Entenda o que é a reunião de sprint retrospectiva

A sprint retrospectiva é considerada um dos elementos da Scrum, já que é a determinante do período para acontecer uma execução de tarefas.

Autor: Redação Impacta

Para quem é da área de TI, estratégias e processos ágeis tendem a fazer parte do cotidiano. Talvez você já conheça o framework Scrum e o modelo iterativo incremental. A reunião de sprint retrospectiva é uma parte importante dele e contribui para a melhoria contínua usando uma metodologia ágil. Estar por dentro dessas técnicas é importante para oferecer uma melhor performance e se destacar no mercado.
Se você entende a importância da metodologia ágil para a TI — e também para outras áreas que têm incorporado esse conceito, como é o caso do marketing — então, é muito importante continuar esta leitura. Neste artigo, você vai entender o que é uma sprint retrospectiva, como ela acontece, as vantagens de implementá-la e dicas para executar esse modelo. Confira!

   Afinal, o que é a reunião de sprint retrospectiva?

Quem acompanha o blog já sabe da importância da certificação Scrum, que favorece o aumento da produtividade, da qualidade e redução de falhas na gestão de projetos. A sprint é um dos elementos-chave dela, pois é o que determina o período para a execução de tarefas.
Esse ciclo pode ser semanal, quinzenal ou mesmo mensal. Ele varia de acordo com a complexidade da funcionalidade que precisa ser implementada e também com a capacidade de desenvolvimento e entrega da equipe. Dentro do Scrum, são realizados 4 tipos de reunião:

  • planejamento;
  • diária para sincronização;
  • revisão;
  • sprint retrospectiva.

Sendo assim, a sprint retrospectiva cobre uma análise em relação ao que foi feito, com foco no desenvolvimento de soluções e melhorias para otimizar a performance e corrigir possíveis falhas.

   Como funciona esse momento de retrospectiva?

Empresas que implementam a metodologia Scrum devem entender a importância da sprint retrospectiva para garantir tomadas de decisão mais dinâmicas e acertadas. A seguir, separamos alguns elementos para explicar melhor como ela funciona.

Participantes

Um dos participantes da sprint retrospectiva é o facilitador, responsável por monitorar as falas, o tempo e a participação de cada um. Para manter uma dinâmica ágil na realização dessa reunião, é recomendado que sejam pessoas relacionadas com o projeto e que superiores não estejam presentes, para não inibir os demais em relação à exposição dos erros.
Normalmente, o scrum master, o product owner e os desenvolvedores da equipe estarão presentes. Caso seja relevante, outras pessoas podem ser convidadas para participar, desde que isso seja relevante.

  • Periodicidade

A sprint retrospectiva acontece sempre quando termina uma sprint do projeto. Isso varia de acordo com o que foi estabelecido, como vimos no tópico anterior. Então, se o evento é semanal, a reunião de retrospectiva acontecerá no último dia do ciclo (que nem sempre cai na sexta-feira, uma vez que subir atualizações antes do fim de semana pode causar problemas para a equipe).

  • Duração

O tempo gasto para a reunião deve ser o mais enxuto possível, desde que todos os aspectos sejam tratados. Dependendo da necessidade, uma sprint retrospectiva pode durar até 2 horas. Isso se o time for muito grande, com 7 ou mais membros, ou quando as etapas de uma sprint são muito longas (mensais, por exemplo).

  • Facilitador

O papel do facilitador é muito importante para que a sprint retrospectiva funcione de forma semelhante em toda a metodologia Scrum. Essa pessoa fica responsável por fazer um levantamento antes do encontro e entender os pontos relevantes que devem ser resolvidos, além de identificar a proposição de uma melhoria que pode ser implementada até a próxima sprint.

   Quais são os benefícios da reunião de retrospectiva?

Esse tipo de reunião é muito importante para o desenvolvimento dos projetos. Dentre as principais vantagens da sprint retrospectiva, podemos destacar:

  • a possibilidade de setar o trabalho para soluções de melhoria contínua;
  • o aumento da qualidade das entregas;
  • a melhoria na produtividade e engajamento de todos os participantes do time;
  • a transparência dos processos e clareza de objetivos;
  • a identificação e a redução de falhas;
  • o aproveitamento de oportunidades;
  • tomadas de decisão mais eficientes e acertadas;
  • um panorama geral sobre o projeto com a agilidade na entrega de cada etapa;
  • a proposição de soluções por parte de todos os integrantes da equipe;
  • uma visão macro e ao mesmo tempo de cada particularidade do projeto.
   De que forma é possível implementar essa retrospectiva?

Alguns passos são importantes para garantir esse tipo de reunião de forma coerente e com resultados positivos. Destacamos, a seguir, pontos que devem ser observados na hora de preparar e conduzir sua sprint retrospectiva.

  • Defina o contexto

Ao abrir uma reunião desse tipo, é importante contextualizar todos os participantes. Isso significa falar qual é o papel que cada um desempenha no time Scrum. Além disso, é preciso que cada um esteja com a mentalidade de que o próprio time é o responsável por encontrar as próprias falhas do projeto e também propor soluções para resolver as situações que surgirem.

  • Faça um check-in

As reuniões de sprint são muito dinâmicas e ágeis. Por isso, o momento do check-in é fundamental para identificar e nivelar o clima do momento. Afinal, é necessário gerenciar as expectativas dos participantes, além de certificar de que todos estão preparados para desenvolver as melhores propostas.

  • Prato principal

Uma vez que estejam todos ambientados, é hora de tratar o tema central da reunião. Para isso, é comum que o facilitador use dinâmicas para estimular a participação de todos. Normalmente, são usados papeis coloridos nos quais as pessoas anotam suas observações, em vez de abrir o espaço para diálogo — o que pode gerar atritos (ainda mais, dependendo do ponto na carreira de TI em que os participantes se encontram).

  • Check-out

Uma vez trabalhado o prato principal, são definidas as ações mais relevantes e estabelecidos os próximos passos que acontecerão para garantir o resultado esperado. Para isso, são fixados o prazo, ação e responsável em realizá-la.
Para concluir a sprint retrospectiva, é realizado um check-out para entender se as expectativas dos participantes foram atendidas e como todos perceberam as ações definidas a partir da reunião. Essa ação serve como bússola para interligar uma retrospectiva com a próxima e, ao mesmo tempo, descobrir a eficácia do evento que acabou de acontecer.
Para desempenhar papéis de liderança na área de tecnologia da informação, é fundamental conhecer os processos e metodologias ágeis, sabendo implementá-los independentemente do tamanho do time ou da complexidade do projeto. Com a sprint retrospectiva, você garante alta performance e a contribuição de insights criativos de toda a equipe.
Se você percebeu como essa metodologia é fundamental para impulsionar sua carreira e otimizar seus resultados de trabalho, conheça mais sobre o curso para certificação de Agile Scrum. Prepare-se para uma das certificações mais importantes na área das metodologias ágeis!
E não esqueça de deixar seu comentário nos contando se o conteúdo foi relevante para você ou caso ainda tenha ficado alguma dúvida!

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!