Primeiro emprego: como se qualificar para o mercado de TI?

Conseguir o primeiro emprego não é tarefa fácil, ainda mais no concorrido e exigente mercado de TI. Mas a gente tem algumas dicas, confira!

Autor: Redação Impacta

Não pode ler esse artigo agora? Ouça a matéria no Player abaixo

A Tecnologia da Informação é um mercado em constante crescimento, que abre boas oportunidades de emprego mesmo em meio à crise econômica. Entretanto, também é uma área bastante exigente.
Mesmo com vagas disponíveis, conseguir o primeiro emprego em TI não é tão simples. Isso porque as empresas procuram pessoas qualificadas e experientes, o que é um desafio para os recém-formados.

Para garantir uma boa colocação, o ideal é que o profissional se capacite e procure enriquecer seu currículo. A atualização é fundamental, já que a todo o momento surgem inovações no mercado da tecnologia. Quer saber como conseguir se desenvolver nessa carreira e conquistar seus objetivos? Este post pode ajudar!

  Por que é importante se qualificar?

A competitividade no mercado de trabalho só tem crescido. Essa é uma realidade de todas as profissões e é ainda mais forte no campo da tecnologia. Conseguir um espaço é bem difícil se você não investe em diferenciais para a sua formação.
Há alguns anos, a graduação deixou de ser o único requisito para o sucesso profissional. Diante disso, quanto mais capacitado é o profissional, mais chances ele tem de conseguir boas colocações no mercado. Ou seja, as melhores condições de trabalho costumam ser reservadas para pessoas com mais valor agregado ao currículo.
Como ninguém se forma com a carreira já consolidada, o ideal é aproveitar os anos de graduação para investir em formações extracurriculares. Ter cursos de qualificação e experiências variadas, além de dominar outras línguas, se tornaram requisitos essenciais até mesmo para o primeiro emprego.

  É preciso escolher uma área de especialidade?

No fim da graduação, o profissional estaria preparado para atuar em todos os caminhos disponíveis para o seu curso. Mas será que é assim que funciona? Na prática, não, já que o mercado de trabalho está cada vez mais focado e especializado, o que acaba exigindo muito mais do que isso.
Inclusive, pela amplitude de possibilidades que a profissão de TI oferece, se torna impossível dominar todas elas apenas com o curso de graduação. O profissional pode atuar em áreas bem variadas e, portanto, buscar uma especialização para aprofundar os estudos em um campo é um bom caminho.
Desse modo, quem se especializa é mais valorizado, pois desenvolve conhecimentos aprofundados e se mantém atualizado sobre as tendências de cada área. Por esse motivo, a especialização é importante principalmente para quem ainda não conseguiu o primeiro emprego, uma vez que o momento pode ser aproveitado para dar continuidade aos estudos e enriquecer o currículo.
Tendo em vista que muitas empresas não têm condições de acompanhar todas as inovações da Tecnologia da Informação, investir em profissionais especializados é um ótimo negócio para elas. Afinal, é por meio deles que a organização se mantém atualizada e competitiva. Veja algumas áreas nas quais o profissional de TI pode se especializar:

  Qual é a importância das certificações?

Além da especialização, outro diferencial disponível para os profissionais de TI é a certificação. Elas são espécies de diplomas que comprovam a habilidade do profissional em práticas bem específicas. Por exigirem conhecimentos profundos, muitas vezes chegam a ter mais importância do que a própria graduação.
Para obter uma certificação, o profissional precisa realizar cursos e provar o conhecimento adquirido, dominando os conteúdos e a prática. Grandes instituições, como Oracle, Novell e Cisco dão essa oportunidade por meio de parcerias com empresas de inúmeros países.
Existem modalidades mais básicas, que exigem menos estudos, e algumas avançadas, para as quais é preciso fazer vários cursos antes de realizar a prova. O investimento para obter a certificação pode ser bem alto e, por isso, os profissionais que ainda estão em busca do primeiro emprego podem começar com as certificações menores, cujos cursos são mais baratos.

  É possível ter experiência antes de conseguir um emprego?

Muitas vezes, quem está em busca da primeira oportunidade no mercado de trabalho formal acaba por ficar preso com a falta de experiência. Afinal, as empresas exigem um profissional experiente, mas os recém-formados não podem conseguir isso se não forem abertas oportunidades para eles. Então, qual é a alternativa para não sucumbir diante dessas dificuldades?
Quem ainda está na faculdade ou acabou de se formar tem o trabalho autônomo como uma opção para conseguir experiências profissionais mesmo antes do primeiro emprego. Você pode começar fazendo pequenos trabalhos para pessoas conhecidas e ir conseguindo mais clientes por indicação.
Além de garantir uma renda, os projetos freelancers podem compor seu currículo e portfólio, tornando-os mais chamativos para as empresas e facilitando sua participação em processos seletivos.

  Como conquistar o primeiro emprego?

A fase de recém-formado pode causar bastante ansiedade. Entretanto, com perseverança e fazendo os investimentos certos, é possível encontrar o seu lugar no mercado de trabalho. Além de continuar estudar e tentar ampliar suas experiências profissionais, há outras dicas que podem ajudar na conquista do primeiro emprego.
Uma estratégia fundamental é construir seu networking. Estabelecer boas relações é algo fundamental para o mercado de trabalho em qualquer campo. Seus professores e colegas de curso podem indicar você para boas vagas de emprego no futuro, por exemplo.
Acompanhar as publicações em Tecnologia da Informação e ler muito sobre sua área de interesse também são formas de caminhar para uma boa vaga de emprego. Inclusive, o conhecimento não está só em cursos de especialização ou qualificação, mas também nos estudos que você pode fazer de forma autônoma.
Uma dica muito importante para os mais ansiosos: em hipótese alguma minta sobre o seu currículo. Divulgar conhecimentos ou experiências que você não tem é muito prejudicial, pois as empresas têm formas de conferir se as informações fornecidas são verdadeiras.

  Como se preparar para a entrevista?

A qualificação profissional é fundamental para você conseguir um trabalho no mercado de tecnologia. Contudo, também é necessário se preparar para a entrevista de emprego quando a oportunidade chegar. Isso porque não é raro encontrarmos pessoas que perderam a chance de ocupar boas vagas devido à falta de conhecimento sobre o que dizer e como se comportar diante de um entrevistador.
Em primeiro lugar, você deve ter em mente que se trata de uma oportunidade única, não sendo prudente chegar atrasado ao local solicitado. Por isso, tente chegar o mais cedo possível, de modo a aproveitar o tempo de espera para organizar as suas estratégias de convencimento que possam levar o recrutador a dar a vaga de emprego para você.
Além disso, é necessário cuidar da aparência, uma vez que a entrevista de emprego exige que o candidato utilize uma roupa adequada. Lembre-se de que esse é o primeiro contato da empresa com você e, por isso, a sua aparência deve ser impecável. Assim, você ganha credibilidade dentro da organização.
Tente se comportar de maneira sorridente durante toda a entrevista, sem esquecer de olhar bem nos olhos do recrutador e responder às perguntas com entusiasmo para que esse profissional veja você como um candidato com muita motivação por ter a chance de ocupar a vaga ofertada.

  Como completar o currículo?

Para completar o currículo, algumas informações relevantes devem ser acrescentadas, sendo que a principal orientação para nortear esse trabalho é que os profissionais sejam objetivos e sucintos.
Para isso, é importante que o candidato à vaga de emprego faça um resumo das suas qualificações, inserindo informações positivas sobre a sua carreira até o momento. O profissional deve escolher quais as habilidades, conhecimentos e experiências seriam mais adequadas para chamar a atenção do recrutador e da empresa.
Depois disso, outro item que não pode faltar para completar o seu currículo profissional é a sua formação acadêmica. Como dito antes, os cursos de especialização ou qualificação podem fazer a diferença para que você conquistar a tão almejada oportunidade de emprego. Além disso, se você tiver domínio de alguma língua estrangeira, não deixe de mencionar essa informação na hora de elaborar o seu currículo.
Contudo, tome bastante cuidado no momento de inserir esses dados, pois é necessário ser honesto e informar o seu real conhecimento do idioma. Cabe apontar que o recrutador pode querer testá-lo durante a entrevista, sendo que a mentira sobre a real fluência na língua estrangeira o eliminaria da chance de ocupar a vaga.
Não deixe de informar também caso você tenha alguma experiência internacional, pois as empresas geralmente levam isso em consideração na hora de escolher os candidatos. Da mesma forma, podem ser citados trabalhos voluntários e empregos temporários com o intuito de que essas experiências destaquem as suas qualidades profissionais.

  Qual a importância de buscar as oportunidades?

mercado de tecnologia é muito dinâmico e sempre tem diversas oportunidades para os novos profissionais que desejam conquistar o primeiro emprego. Para isso, é importante estar conectado em todas mídias sociais, pois as pessoas que já estão trabalhando na área costumam divulgar as vagas por meio desses canais de comunicação.
Além disso, para aumentar as suas chances de encontrar uma oportunidade de trabalho, é essencial enviar o seu currículo para as diversas empresas de tecnologia. Inclusive, há organizações que contratam pessoas que moram em outros estados, o que pode ser mais uma ótima chance para você.
Como dito, surgem muitas vagas todos os dias e você precisa estar ativo na busca pelo seu emprego. Nesse contexto, não se esqueça de que a atualização profissional é fundamental para que as melhores oportunidades apareçam para você. Procure fazer cursos de pós-graduação, por exemplo, pois eles contribuem para a sua capacitação profissional, além de você poder adquirir conhecimento sobre as novas ferramentas digitais.

Como desenvolver projetos para servir de portfólio?

Inserir projetos em seu portfólio é, sem dúvidas, uma das melhores formas de você poder se destacar na concorrência do mercado de trabalho. Além disso, lembre-se também que, para a criação de um portfólio com todos os seus projetos, é necessário seguir as orientações adequadas, uma vez que esse documento deve ser prático e atraente para a empresa.
Uma das áreas de TI que mais chamam a atenção das organizações é a segurança no compartilhamento de dados, já que os ataques de hackers têm sido cada vez mais frequentes, principalmente em instituições financeiras. Com isso, projetos que levem em consideração a necessidade de aumentar a proteção das informações transmitidas de forma online são ótimos conteúdos para o seu portfólio.
O desafio do primeiro emprego não é fácil, mas com essas dicas é possível se destacar e conquistar as melhores oportunidades! Apesar do nível de exigência do mercado, que está sempre crescendo, o oferecimento de cursos e experiências diversificadas também é maior. Aproveite!

Batemos um papo com o fundador do Wall Jobs, Henrique Calandra sobre o novo RH. Assista:

Veja ainda outros vídeos do Impacta Talks aqui no nosso canal!

1 Comentário

    Deixe o seu comentário!

    Não perca nenhum post!