UI e UX Design: qual a diferença?

Os conceitos de UI e UX Design que, por mais que trabalhem juntos, diferem bastante em suas concepções. Explicamos as diferenças, veja!

Autor: Redação Impacta

Não pode ler esse artigo agora? Ouça a matéria no Player abaixo:

Dentro do contexto conectado em que vivemos atualmente, a área do Design se tornou ainda mais importante e estratégica, ganhando novas responsabilidades. Surgiram, por exemplo, os conceitos de UI e UX Design que, por mais que trabalhem juntos, diferem bastante em suas concepções.
Se você já se confundiu com tais conceitos, esses dias chegaram ao fim. Acompanhe este post para entender mais sobre eles e até mesmo facilitar na sua escolha por qual você deve focar, caso queira se inserir nesse crescente mercado de trabalho.

O que é UI Design?

O termo UI significa “user interface” (interface do usuário) e refere-se aos componentes visuais que fazem parte de toda aplicação, permitindo ou não a interação de pessoas, tais como: os botões, as caixas de texto, a tipografia, as cores e imagens de uma página.
A composição visual dos sistemas serve para guiar o usuário dentro dos objetivos de quem programou, com o mesmo propósito de um manual. Em outras palavras, se tomarmos como exemplo o aplicativo de alguma rede social, veremos que ele foi desenhado a fim de permitir que as pessoas publiquem pensamentos e ideias, compartilhem links, adicionem amigos, vejam posts em um feed, entre outras ações. 
A UI se encarrega de deixar tudo simples para quem for utilizar a aplicação: o botão X é para postar algo, ao passo que o Y é para seguir alguém, por exemplo. Trata-se da apresentação e a disposição dos elementos de maneira amigável e compreensível, tendo como foco a usabilidade.

Papel do UI design no mercado

O UI Design é responsável por desenhar layouts que comuniquem claramente ao usuário o que ele precisa fazer. Em alguns campos de conhecimento, o termo interface assume outro significado: o de padrão. Isso deixa claro outra função dessa modalidade, que é o de criar formas padronizadas de estabelecer a interação com quem utiliza um software.
O papel do profissional que cuida dessa área é tornar o uso natural e familiar para as pessoas. O desenho deve ser bom a ponto de tornar a aplicação intuitiva. Sabe quando os usuários nem prestam atenção nos elementos em si e já começam a interagir com ela? Isso significa que a composição é tão eficiente que eles não conseguem ter foco em nada além do objetivo principal do sistema. 
Por isso, o designer deve estudar tipos de fontes, saber formas de arrumar componentes visuais de maneira amigável, desenhar layouts e conhecer padrões que deram certo (e a razão para isso). Nesse campo, não é preciso inventar a roda. Por isso, avaliar o mercado e as possibilidades que já foram exploradas é uma atitude inteligente e interessante.

O que é UX Design?

UX Design, por sua vez, é a parte que foca a experiência do usuário, como o próprio termo UX (user experience) sugere. Ele se preocupa com a forma que cada componente afeta o usuário. Por ser mais direcionado a sensações, é mais subjetivo, ligado às impressões de alguém sobre o uso de uma interface.
Por isso, essa área está associada com a Psicologia, sendo importante buscar alguns conceitos e uma certa visão de mundo desse campo. O profissional de UX precisa de bastante empatia, pois seu trabalho envolve a vivência e as impressões que outras pessoas terão.
Assim, a área estuda a percepção de valor de alguém ao usar uma interface. Está preocupada com a eficiência, com facilidade, praticidade e com os problemas do usuário. Ela se pergunta se o produto realmente ajudou o cliente em suas necessidades e se cooperou para que se sentisse satisfeito. 
Uma vez que isso acontece, a empresa é favorecida com um retorno sólido sobre os investimentos feitos na concepção do sistema. Afinal, os clientes que se sentem marcados por uma boa experiência facilmente se tornam fiéis àquela companhia ou aplicação. 

Papel do UX Design no mercado

O profissional de UX é o responsável por realizar pesquisas — a fim de entender o comportamento e as preferências do consumidor —, prototipagens, etnografia, definir objetivos e uma persona. Isso vai ajudar a direcionar os esforços para garantir uma boa experiência. 
É também o profissional que deve conhecer bastante o público-alvo em todos os detalhes. Em sua rotina, ele pensa bem mais nos outros do que necessariamente no que está fazendo, pois o seu trabalho tem foco no valor que é gerado para outras pessoas. Seu papel é tornar as interfaces marcantes, inesquecíveis, úteis, eficientes, ágeis e modernas.
É responsabilidade dele também conhecer muito sobre Design Thinking, aplicar as estratégias e abordagens que inspiram a criatividade e colaboração, sempre com foco no que foi traçado no planejamento.
Também é dever do profissional saber UI Design — apesar de diferentes, eles podem trabalhar juntos. E é sobre isso que vamos falar no próximo tópico.

Quais são as principais diferenças entre UX e UI Design?

Enquanto o UI Design foca bastante a utilidade de um produto, de acordo com objetivos definidos pela empresa, o UX tem preocupação com a experiência e as impressões do usuário. Enquanto o UI é direto, objetivo e racional, o UX é subjetivo e emocional.
O UI cuida do esqueleto das interações e dos elementos gráficos que fazem parte de cada interface, ao passo que o UX se encarrega das sensações que aqueles componentes provocam.
Vamos utilizar este texto como exemplo: o UI seria o responsável pelas palavras, regras gramaticais e questões estruturais de como as ideias são apresentadas, enquanto o UX se importaria com a compreensão e impressão da pessoa sobre o que está lendo.
Como vimos, esses dois trabalham em conjunto para o bem dos produtos. O UX pode ser acrescentado como um toque final ao UI, complementando a estrutura com uma visão empática e focada no usuário. Assim, o UX Design surge como uma solução para influenciar o comportamento e as percepções de quem utiliza, otimizando os resultados do UI.
Design é uma área muito empolgante, dividida em diversos campos igualmente fascinantes. Vimos neste texto duas das vertentes desse conceito, que carregam diferentes responsabilidades e funções, mas que podem ser unidas a fim de aprimorar ainda mais os resultados de um sistema. 
Agora que você já aprendeu bastante sobre UI e UX Design, acompanhe o nosso trabalho nas redes sociais. Estamos no FacebookTwitter e LinkedIn.

 

1 Comentário

    Deixe o seu comentário!

    Não perca nenhum post!