O que realmente se aprende em um curso de Ciência da Computação?

O curso de Ciência da Computação ganha cada vez mais espaço entre os estudantes. No último vestibular da Unesp, o curso foi um dos mais procurados, (...)

Autor: Rogério Ramalho

A nossa sociedade está cada vez mais dependente da tecnologia e das ferramentas desenvolvidas nos últimos anos. Os celulares não saem dos nossos bolsos e muitas das nossas atividades são realizadas em computadores, além de usarmos diversos outros aparelhos que têm influência no funcionamento da nossa rotina e das nossas relações.
Essas mudanças influenciam, inclusive, na formação de novos profissionais. O curso de Ciência da Computação, por exemplo, ganha cada vez mais espaço entre os estudantes. No último vestibular da Unesp (Universidade Estadual Paulista), o curso foi um dos mais procurados, sendo o segundo com a maior relação candidato-vaga na área de Exatas.
Quer saber mais sobre essa área de atuação e o curso de Ciência da Computação? Então você está no lugar certo! Preparamos este artigo para falar sobre o curso e mostrar qual é o perfil profissional necessário para ter uma carreira de sucesso, além de mostrar uma perspectiva sobre o mercado de trabalho para o setor nos próximos anos. Confira!

O curso de Ciência da Computação

Com uma oferta crescente nos últimos anos, o curso tem sido cada vez mais procurado pelos vestibulandos. Quem opta por essa formação, lida com matérias que vão da Matemática Discreta até a Inteligência Artificial, passando por aulas de Linguagem de Programação e Teoria da Comunicação.
Na faculdade, o aluno tem contato com matérias voltadas para o aprendizado de linguagens de programação. No começo do curso, as disciplinas são mais teóricas e quase todas estão relacionadas a matemática, como Cálculo, Álgebra Linear, Estatística e Métodos Numéricos. Na parte final do curso, surgem as aulas voltadas para a aplicação dessas teorias.
O objetivo é formar profissionais que possam trabalhar diretamente na elaboração de programas de informática. Hoje, essa é uma função que se torna cada vez mais necessária, afinal, softwares e soluções tecnológicas fazem parte do nosso dia a dia — de um aplicativo simples para organizar as finanças pessoais até programas mais complexos para o gerenciamento e a otimização de processos.
Assim como acontece em muitos cursos de graduação, um cientista da computação pode investir na carreira de pesquisa ou docência, se aprofundando na razão das coisas funcionarem e quais fatores fazem com que isso aconteça. No entanto, os cargos mais comuns para quem se forma nessa faculdade são outros, como o de programador e o de desenvolvedor.
Também é possível ser Analista de Sistemas, atuando na elaboração de documentos e modelos para o desenvolvimento de softwares, ou então Arquiteto de Softwares, ficando responsável por estruturar os sistemas de forma que funcionem corretamente. Além disso, é possível trabalhar como Gerente de TI, coordenando e planejando o desenvolvimento de sistemas em um setor ou empresa.

O perfil profissional necessário para ter sucesso na área

Para ter sucesso profissional na carreira de cientista da computação, é preciso atender algumas exigências da área. Por isso, separamos alguns dos principais pontos para atender ao perfil de um profissional de sucesso no setor. Confira!

Aptidão com dispositivos tecnológicos

Um ponto fundamental é a aptidão para lidar com dispositivos tecnológicos. Acompanhar as mudanças e evoluções, que acontecem tão rapidamente, é outra necessidade para quem quer atuar na área.

Busca incessante por conhecimento

Com um mercado muito disputado e sempre à procura de funcionários capacitados, é preciso buscar formas de adquirir mais conhecimento e conhecer diferentes ferramentas e soluções. Isso é ideal para quem busca qualificação profissional e precisa acompanhar novos programas e linguagens de programação.

Disposição para uma rotina de muita análise e estudo

Quem quer trabalhar com Ciência da Computação precisa estar ciente de que a rotina de trabalho é intensa. Não que o profissional vá passar um dia inteiro codificando em frente ao computador, mas o dia a dia costuma ser tomado por análises e estudos de tudo o que foi desenvolvido.

Curiosidade por ferramentas e processos

A curiosidade pelo funcionamento de equipamentos e programas de computador também são exigências básicas para se tornar um bom profissional na área. Afinal, é entendendo como as coisas funcionam que é possível identificar formas de melhorar e otimizar processos e soluções.

Afinidade com Matemática

Como mencionamos, é importante que você tenha aptidão ou, no mínimo, entenda a importância da Matemática. Isso porque boa parte da carga horária dos primeiros anos da faculdade é voltada para a área. Entender a importância da Matemática para o curso é básico para que você consiga trabalhar com Ciência da Computação.

As perspectivas para a carreira do profissional no mercado de trabalho

O cenário do mercado para um profissional que deseja trabalhar com Ciência da Computação não poderia ser melhor. Afinal, os conhecimentos do profissional do setor são necessários em diferentes esferas do mercado: dos pequenos comércios às grandes empresas, sejam elas de tecnologia ou não.
Com tantos dados disponíveis no mundo online — Big Data —, toda empresa precisa de profissionais que saibam analisar informações de clientes, consumidores e fornecedores, por exemplo.
Setores como o Marketing necessitam dessas informações para traçar estratégias e ações eficientes e, portanto, a demanda por funcionários que sabem lidar com esses dados e métricas é alta.
Outro tipo de trabalho muito comum para quem concluiu o curso de Ciência da Computação é ajudando empresas a otimizarem os seus processos internos. O mercado e os consumidores exigem maior produtividade das organizações e, com o auxílio de profissionais capacitados da área de tecnologia, é possível facilitar o gerenciamento e processamento de informações.
Além disso, cientistas da computação podem trabalhar de forma autônoma, prestando serviços particulares ou terceirizado para empresas. Muitos profissionais da área investem também em negócios próprios voltados para a tecnologia — conhecidos como startups.
Além de assuntos que citamos, outros temas devem ganhar espaço nos próximos anos, como Internet das Coisas e Realidade Aumentada, ampliando o leque de opções de trabalho e funções.
Agora que você já sabe mais sobre essa área de atuação, que tal conhecer o curso de Ciência da Computação da Faculdade Impacta? Acesse e confira quais são as matérias e disciplinas da nossa graduação e como elas englobam os tópicos mais recentes da profissão!

1 Comentário

    Deixe o seu comentário!

    Não perca nenhum post!