5 Dicas para Aumentar as Vendas no e-commerce em 2021

Quer Aumentar as Vendas no E-commerce? Separamos 5 Dicas e Tendências para te ajudar a ter Mais Resultados em 2021. Confira!

Autor: Redação Impacta

A 42ª edição do Webshoppers, pesquisa sobre vendas no e-commerce realizada semestralmente pela Ebit|Nielsen em conjunto com a Elo, apontou um crescimento de 47% no e-commerce brasileiro no primeiro semestre de 2020, período em que a pandemia do coronavírus se instaurou no país. 

Ainda segundo o levantamento, houve um aumento de 39% no número de pedidos em relação ao mesmo período do ano anterior, o que resultou em R$90,8 milhões em faturamento.

2020: o ano das vendas no e-commerce brasileiro

A tendência de crescimento do e-commerce já era percebida anos atrás. No entanto, com a crise sanitária que causou isolamento social e fechou comércios físicos, esse crescimento acelerou significativamente. 

Outro estudo sobre o mesmo tema corrobora ainda mais os dados apresentados.

Conforme dados da Criteo, 56% dos brasileiros realizaram compras online pela primeira vez em 2020, durante a pandemia. Além disso, 94% dos entrevistados afirmam que pretendem continuar realizando compras online em 2021.

Como é possível observar nos dados apresentados, o consumidor brasileiro está mais propenso a realizar compras online, o que pode alavancar ainda mais as compras este ano.

No entanto, para garantir que essa previsão seja garantida, é necessário que os empreendedores e profissionais de e-commerces estejam atentos a outros dados não tão positivos sobre o mesmo tema. 

De acordo com levantamento realizado pela Social Miner e pelo Opinion Box, 54% dos entrevistados afirmaram que suas entregas atrasaram mais do que o normal durante a pandemia.

Outros 63% desistiram de fechar a compra devido o valor do frete, 39% não finalizaram a compra e 27% não se sentem seguros em realizar compras online.

Assim sendo, é necessário que os proprietários de e-commerces estejam atentos a todos os dados sobre o novo comportamento dos consumidores e suas exigências, de modo a se destacarem perante a concorrência. 

5 dicas para aumentar as vendas no e-commerce em 2021

Veja a seguir um conjunto de tendências para 2021 que servirão como dicas para você aperfeiçoar o seu e-commerce!

Omnichannel

Outros dados da pesquisa realizada pelo Social Miner e pelo Opinion Box apontam que 52% dos consumidores brasileiros pretendem comprar um produto online e retirá-lo na loja física.

O que é uma interessante oportunidade para investir em omnichannel, tendo em vista que essa estratégia se fundamenta no uso concomitante e interligado de diferentes canais de comunicação (policanalidade), de modo a aprimorar a experiência de compra do cliente.

Realidade aumentada

Com o crescimento das compras online, ocorreu o surgimento de novas necessidades. A vantagem de comprar um produto em uma loja física é poder inspecioná-lo, garantir a integridade do produto adquirido e avaliar se ele é exatamente da maneira que se deseja.

No entanto, quando se realiza uma compra online, não há como se certificar de que a mercadoria chegará exatamente como visualizado na imagem do site.

Nesse sentido, o emprego da realidade aumentada para superar essas barreiras compreendem mais uma tendência para o e-commerce em 2021. 

Certamente, as empresas que investirem nesse tipo de tecnologia proporcionarão uma melhor experiência de compra para os seus clientes e, consequentemente, conseguirão retê-los.

vendas no e-commerce

Inteligência artificial

Uma pesquisa publicada pela Ubisend apontou que 1 em cada 5 consumidores estão dispostos a comprar bens ou serviços de um chatbot. Sendo assim, a inteligência artificial (IA) é mais uma tendência para o e-commerce que os proprietários de lojas online devem estar atentos em 2021. 

Por meio da IA é possível oferecer um atendimento a distância, mas completamente personalizado para o cliente. A inteligência artificial é capaz de assimilar as preferências dos consumidores de forma individualizada e oferecer sugestões e promoções sobre o produto procurado. 

Além disso, se o cliente está procurando um tênis de corrida, a IA é capaz de assimilar outros produtos relacionados, como shorts, camisetas, leggings, meias, dentre outros acessórios. 

Por meio de chatbots o cliente pode se comunicar de forma personalizada com a empresa, o que pode auxiliar na desistência de compras e aperfeiçoar a experiência do cliente com a marca. 

Por fim, por meio da inteligência artificial é possível realizar pesquisa por voz. Esse tipo de busca está popularizando-se entre os consumidores, tendo em vista que diversos dispositivos já possuem assistentes virtuais, tais como Siri, Cortana, Google, dentre outros.

De acordo com o Google, entre 5% a 10% das pesquisas em seu mecanismo de buscas no Brasil são realizadas por voz.

Além disso, segundo Bruno Pôssas, engenheiro-chefe de buscas do Google Brasil

A busca por voz é uma das consequências das dificuldades de digitação com o celular. A busca por voz vem crescendo e está sendo aprimorada. A plataforma melhorou 50% na compreensão contextual no ano passado, diminuindo os erros nas pesquisas.”.

Como você pode perceber, a pesquisa por voz está crescendo, de modo que o próprio Google segue aperfeiçoando suas ferramentas com o objetivo de tornar esse tipo de busca mais facilitado e, consequentemente, melhorar a experiência do usuário. 

Estratégias de SEO

Conforme pesquisa realizada pela Hootsuite em conjunto com a We Are Social, o Brasil é o segundo país do mundo onde as pessoas passam mais tempo conectadas à internet. Além disso, como apresentado anteriormente, o consumidor brasileiro está mais propenso a realizar compras online. 

Desse modo, o ambiente virtual passa a ganhar cada vez mais destaque no cotidiano das pessoas, sendo necessário que as empresas ocupem esses espaços e, mais importante do que isso, sejam vistas pelo seu público-alvo.

Para isso é imprescindível investir em estratégias de SEO (Search Engine Optimization), que são um conjunto de técnicas que visam aumentar o tráfego orgânico de uma determinada página na internet.

Além disso, as estratégias de SEO aliadas ao marketing de conteúdo são capazes de converter visitantes a clientes e clientes a consumidores fidelizados. 

Consolidação dos meios de pagamento digitais

Por fim, com o advento do Pix, nova modalidade de pagamento instantâneo do Banco Central, está ocorrendo uma maior consolidação dos meios de pagamento digitais, o que é ótimo para consumidores e proprietários de e-commerces, pois as transações ocorrem de maneira mais rápida e facilitada.

Sendo assim, é fundamental que o e-commerce esteja preparado para realizar esse tipo de pagamento e proporcione toda a segurança aos dados pessoais de seus clientes. 

E então, o que você achou desse conjunto de dicas que refletem as maiores tendências para as vendas no e-commerce em 2021? Deixe nos comentários! E caso deseje receber mais notícias como esta, assine a nossa newsletter!

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!