Engenheiro de software: como entrar no mercado?

O engenheiro de software é o profissional que arquiteta sistemas computacionais que utilizamos no dia a dia. Quer saber como se tornar um? Confira aqui!(...)

Autor: Redação Impacta

Não pode ler esse artigo agora? Ouça a matéria no Player abaixo:

O engenheiro de software é o profissional que arquiteta a construção dos sistemas computacionais que utilizamos no dia a dia. Você provavelmente interage com essas aplicações o tempo todo e deve imaginar a complexidade que envolve a criação de cada uma. E é por isso que se nota a crescente demanda por quem atua nessa área no mercado.
Se deseja aprender sobre uma atividade relevante, a fim de desenvolver as habilidades necessárias para se inserir no mercado, este é o artigo ideal para você. Acompanhe!

O que é Engenharia de software?

A Engenharia de software é o campo da computação que estuda os métodos e estratégias para especificação, produção e manutenção de sistemas. Ou seja, é uma forma de estruturar o desenvolvimento dessas aplicações de maneira sistemática e organizada. Essa abordagem favorece a criação de soluções computacionais em massa.
Em sua rotina profissional, o engenheiro lida com uma equipe e gerencia os recursos necessários para atender a um conjunto de requisitos e transformá-los em uma solução prática. 
Para entendermos exatamente o que é essa área e qual a relevância dela, vamos viajar um pouco no tempo e examinar o cenário de TI em meados dos anos 1960. Na época, já existia uma demanda considerável por sistemas para lidar com problemas do dia a dia.
No entanto, existiam diversos problemas nos processos de desenvolvimento: custos muito altos, prazos infinitos, requisitos não-atendidos, falta de qualidade e, consequentemente, clientes insatisfeitos.
Era a chamada crise de software. Para resolver essa situação, surgiu, então, um campo sistematizado cujo objetivo era aplicar conceitos de gestão de projetos para o desenvolvimento de aplicações, a fim de tornar o processo um pouco mais previsível e controlável. A engenharia aplica métodos seguros e confiáveis para gerar eficiência, escalabilidade e estabilidade às fases de criação.

Quais as atribuições e responsabilidades de um profissional da área? 

Um engenheiro é alguém com uma visão ampla sobre o processo de desenvolvimento que, geralmente, inclui análise de requisitos, testes, codificação propriamente dita, implantação etc. Esse profissional é o responsável por manter e organizar todas essas fases, garantindo produtividade e bom desempenho.
Assim, ele acompanha métricas de desempenho e consistência. Deve gerenciar os recursos, o time de programação e o tempo, em busca de um conjunto de etapas previsível e com a garantia de um resultado adequado, de acordo com o planejado.
O foco dele é aplicar as melhores abordagens nos processos para garantir sempre soluções que agradem aos clientes e resolvam os problemas deles.

Além de criar um produto eficiente, o engenheiro também se preocupa com a manutenção e a escalabilidade. Ou seja, o sistema tem que ser projetado de maneira limpa, organizada e documentada, de forma que facilite possíveis mudanças e alterações para torná-lo maior e mais complexo, caso haja necessidade no futuro.

Quais as habilidades necessárias?

Existem algumas capacidades que não podem faltar em qualquer candidato ao cargo de engenheiro de software. Veja só!

Resolução de problemas

O engenheiro é um cargo que lida com problemas e busca métodos seguros para resolvê-los. Portanto, deve ser uma pessoa que goste de buscar soluções criativas e originais para situações difíceis. Precisa ser incansável e sempre inconformado com resultados ruins, buscando a evolução constante.

Programação

Esse profissional é também um programador e alguém que conhece a fundo a arte de escrever comandos para um computador. Afinal, ele precisará codificar algumas partes dos sistemas e gerenciar a forma como os outros desenvolvedores estão trabalhando. É preciso conhecer diversas tecnologias e saber como integrá-las.

Liderança

Como mencionado, o engenheiro é também um líder. Ele lida com uma quantidade limitada de recursos e precisa transformar isso em resultados concretos para atender aos requisitos.
Da mesma forma, é o profissional que sabe bem se comunicar, ouvir os outros e também orientar os colegas para chegar ao esperado. A engenharia também inclui contornar possíveis erros e situações inesperadas, de maneira a não prejudicar todo o processo.

Conhecimento de padrões

Parte do dia a dia do trabalho com software é aproveitar bem os métodos já existentes e aplicá-los em outros projetos. O uso de padrões faz parte do desenvolvimento de sistemas — afinal, não é preciso reinventar estratégias eficientes a cada novo começo. Isso seria muito custoso e gastaria tempo.
Por isso, o engenheiro deve conhecer padrões e frameworks eficientes e dispor de um conjunto deles como ferramentas para utilizar quando for necessário. 

Curiosidade

Todo profissional de TI tem que buscar uma habilidade importante: a curiosidade. Afinal, a área está sempre mudando, com novas ferramentas, padrões, estratégias e metodologias surgindo a cada momento. A engenharia de software depende dos métodos utilizados e, por isso, é ideal procurar novas formas de solucionar problemas. 
O engenheiro precisa ser uma pessoa proativa, que está sempre a frente de seu tempo e dos transtornos do dia a dia. Aprender novas tecnologias é um hábito comum na rotina dele, o que confere mais experiência e otimiza o seu desempenho.

Como se tornar um engenheiro de software e avançar na carreira?

Para se tornar um engenheiro, o estudante precisa, inicialmente, aprender mais sobre essa área.
Nesse sentido, vale prestar atenção a cursos do campo de TI que preparam para a função, como Ciência da Computação, Engenharia da Computação, a própria Engenharia de software e Sistemas de Informação.
Nessas graduações, o aluno vai aprender como aplicar e compreender modelos matemáticos a fim de solucionar problemas. Assim, ele terá acesso a conteúdos sobre programação, bancos de dados, gestão de projetos, matemática computacional, estruturas de dados e outros assuntos relevantes para o dia a dia. 

Habilidades

É importante também cultivar as habilidades já citadas: tornar-se curioso e disposto a aprender sempre, estudar sozinho e descobrir novas abordagens e estratégias. O aprendizado de tecnologias de programação e da lógica é fundamental, já que é o que forma a mentalidade desse tipo de profissional. 
Não podemos nos esquecer de destacar a importância das habilidades interpessoais — afinal, o engenheiro lida bastante com comunicação, colaboração e trabalho em equipe. Assim, ele deve saber dialogar com as pessoas, transmitir ideias, aprender com os outros e demonstrar empatia e respeito.
Áreas de TI como a Engenharia de software são relevantes e se tornarão ainda mais essenciais no futuro. Por isso, é um bom campo para jovens que querem uma boa posição e conquistar sucesso na carreira. Com esse trabalho, eles podem se tornar pessoas-chave para a tecnologia, desenvolvendo sistemas úteis para o dia a dia.
Se você achou útil este conteúdo sobre o perfil do engenheiro de software, assine a nossa newsletter e fique por dentro das novidades.

 

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!