Você sabe o que é Lean TI?

A metodologia Lean TI foca na experiência do cliente e no fim de desperdícios para ampliar a eficiência e reduzir custos de produção. Saiba como aplicar!(...)

Autor: Redação Impacta

As transformações recentes no cenário corporativo estão sempre exigindo novas capacitações dos profissionais e isso também vale para a área de Tecnologia da Informação. Nesse contexto, podemos entender a metodologia Lean TI como uma alternativa interessante e muito útil para as empresas, principalmente na Gestão de Produtos. Mas qual é o seu significado e propósito?
A metodologia emprega os princípios da filosofia Lean Manufacturing, fundamentada no Sistema Toyota de Produção, cujo objetivo é resolver problemas eliminando desperdícios enquanto amplia a eficiência e reduz custos — tudo isso com foco na criação de valor para os clientes.
Trata-se de uma quebra de paradigma que tende a olhar para as áreas separadas de uma empresa como um todo, alinhado aos mesmos objetivos e estratégias. O intuito final desse processo é promover o amadurecimento cultural da empresa. Entenda a seguir seus princípios e as vantagens da aplicação desse método nas organizações.

Quais são os princípios da Lean TI?

Valor

A meta desse princípio é definir o que é valor para o cliente, seja ele externo ou interno. É importante entender que essa definição deve partir do ponto de vista do cliente, e não da perspectiva interna da empresa sobre o que é mais relevante para ele.

Fluxo de valor

Nesse ponto, interessa reconhecer, dentro da organização de TI, todas as atividades e os processos capazes de entregar valor para o cliente e distingui-los dos demais procedimentos. O intuito é separá-los das atividades que não agregam valor mas que são importantes dos processos que não acrescentam valor e tampouco têm importância.

Fluxo contínuo

O fluxo contínuo consiste na garantia da fluidez das atividades e processos restantes de forma contínua, sem interrupções.

Demanda puxada

Na essência, significa a inversão do fluxo produtivo tradicional, ou seja, os serviços serão executados apenas quando houver uma demanda real no mercado e não com apoio em uma suposição baseada em estimativas passíveis de falhas.
Um exemplo prático e comum são as empresas que produzem uma determinada quantidade para, mais tarde, realizar descontos e promoções a fim de escoar a produção excedente.
O princípio da demanda puxada entende que apenas os itens solicitados devem ser produzidos, uma vez que isso valoriza o produto e não despende esforços desnecessários de produção.
Nas organizações de TI, geralmente, a demanda é puxada pelo usuário. No entanto, nem sempre a produção ou compra dos ativos de TI se limitam ao necessário para atender à procura. Algumas companhias de TI adquirem espaços em disco, licenças de softwares e produzem funcionalidades além do que foi solicitado, sem previsão de utilização em curto prazo.

Busca da perfeição

É o espírito da melhoria contínua, ou seja, a busca incessante de todos os colaboradores da organização por problemas que possam ser solucionados pontualmente, evitando passá-los adiante. É a procura de aprimoração ininterrupta das pessoas, dos processos, dos produtos com o propósito melhorar a experiência do cliente o tempo todo.

A intenção é fazer o que empresas como a Toyota fazem: buscar problemas habitualmente com a finalidade de aperfeiçoar o produto e garantir a satisfação do cliente.

Quais são as vantagens da metodologia para a empresa?

Eficiência nos processos

A multiplicidade dos serviços de uma corporação é um dos aspectos que apontam a ineficácia dos processos externos. É nesse ponto que a filosofia Lean TI consegue ser útil, uma vez que enxuga o excesso de elementos nas etapas de produção.
Então, para evitar procedimentos não estratégicos, uma das normas desse método é elaborar processos com uma visão de longo prazo. Assim, a empresa torna-se capaz de preservar a gestão das suas necessidades evitando gastos desnecessários.
Se a estrutura de TI de uma instituição tem diversos sistemas que atendem os procedimentos dos colaboradores, é necessário contratar muita gente para manter tudo funcionando. Além disso, a rede virtual acaba não sendo funcional e gera um grande desperdício de tempo da equipe de TI na tentativa de integrar as diversas plataformas.
Ao optar pela técnica Lean TI, um único sistema pode ser implementado e integrar com eficiência todas as exigências da empresa, contribuindo com a melhoria contínua da infraestrutura dos processos de TI.

Aumento da produtividade

Uma das maiores vantagens da Lean TI é a elevação da produtividade aliada ao aumento da qualidade dos serviços e produtos. É por isso que as soluções devem ser empregadas de acordo com as demandas. Só assim as necessidades podem ser atendidas com qualidade e, caso ocorram falhas, há maiores chances de encontrar uma saída rápida.
Além disso, um sistema de alto desempenho e disponibilidade proporciona mais segurança aos colaboradores. Assim, eles passam a cumprir seus prazos, comprometendo-se com novas demandas na certeza de que estarão amparados por um bom sistema de TI. Com isso, o ciclo produtivo fica constantemente estimulado.

Redução de custos

Todo o esforço no sentido de enxugar os processos e sistemas leva à redução de custos, o que é muito importante para as empresas que precisam aumentar os lucros. Diante desse fato, um dos preceitos da Lean TI é fazer com que as organizações revejam sua cadeia de produção para localizar os desperdícios e, com isso, diminuir os gastos excessivos.
Uma das saídas para resolver essa questão é atualizar e simplificar processos. Por exemplo: se uma empresa realiza serviços manuais que podem ser substituídos por um software, não há porque continuar com esse sistema de produção desatualizado.
O mais adequado é que os gestores reconheçam a existência do custo desnecessário empregado na instituição e adotem um software de gestão. Dessa forma, a quantidade de funcionários é reduzida e as demandas são agilizadas.

Foco na experiência do cliente

O objetivo final de toda companhia é promover o bem-estar do cliente e isso é o que move todas as ações da empresa. Já vimos que o fluxo de valor é a abordagem usada nessa metodologia para essa finalidade.
Em primeiro lugar, você identifica o que está faltando para levar uma boa experiência ao consumidor — indisponibilidade de serviços, desorganização no processo de compra etc. Na sequência, são implementadas as estratégias que eliminarão tais inconvenientes.
Suponha que a sua empresa não esteja mantendo um bom canal de relacionamento com os clientes e isso atrapalha os negócios por causar insatisfação dos usuários. Parece óbvia a necessidade de melhorar isso urgentemente, não? Nesse caso, um simples software de gestão de relacionamento com o cliente resolve o impasse e aproxima a sua marca do público-alvo.
A metodologia Lean TI tem tudo para impulsionar positivamente todos os processos da sua empresa, levando-a a um patamar de referência em excelência no seu ramo de atividade. Por isso, é muito importante capacitar o profissional de TI por meio de cursos que acrescentem valor à sua atuação dentro da organização.
E você, tem procurado se atualizar para aumentar o seu conhecimento e melhorar a sua performance no trabalho? Para começar ou dar continuidade aos seus estudos e capacitações, fique por dentro de alguns cursos que podem valorizar ainda mais o que você faz!

2 Comentários

    Deixe o seu comentário!

    Não perca nenhum post!