Qual a importância do curso superior para a empregabilidade no Brasil?

Cada vez mais, o mercado de trabalho exige qualificação, fazendo com que a empregabilidade esteja relacionada ao Curso Superior. Entenda!

Autor: Rogério Ramalho

A formação acadêmica tornou-se um pré-requisito para a conquista do sucesso profissional.

Cada vez mais, o mercado de trabalho exige maior qualificação do seu quadro de pessoal, o que faz com que a empregabilidade no Brasil esteja relacionada de forma direta com a posse de um diploma de nível superior.

Logo, quem não tem um curso de graduação fica com poucas chances de competir. Mas por que ter um curso superior é assim tão importante no mundo do trabalho?

É justamente a essa pergunta que vamos responder neste post.

Nele, vamos mostrar qual é a relação entre a formação de nível superior e a empregabilidade, especialmente em tempos de crise, assim como explicar os motivos que fazem da faculdade a grande vitrine para um currículo. Confira!

A relação entre o curso superior e a empregabilidade

Em qualquer segmento do universo corporativo, todas as áreas profissionais são caracterizadas pelo uso de conhecimentos, ferramentas, processos e técnicas com relativo grau de especialização.

A razão dessa demanda é simples e, ao mesmo tempo, fundamental: é preciso haver pessoas capacitadas o bastante para suprir as necessidades geradas pelos diferentes postos de trabalho.

Nessa perspectiva, as empresas buscam por profissionais que tenham as habilidades e as competências necessárias para colaborar de forma efetiva com o desenvolvimento dos seus processos produtivos.

Essa procura se traduz nos procedimentos de recrutamento, nos quais são estabelecidos os pré-requisitos básicos para a seleção e a contratação de um profissional.

Com o desenvolvimento científico e tecnológico que caracteriza o mundo empresarial na atualidade, as companhias precisam de colaboradores que tenham formação acadêmica adequada.

É por essa razão que o curso superior assume um papel fundamental, uma vez que ele propicia qualificação apropriada para que o seu concluinte exerça as funções demandadas em uma empresa.

A importância do curso superior para o mercado de trabalho estende-se a todas as áreas do conhecimento, profissões e ramos.

Além disso, ter uma faculdade é essencial para quem pretende ingressar no serviço público, já que, na maioria das vezes, os concursos exigem formação em nível superior e, quando esse não é o caso, o que foi estudado na graduação tende a ser útil para a prova de seleção.

A relevância da qualificação acadêmica em tempos de crise

Se ter um curso superior é uma exigência básica para a empregabilidade no Brasil quando a economia está favorável, imagine o quanto uma faculdade é essencial em épocas de crise, como a que o país vem enfrentando.

Isso porque, em circunstâncias financeiras desfavoráveis, a quantidade de postos de trabalho tende a diminuir de modo considerável, aumentando o desemprego.

A conta é muito simples: quando a economia local vai bem, ou seja, quando o volume de negócios das empresas de uma região é alto e o mercado se torna aquecido, há mais dinheiro circulando e maior possibilidade de crescimento.

Condições assim geram grande lucratividade e permitem que sejam feitos investimentos, os quais não apenas mantêm, como também aumentam as vagas de emprego.

No entanto, quando as transações financeiras relativas ao mundo corporativo recuam de maneira significativa, a situação é outra.

A crise causa cortes, incluindo de pessoal, o que torna a competição entre os profissionais por um posto de trabalho ainda mais acirrada. Nesse contexto, manter o emprego depende de algumas variáveis e, entre elas, a formação é uma das principais.

Ter um curso superior é a grande carta na manga do profissional em momentos de crise, já que uma faculdade consiste em vantagem competitiva.

E esse diferencial é válido tanto para ingressar em um novo emprego quanto para se manter no atual, pois uma graduação é bem-vista no processo seletivo e no corte demissional, no caso de haver a necessidade de escolher entre dois colaboradores.

Motivos para ter um curso superior

Com tudo o que mostramos até agora, não deve ter sido difícil concluir que um curso superior está na base não só da empregabilidade, mas também do sucesso de qualquer profissional.

Para deixar ainda mais clara essa importância, vamos apontar alguns motivos específicos — que também são vantagens — gerados pela conclusão de um curso de graduação. Continue a leitura e fique por dentro!

Valorização do conhecimento teórico pelas empresas

O motivo mais importante de cursar uma faculdade é, sem dúvidas, obter o conhecimento científico e técnico que ela proporciona.

Isso porque é no curso superior que o aluno – e futuro profissional – terá acesso ao conjunto de conteúdos teóricos e procedimentos práticos de uma determinada profissão, os quais serão fundamentais para exercê-la com competência e eficiência.

E isso não é pouca coisa. Nenhuma empresa ou órgão público é capaz de sobreviver sem que haja profissionais qualificados o suficiente para desenvolver as atividades ligadas à sua área de formação acadêmica.

A capacitação dos profissionais é fundamental para que uma empresa produza e, consequentemente, seja lucrativa.

Diferenciação no mercado de trabalho

Profissionais que têm um curso superior levam maior vantagem competitiva quando comparados àqueles que não têm esse tipo de qualificação.

Isso porque, mesmo que o colaborador seja capaz de desenvolver atividades que aprendeu por meio da prática, por exemplo, as empresas valorizam a formação acadêmica, que é muito mais completa e baseada em suporte teórico.

Esse diferencial – alcançado em razão da qualificação em nível superior – gera oportunidades notáveis de desenvolvimento na carreira.

Em geral, seja qual for a área do conhecimento, o profissional que é graduado tem muito mais chances de ocupar cargos de importância e com maior valorização, uma vez que tem qualificação adequada para isso.

Salários mais atrativos

Outra razão para ter um curso superior é que esse nível de formação possibilita a conquista de salários muito mais atrativos do que aqueles recebidos por pessoas formadas apenas no ensino médio, por exemplo.

Por se tratar de profissões que exigem maior qualificação e aperfeiçoamento, as graduações elevam os salários recebidos pelos profissionais, além de favorecerem aumentos de forma mais frequente.

Como mostramos neste post, a empregabilidade no Brasil está diretamente relacionada com a conclusão de um curso em nível superior.

Ter esse grau de formação acadêmica aumenta muito as chances de crescimento na carreira, proporcionando oportunidades de promoção e melhores salários, além de diminuir as possibilidades de o profissional ficar desempregado durante os períodos de crise.

Gostou do texto? Então confira o nosso e-book clicando abaixo e saiba como escolher o curso ideal para você!

Tudo o que você precisa saber sobre escolher o curso superior ideal

1 Comentário

    Deixe o seu comentário!

    Não perca nenhum post!