O que faz um UX writer? Veja o conhecimento requisitado

Um dos novos cargos que mais cresceram no mercado digital é o do UX writer! Quer saber o que ele faz e como se preparar? Confira tudo no artigo completo!(...)

Autor: Redação Impacta

Não pode ler esse artigo agora? Ouça a matéria no Player abaixo:

profissão de UX Writer tem atingido uma notoriedade especial no mercado. A função consiste, basicamente, na elaboração de textos claros, concisos e úteis para os usuários de um determinado site ou aplicativo.
Desse modo, o profissional deve oferecer uma linguagem acessível e dinâmica ao público, construindo uma relação de confiança e fidelidade. Diversas empresas, atualmente, têm buscado candidatos para ocupar a vaga, justamente com o intuito de otimizar a comunicação com os seus clientes.
E para elucidar ainda mais sobre o assunto, separamos algumas informações sobre a carreira de UX Writer, os conhecimentos requisitados para a área e as principais diferenças entre outros tipos de escrita. Acompanhe a seguir!

O que é um UX Writer?

A carreira de UX Writer surge de novas necessidades e demandas, por parte do mercado, de profissionais especializados em softwares voltados para a experiência do usuário. A função pode ser considerada como uma inovação na profissão de redator, apresentando algumas características e variações específicas.
Sendo assim, esse tipo de escrita já está presente em sites, lojas virtuais e em diversos aplicativos, com o objetivo de oferecer um bom serviço de atendimento aos usuários. De forma geral, um UX Writer precisa ter uma série de conhecimentos sobre a empresa na qual presta serviços, elaborando textos que façam com que os clientes realizem as ações propostas pela marca.
Entretanto, mesmo que a principal habilidade requisita seja a escrita, o profissional não atua apenas na produção de conteúdos. É preciso ir além e desenvolver, também, conhecimentos em análise de dados, User Interface (UI), SEO, marketing, buyers personas e, ainda, entender bem sobre o mercado e o negócio da empresa.
Isso porque a escrita UX geralmente é a que guia os usuários nas páginas, a fim de auxiliá-los a realizar ações e conversões para a marca, orientando sobre as melhores formas de navegação. Na prática, o redator UX é o principal responsável pela escolha de cada palavra contida nelas.
Assim, é preciso que o redator UX esteja ciente de todas as etapas que envolvem o seu trabalho, com o objetivo de criar textos coesos e coerentes com o produto ou com o canal de divulgação. O que mais importa, no entanto, é direcionar o foco para o que o usuário precisa, tendo em mente quais serão os próximos passos da jornada de relacionamento.
Por isso, torna-se fundamental ter um formato consistente de comunicação — e o mais indicado para isso é criar um guia de escrita. Ele auxilia o profissional na organização de um padrão, sistematizando uma voz para o produto ou serviço oferecido. Com isso, é possível entender melhor os usuários e seus cotidianos, o que querem e precisam, sempre levando em consideração os seus sentimentos e escolhas.

Por que a UX é diferente de outros tipos de escrita?

Por ter surgido diante de um contexto específico, geralmente a escrita UX diferencia-se de outros tipos de produções. Por exemplo, a escrita UI refere-se aos componentes visuais que fazem parte da elaboração de uma página, diferentemente da UX, que foca a experiência do usuário.
A escrita UX apresenta, ainda, algumas restrições. Ela precisa ser extremamente concisa e clara, comunicando e dando informações com um objetivo delimitado. Por isso, ela pode ser considerada uma linguagem centrada em ajudar as pessoas e empresas a atingirem os seus objetivos. 
Assim, o redator UX trabalha em conjunto com o design de interação visual a fim de criar uma experiência efetiva de ambas as partes. Desse modo, a escrita deve ser inclusiva e agregar os mais diversos públicos, sendo facilmente traduzível para línguas, regiões e culturas distintas.
Hoje em dia, existem diferentes tipos de redatores profissionais, por exemplo, no caso de redator web e jornalista. O redator web, ou de conteúdo, utiliza das estratégias de marketing para promover uma marca, produto, serviço, ideia etc. O objetivo, portanto, é criar textos para as mídias digitais, disponibilizando produções de materiais originais.
Por outro lado, os jornalistas têm a função de criar campanhas de publicidade online ou offline, atendendo à estratégia de divulgação e de vendas para diferentes empresas. A técnica de escrita, nesse caso, é voltada inteiramente para campanhas, principalmente para convencer o público-alvo de que determinado serviço ou produto é atraente.

Diante disso, percebe-se que existem inúmeras diferenças entre os tipos de escrita e produção. A função de UX Writer, mesmo que não pareça, vai muito além da tarefa de escrever e revisar. A realidade é que os profissionais precisam atuar em conjunto com outras áreas para que o trabalho seja consistente e apresente a devida qualidade que a profissão exige.

Qual a importância da tecnologia para o UX Writer?

O redator UX, por atuar na área de tecnologia, deve se manter sempre atualizado das principais inovações do mercado. Até porque, os usuários e os clientes de softwares estão em busca de melhores experiências, o que faz com que muitas empresas invistam bastante para fornecer serviços de excelência.
Ou seja, a tecnologia é considerada um fator-chave para a mudança e criação de novas atribuições da profissão, exigindo habilidades e capacidades específicas. Portanto, o UX Writer deve incorporar as técnicas de redação com a experiência, contribuindo para que o relacionamento com o público e as empresas seja realizado, sempre com o objetivo de atender às necessidades das partes.
Nesse sentido, estar atualizado das principais mudanças e novidades demonstra preocupação com a carreira e determinação para ser um bom profissional. No geral, as tendências para o futuro demonstram que a profissão tem tudo para ocupar um lugar de destaque nas empresas. 
Isso favorece, até mesmo, a valorização do processo de trabalho dentro da organização, compreendendo que o usuário é a peça central na relação com o produto ou serviço. Grandes negócios já têm a função estabelecida em suas rotinas, o que dialoga diretamente com a transformação digital e com a necessidade de entregar resultados cada vez mais positivos.
O UX Writer, muito além da produção de conteúdos, considera a percepção e a experiência das pessoas diante de um software específico. Para obter diferencial na carreira, entretanto, é preciso buscar sempre por especialização, sobretudo devido às recorrentes mudanças observadas no contexto de trabalho.

Confira este vídeo do instrutor Wilson Bizon, falando mais sobre o Projeto UX:

Gostou do artigo? Deixe um comentário se ficou alguma dúvida sobre o conteúdo exibido ou apenas como foi útil para você!

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!