalho é chamado de UX (User Experience) e é muito demandado nas maiores empresas do mercado: na Leroy Merlin, por exemplo, um UX pode chegar a ganhar $10.500 mensais.

Design Gráfico

O design gráfico em si está diretamente ligado a publicações impressas, ou seja, aquilo que não ficará apenas no formato digital. Dessa forma, é muito comum que essa profissão exija muito conhecimento de diagramação, por exemplo, que anda de mãos dadas com os jornais e revistas.

Esse é um trabalho extremamente delicado, porque é preciso um grande conhecimento de produção também — qual o melhor papel para imprimir o seu material, a melhor gramatura, a diferença entre as cores no computador e na impressão, etc. E esse conhecimento vem apenas com bastante experiência!

Além de poder trabalhar em agências também, o designer gráfico pode atuar em editoras, jornais, revistas e qualquer outro local com produção de material próprio. O salário costuma variar bastante pela abrangência da área, mas o mercado de trabalho, apesar de competitivo, está cheio de espaço pela demanda intensa e contínua de profissionais.

Quem deseja entrar na profissão designer também pode atuar com criação de produtos

Projeto de Produto

Enquanto o desenho industrial gira em torno da produção de itens de maior porte e em larga escala, o projeto de produto abrange qualquer tipo de produto em menor escala. Sendo assim, ao escolher essa área para seu futuro, você poderá trabalhar com uma série de opções que tangem não apenas o aspecto visual, mas também funcional daquilo que você criar. É sempre importante lembrar-se, na verdade, que o designer não trabalhará nunca apenas com o visual — de nada adianta algo ser bonito se não for útil e, de fato, funcione.

A área de projeto de produto é interessante exatamente pelo leque de possibilidades: você pode trabalhar produzindo algo que realmente goste. Móveis, roupas, utensílios domésticos e até tecnologia (como headphones ou um tablet, por exemplo) estão inclusos nessa enorme lista.

Artes

É claro que você pode trabalhar com qualquer uma das opções que apresentamos acima. No entanto, é bastante comum que muitos designers escolham a graduação como forma de se desenvolverem e especializarem em algo que já amam: arte!

Olha só com o que você pode trabalhar artisticamente sendo formado em design:

Fotografia

A fotografia é um trabalho incrível, mas que fica ainda mais profundo e técnico com o olhar de um designer formado. Além disso, dentro da própria área de fotografia existe uma série de carreiras diferentes que você pode seguir.

O trabalho como fotógrafo de eventos e ensaios é o mais comum, mas existe também a possibilidade de trabalhar com fotografia de produto, ser videomaker, etc.

Ilustração

Para você que gosta de desenhar, a ilustração pode ser o caminho certo! Além de produzir os seus próprios materiais e vender para galerias, por exemplo, ou expor da melhor forma que conseguir, você pode também ser contratado por empresas e criar ilustrações para campanhas ou outros projetos — sem deixar de colocar o seu toque e personalidade em tudo, é claro!

Viu só como a profissão designer é muito mais ampla do que imaginamos? Se esse post abriu sua cabeça e te mostrou novos caminhos que podem ser seguidos, não deixe de compartilhar nas redes sociais e mostrar para todos como é possível atuar de diferentes maneiras com a sua graduação!

[fbcomments url="" width="100%" count="off" num="3" countmsg="wonderful comments!"]
  1. Catarina de Azevedo Ferreira Freitas Meira

    boa tarde , neste momento acabei o curso de design de comunicação, e quero muito continuar os estudos mas não sei “para que lado me hei de virar”… estou indecisa entre web design , marketing digital / social media… ou design de interiores. poderia pedir vos a opiniao em relacao a nivel salarial ? o que acham que há mais procura empresarial ?
    aguardo resposta :)

    Responder
    1. Redação Impacta

      Olá, Catarina. Pergunta difícil :) As quatro áreas que você pensa estão em alta, com boas oportunidades de mercado e um crescimento que deve se manter nos próximos anos. O bom é que nós já demos dicas sobre elas aqui no Blog. Um Web Designer pode começar ganhando entre R$ 1.039 e R$ 3.000, dependendo da cidade e nível de conhecimento. Já as áreas de design e marketing estão entre as mais procuradas no mercado e pode ser que em algumas cidades já tenham muitos candidatos, mas os salários vão até R$ 3.500,00 para um designer de interiores, por exemplo. Esperamos ter te ajudado!

      Responder
  2. Gecivaldo silva

    Nossa que artigo interessante gostei demais estou começando na área de designer e foi muito bom descobri esse site que tenho certeza que vai mim ajudar muito com seus artigos e post espero um dia ficar muito bom na área e para isso vou corre muito atrás dos meus sonho estão de parabéns

    Responder
  3. Jay

    Ola gostaria de saber se uma pessoa formada em Design pode após o termino do curso pode se especializar em Desenho Industrial? Pois na Faculdade que eu estudo tem Design Grafico e Design, escolhi Design pq acreditei que seria um pouquinho de tudo, entretanto queria saber se posso depois fazer uma pós nessa area de Desenho industrial, pois certas faculdades tem Desenho industrial Bacharelado, e não como uma especialização.

    Responder
    1. Redação Impacta

      Olá! Com certeza após a sua graduação em Design, você poderá se especializar em Desenho Industrial por meio de uma pós ou MBA. A base que você precisará é mais relacionada a design de produto. Então, acredito que você está no caminho certo! Existem algumas opções nesse sentido do mercado brasileiro, veja aqui!.

      Responder
    1. Redação Impacta

      Olá, João. Acredito que essa questão possa variar de concurso, pois cada um pode ter suas exigências específicos de habilidades e certificados, sendo necessário o esclarecimento no edital de cada um. Infelizmente, não sei se te ajudou, mas obrigado por compartilhar sua dúvida conosco! =D

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

Artigos Relacionados