Dia da Informática: por que ter noções e o que isso significa?

No Dia da Informática explicamos o que é o termo, porque tantas vagas pedem noções na área e o que isso quer dizer na prática. Veja aqui!

Autor: Redação Impacta

Que tal ouvir esse conteúdo? Inscreva-se abaixe e ouça agora mesmo:

Em 15 de agosto é comemorado o Dia Internacional da Informática, data que homenageia a criação e revelação do ENIAC (sigla em inglês para Electronic Numerical Integrator and Computer ), que é considerado o primeiro computador moderno, sendo capaz de realizar cálculos em grande escala.

Apesar de ter sido criado secretamente para o Exército dos EUA durante a Segunda Guerra, em 1943, o aparelho eletrônico só foi revelado após o fim dos combates, em 15 de fevereiro de 1946 pelos norte-americanos John Eckert e John Mauchly.

O ENIAC, que em tradução ao português significa computador integrador numérico eletrônico, tinha capacidade de processar 5 mil operações por segundo, com 160w de potência e 17.466. Tudo isso em uma área de cerca de 180m² pesando 30 toneladas, já imaginou?

>> Conheça o Museu do Computador!

O lançamento do computador marcou o começo de uma verdadeira transformação que nos trouxe até o mundo digital e inovador que vivemos hoje, impactando diretamente nossas relações sociais e, é claro, a forma como trabalhamos. 

Não é à toa que tantas vagas de empregos solicitem noções de informática até hoje, não é mesmo? 

Mas o que isso significa? Quais os conhecimentos em informática necessários no mercado atual? Vamos te ajudar a responder tudo isso! 

O que é Informática?

O termo Informática deriva do alemão “informatika”, cunhado em 1956 pelo cientista da computação Karl Steinbuch com o sentido de processamento automático de informação.

Atualmente porém, informática pode ser definida como um conjunto de conhecimentos e estudos no desenvolvimento de tecnologias de informação e suas relações com a sociedade, pessoas e organizações.  

Portanto, a área de informática agrega desde a coleta, armazenamento e processamento, até a transmissão de uma informação digital e sua interface, com o objetivo de automatização e solução de problemas.

A informática evoluiu muito após a popularização dos computadores e, principalmente, com a chegada da internet em 1969, tornando os sistemas informatizados cada vez mais comuns e indispensáveis para nossas vidas e atividades profissionais. 

Além de ter gerado uma série de profissões focadas na área de tecnologia da informação, computação ou que atuam no cenário digital, ter noções de informática é fundamental para praticamente todos que estão no mercado de trabalho. 

Afinal, todas os setores atualmente podem lidar com algum sistema ou programa informatizado. Mas você sabe o que isso significa na prática? O que as empresas esperam de conhecimento quando solicitam noções básicas de informática? 

A seguir vamos explicar justamente isso, continue a leitura!

Noções Básicas de Informática: quais são?

Como dito acima, a informática e a computação originaram diversas áreas de estudo e de atuação no mercado no atual, sempre com foco na tecnologia, no processamento de informações e na inovação. 

Portanto, para profissionais e estudantes de setores como Ciências da Computação, Redes, Desenvolvimento de softwares, Programação, Inteligência Artificial, Análise de Sistemas, Banco de dados e muitos outros, a informática será a base de todos os estudos durante a formação. 

Porém, para muitos outros empregos – nas mais distintas áreas – são solicitados o que é muitas vezes chamado de “Noções básicas de informática” no anúncio da vaga. 

Há casos em que os conhecimentos desejados são melhor detalhados pelos recrutadores, mas no geral, as empresas costumam se referir a algumas habilidades de inclusão digital e para o trabalho com alguns dos programas e softwares mais comuns do mercado, como é o caso do pacote Microsoft Office.

Vamos ver alguns desses conhecimentos mais solicitados em informática:

  • Básico em Hardware: conhecimento das peças fundamentais para o uso de computadores;
  • Cabeamento e redes: funcionamento de cabos, fios e conexões, bem como a configuração básica de internet wi-fi;
  • Internet: navegação na web por meio dos principais navegadores;
  • Utilização de E-mails: uso dos principais sistemas de e-mails, como Outlook ou gmail, fazendo o envio, controle e configuração básica;
  • Softwares: utilização dos principais softwares que podem ser uma padrão de mercado – como é caso do Excel no trabalho de tabelas, gráficos e planilhas – ou de uso específico na empresa. 

Vale ressaltar que apesar de muitas vagas usarem o termo “noções de informática”, indicando um conhecimento básico, ele precisa ser real. 

Infelizmente, ainda é muito comum no mercado de trabalho encontrar candidatos que acabam mentindo ou que acreditam que possuem os requisitos, mas na prática profissional acabam encontrando dificuldades.

Por isso, cursos e estudos para aprender os primeiros passos no mundo dos computadores ou mesmo na utilização dos programas da linha Office, podem ser muito importantes e um grande diferencial para os recrutadores. 

E aí, quer saber como começar a Carreira em TI? Confira o Guia completo do primeiro emprego no mercado de TI!

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!