faceboook

Lean UX: saiba o que é e por que você deveria usar nos seus projetos

Um método que preza pela agilidade de criação e desenvolvimento com foco na experiência do cliente. Conheça o Lean UX!

Autor: Redação Impacta

Lean UX é, como o próprio nome já diz, a junção de dois conceitos importantes: o de Lean e o de UX. Enquanto Lean diz respeito a produção feita de maneira mais ágil, enxuta e sem desperdício, o UX significa “User Experience”, ou seja, experiência do usuário.

O UX considera que a jornada do cliente é o mais importante, assim como a sua satisfação final com o produto ou serviço apresentado.

Afinal, o que é Lean UX?

Juntando esses dois conceitos, chegamos então até o Lean UX, que é um método interativo que preza a agilidade de criação e desenvolvimento e também foca na experiência do cliente junto a solução apresentada a ele.

O começo do Lean UX se deu com a criação de softwares que agilizavam processos e, ao mesmo tempo, focavam em melhorias contínuas. A partir disso, o Lean UX também ganhou algumas práticas importantes, as quais se destacam:

  • protótipos ágeis;
  • construção eficiente e colaborativa;
  • execução de MVP (produto viável mínimo); e
  • validação de hipóteses.

No caso dessas “boas práticas”, é importante que o foco seja na eficiência e na resolução dos problemas dos usuários dos produtos e serviços.

A importância do conceito em design

Dentro do design, o Lean UX pode facilitar muito a vida dos criadores e desenvolvedores, sendo cada vez mais importante para a área. No caso, o conceito permite que haja uma validação de hipóteses e protótipos, ao invés da antiga prática de “desenvolvimento de entregáveis”.

Dessa forma, os projetos são realizados com a finalidade de obter feedbacks dos usuários o quanto antes, para que a experiência final do usuário seja o mais proveitosa possível. 

Isso permite mais agilidade e eficiência e ainda faz com que os clientes sejam ainda mais valorizados, exatamente o que o Lean UX prega.

A tomada de decisões baseadas nos feedbacks obtidos ao longo do desenvolvimento dos projetos ajuda a reduzir tempo, custos e faz com que a chance de o investimento para criação do projeto ser bem-sucedido aumente muito.

Além disso, a produção realizada de forma mais rápida e efetiva é um excelente diferencial competitivo.

Como funciona o Lean UX na teoria?

Na teoria propriamente dita, o Lean UX funciona conforme o explicado anteriormente, ou seja, com uma base sólida de feedbacks e foco na experiência do cliente ou usuário no dia a dia de utilização do produto ou serviço.

Isso é feito por meio de alguns processos essenciais. 

  • O primeiro é a pesquisa ou coleta de informações que podem embasar a solução desenvolvida.
  • A segunda é a criação de um protótipo com base nos dados que foram recolhidos na etapa inicial.
  • A terceira etapa é a de desenvolvimento de um produto que seja minimamente viável.

Nesse momento, o projeto já é posto em prática. Por fim, na quarta etapa, são recolhidos os primeiros feedbacks. Aqui o desenvolvedor do produto entende o que pode ser melhorado e aperfeiçoa o projeto.

Como funciona o Lean UX na prática?

Agora que você sabe o que é Lean UX e como ele funciona na teoria, que tal entender como o conceito funciona na prática?

Pensando na primeira etapa, podemos aplicar alguns conceitos interessantes de UX Research. Primeiramente, o criador do produto pode criar uma “persona”, a qual é formada pelo tipo de público que poderia se interessar pela solução que ele está criando.

Além disso, é interessante fazer algumas hipóteses, de premissas e restrições que, claro, podem ser modificadas na última fase.

Na segunda etapa, que é a de criação do protótipo, é importante que sejam criados alguns modelos de arquitetura do produto.

Isso significa que a equipe deve estar focada em atingir as expectativas dos clientes e usuários, quais sejam, aquelas que identificaram na primeira etapa do projeto.

A terceira etapa é a mais prática de todas as fases do Lean UX, pois é aqui que o produto vai tornando-se tangível para que possa finalmente ser experienciado pelos seus utilizadores. 

A construção do protótipo é realizada sempre de maneira eficiente e ágil, para não perder a base “Lean” do conceito.

Quando tudo estiver pronto, é hora de TESTAR, ou seja, aqui é o momento de ver se a pesquisa inicial, o projeto colaborativo e a criação do protótipo, estão dentro do que é esperado pelos usuários. 

Nessa fase, o projeto é lançado e conhecemos as figuras dos “stakeholders”, que são as partes interessadas no seu produto.

Essas pessoas avaliam a solução apresentada e enviam feedbacks para que a sua equipe possa melhorar o produto, se isso for necessário.

Caso sejam necessárias melhorias – quase sempre são! – você deverá fazer todas as etapas mencionadas aqui novamente. Assim, os resultados serão ainda melhores.

Vantagens de aplicar o Lean UX

Existem diversas vantagens na aplicação do conceito nos projetos de UX, mas as principais estão relacionadas com a redução da necessidade de recursos. 

Quando você não está alinhado com os conceitos de “Lean”, é muito possível que os projetos demorem mais tempo para serem realizados e que os gastos sejam maiores.

Agora, caso você foque no Lean UX, os seus gastos serão menores, o tempo de execução do projeto será reduzido e tudo isso ainda culminará em uma melhor experiência para o seu cliente final, por meio dos feedbacks obtidos e decisões mais estratégicas.

Como começar a usar

Para aplicar os conceitos de Lean UX no seu trabalho, é preciso entender que não há apenas uma forma de fazer isso. 

É preciso que você veja quais serão os principais desafios a serem enfrentados no seu ambiente de trabalho, sejam eles relacionados à resistência da equipe, falta de tempo para aprender os conceitos, entre outros.

Além disso, será preciso incluir o Lean UX na cultura da sua empresa aos poucos. Para isso, é interessante mostrar os benefícios do conceito, os resultados positivos que ele pode trazer, entre outras questões importantes. 

O conhecimento é a chave! Você deve saber mostrar a seus colegas e colaboradores como o Lean UX funciona e o que ele pode fazer pelos seus projetos. 

Assim, será possível incluir o conceito na empresa e obter cada vez mais resultados eficientes, com a redução de recursos gastos e sempre focando no que o cliente espera do projeto. Boa sorte!

Se você gostou do conteúdo e está interessado em saber mais sobre UX, que tal fazer o MBA em UX Design & Digital Experience oferecido pela Faculdade Impacta?

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!