faceboook

Plano Estratégico Pessoal: o que é e como aplicar na sua carreira?

Ter um Plano Estratégico Pessoal é fundamental para alcançar seus Objetivos de Carreira. Mas você sabe o que é o PEP? Confira no Artigo!

Autor: Redação Impacta

Seja qual for a sua área de atuação profissional, ter um planejamento de carreira é fundamental para traçar objetivos, alinhar expectativas e, com isso, poder evoluir para aonde quer chegar e em quanto tempo.

Além disso, ter uma linha traçada para o seu crescimento no trabalho é fundamental tanto para a realização pessoal quanto profissional, permitindo criar e construir o futuro de sua carreira.

Mas como fazer? Um dos primeiros passos é entender o que é e começar a fazer o seu Plano Estratégico Pessoal. Vamos descobrir? Confira a seguir!

O que é PEP – Plano Estratégico Pessoal?

Um Plano Estratégico Pessoal (PEP) é um processo para formular objetivos, ações e execuções, de acordo com as questões internas e externas de cada pessoa.

Para isso, algumas premissas básicas são estabelecidas para que o planejamento seja coerente e sustentável.

O PEP oferece uma série de vantagens para os colaboradores, independentemente da área de atuação. Isso porque eles são capazes de tomar melhores decisões, otimizar o tempo de trabalho, além de melhorarem o seu relacionamento com os colegas.

Como funciona?

O processo desenvolvido pelo PEP exige que a pessoa preste atenção a três pontos imprescindíveis – bastante conhecido entre as empresas: missão, visão e valores.

Eles funcionam como um importante ponto de partida para a elaboração do planejamento estratégico, considerando a forma como você se identifica e o seu propósito de vida.

Entenda seu objetivo de vida com a Tríade do PEP

Um Plano Estratégico Pessoal deve iniciar partindo por uma profunda reflexão do objetivo de vida do indivíduo.

Após essa etapa, são apresentadas as âncoras de carreira que determinam o tipo de perfil para determinada área de atuação.

Ou seja, tais ferramentas são essenciais em um PEP, pois permitem visualizar claramente as características que constituem a postura e o pensamento de uma pessoa.

Para isso, utiliza-se uma tríade organizacional que possibilita pensar e construir a missão, a visão e os valores específicos que são relevantes para o profissional.

De forma geral, os conceitos, quando bem aplicados, conseguem dar mais sentido às expectativas e projeções, demonstrando quais são as ações que serão necessárias tomar para avançar.

Entenda, a seguir, do que se trata cada um dos conceitos e como eles são fundamentais para a criação do PEP.

Missão:

A missão determina a finalidade do seu trabalho, ou seja, as razões e os motivos que o levam a seguir em determinada direção.

Por meio dela, é possível que o profissional tenha uma melhor compreensão acerca das suas necessidades de vida e trabalho, descobrindo
o que deve ser prioridade em cada etapa da sua carreira.

Isso permite que a pessoa seja mais eficaz em suas ações, levando em consideração os seus objetivos e princípios. Portanto, a missão contida no PEP deve ser clara, tendo como base algumas estratégias que ajudam a orientar a atuação.

Visão

A visão é, justamente, a descrição do seu futuro, em que ponto deseja chegar e quais serão as metas para os próximos anos.

Sendo assim, é preciso que a visão seja formulada de forma realista, pois ela serve como um importante fator de motivação que permite que a pessoa se movimente para alcançar os objetivos dentro do prazo determinado.

De forma geral, a visão costuma ter uma duração predeterminada, sendo necessário substituí-la por outra assim que a próxima etapa for alcançada. Nesse ponto, os motivos pelas quais as metas foram estabelecidas são indicados, o que pode ser feito de maneira prática e rápida.

Valores

Os valores formam o código de conduta da pessoa, ou seja, os seus princípios éticos e morais que devem ser respeitados.

Eles se refletem, sobretudo, nos comportamentos, nas atitudes, nas decisões e no comprometimento com a sua carreira e a sociedade como um todo.

Dentro de uma empresa, por exemplo, os valores servem para identificar se os colaboradores estão atuando de acordo com os padrões comportamentais e organizacionais da companhia.

Isso porque também funcionam como guias e parâmetros a serem seguidos para melhorar os aspectos relacionais entre todos.

plano estrategico pessoal

O que são âncoras de carreira?

A teoria das âncoras de carreira surgiu na década de 1970, advindas das ideias de Edgar Schein, professor do Massachusetts Institute of Technology (MIT).

O docente explica que as âncoras se desenvolvem com o passar dos anos, desde a infância, e são responsáveis por formar a personalidade e também a autoimagem.

Basicamente, as âncoras são um conjunto de necessidades, habilidades e valores que norteiam as decisões de cada pessoa. Elas são constituídas por alguns fatores que exercem total influência no direcionamento da profissão, representando a verdadeira essência de um profissional.

Afinal, demonstram seus objetivos e propósitos em relação ao trabalho, sempre considerando a sua concepção de mundo.

Dentro de uma empresa, o colaborador deve alinhar as suas âncoras com as do empreendimento, para que seja possível produzir com mais efetividade e motivação, alcançando os resultados esperados.

Com isso, aumentam-se as possibilidades de destaque e, também, de desenvolver novas habilidades para a carreira.

Tipos de Âncoras de carreira

Os tipos de âncoras foram elaboradas por Edgar Schein e dizem respeito a 8 fatores básicos:

  • desafio puro;
  • estilo de vida;
  • dedicação a uma causa;
  • segurança e estabilidade;
  • criatividade empresarial;
  • autonomia e independência;
  • competência técnica e funcional;
  • competência administrativa geral.

Por meio do PEP, o profissional consegue identificar qual é o seu tipo de âncora e quais são as carreiras associadas a cada uma.

De forma geral, as pessoas tendem a se manter sempre na mesma modalidade, facilitando como um todo o planejamento da profissão de forma mais satisfatória.

Com alguns testes, a pessoa pode entender se está atuando em uma área que tenha afinidade, possibilitando fazer ajustes na carreira para continuar tendo bons resultados.

É possível que o processo seja feito com a ajuda de um mentor, contribuindo para que se compreenda os maiores propósitos e anseios profissionais de maneira rápida e eficaz.

Agora que você já compreendeu os princípios para definir um Plano Estratégico Pessoal, basta começar a aplicar na sua carreira, não é mesmo?

Faça um exercício preenchendo quais são os critérios e âncoras da sua carreira para entender e começar a traçar suas metas e objetivos! Para ajudar, confira o nosso Guia Completo de Planejamento de Carreira aqui!

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!