Ainda vale a pena usar jQuery?

Com tantos frameworks e bibliotecas disponíveis para os desenvolvedores atualmente, é comum pensar se ainda vale usar o jQuery. Entenda tudo aqui!

Autor: Redação Impacta

É comum que os desenvolvedores web procurem saber se ainda é viável se dedicar aos estudos de jQuery, visto que existem tantos frameworks e bibliotecas alternativas que se mostram muito mais completas e robustas.
Ainda assim, não é difícil encontrar descrições de vagas em empresas que incluem jQuery na lista de requisitos ou de desejos, o que traz dúvidas a diversos profissionais da área sobre estudar ou não essa tecnologia.
Além disso, a biblioteca do jQuery não é algo complicado de se aprender e seu conhecimento pode ser útil em algumas situações específicas — além de, é claro, deixar o currículo mais interessante para concorrer às vagas da área.
Sabendo da existência dessa dúvida sobre a utilização do jQuery nos projetos, preparamos este post para que você consiga ponderar melhor sobre os principais aspectos da biblioteca e decidir se vale a pena utilizar essa tecnologia. Quer saber mais? Então continue a leitura e confira o que preparamos para você!

O que é jQuery?

Explicando de forma breve, o jQuery é uma biblioteca de código construída com a linguagem Javascript que visa facilitar o desenvolvimento front-end de projetos web. A ideia é substituir as longas e complexas tarefas em Javascript puro por linhas mais simples e que tornem o desenvolvimento mais rápido.
Essa biblioteca é um arquivo .js com diversos objetos e funções compatíveis com os navegadores disponíveis no mercado e que são utilizados com certa frequência no desenvolvimento de aplicações web.
Essa utilização se dá, principalmente, ao trabalhar com interações no DOM (Document Object Model) — que, por sua vez, é utilizado pelo browser na exibição da página web e ajustes relacionados a efeitos e estilos CSS.
É interessante notar que o jQuery é a maior biblioteca Javascript de código aberto compatível com o CSS3 e, além disso, é comum se deparar com empresas que pedem conhecimentos em jQuery, tanto no Brasil quanto no exterior.

Apesar de algumas vagas de trabalho solicitarem jQuery por falta de conhecimento do recrutador a respeito das necessidades técnicas da empresa, outras, de fato, precisam ou preferem utilizar a tecnologia no desenvolvimento dos seus projetos.

Ainda-vale-a-pena-usar-jquery

Como o jQuery pode ser útil?

O jQuery pode ser bastante útil em algumas situações, como as que você confere a seguir.

Trabalho com a DOM

Uma das razões da criação da biblioteca foi justamente facilitar o trabalho de interação com o DOM, que é utilizado pelo navegador para representar os elementos da página, como mencionamos.
Nesse sentido, o jQuery se mostra útil por facilitar a programação de tarefas da interface, já que sua manipulação é mais simples e sua sintaxe é mais elegante do que o Javascript puro.

Uso de plugins e ferramentas

Existem diversas ferramentas e plugins web que utilizam jQuery na sua estrutura, de forma que é bastante fácil encontrar boas formas de resolver uma questão e perceber que o jQuery faz parte das dependências daquela solução.
Entretanto, aqui vai uma dica interessante para situações do tipo: dê preferência por uma solução que não dependa do jQuery, pois, nesse caso, o framework ou biblioteca poderá utilizar o jQuery para, talvez, uma única funcionalidade — o que pode não ser tão interessante no processamento.

Simplificação de código

Por se tratar de uma biblioteca .js que vem com diversas funções úteis para o desenvolvimento front-end, ela pode ser útil na simplificação do código — o que permite que a maioria dos desenvolvedores iniciantes consigam obter resultados de forma mais rápida do que em outros frameworks ou bibliotecas.
Nesse sentido, o desenvolvimento também é facilitado pela grande quantidade de material de estudo e exemplos disponíveis na internet. Além disso, pode ser desnecessário ou mais complexo utilizar recursos avançados se a questão envolve apenas o desenvolvimento de um projeto mais simples, o que torna o jQuery a ferramenta ideal para escrever menos códigos.

O jQuery está desatualizado?

O jQuery pode ser útil para simplificar o desenvolvimento dos projetos por permitir que o programador não tenha que escrever tanto quanto na utilização do Javascript puro, entretanto, há alguns aspectos a serem considerados sobre isso.
A questão é que, ao importar o jQuery, você também importa toda a biblioteca, ainda que só utilize poucas das funções disponíveis. Com isso, talvez não faça muito sentido, pensando no processamento, carregar todo o arquivo para, por exemplo, utilizar apenas um addClass.
Além de ser possível utilizar Javascript puro nessa e em outras tarefas, a linguagem também tem passado por atualizações que as tornam mais simples, dispensando, em certas situações, o uso do jQuery. Vale lembrar, entretanto, que essa informação é válida apenas em alguns casos, o que faz com que seja necessário analisar caso a caso.

Afinal, devo me dedicar ao jQuery?

Visto que existem tantas opções de tecnologias de desenvolvimento mais robustas e atualizadas, é comum a dúvida sobre utilizar jQuery nos projetos ou não. E a resposta é: depende do contexto.
Um problema recorrente — que se repete em outras plataformas e linguagens — é que muitos desenvolvedores se prendem às ferramentas disponibilizadas por frameworks e bibliotecas, sem explorar corretamente o potencial da tecnologia.
No caso do jQuery, a biblioteca pode inibir os estudos do desenvolvedor, tornando-o mais dependente da ferramenta e impedindo que funções em Javascript puro sejam utilizadas, por exemplo — o que seria mais leve em algumas situações, ainda que com algumas linhas a mais.
Por outro lado, vale a pena contar com o jQuery em alguns casos, como para desenvolver interfaces compatíveis com dispositivos móveis mais antigos, manipular o DOM de forma fácil e rápida ou, ainda, se o profissional em questão for iniciante no Javascript.
Além disso, é uma biblioteca de fácil aprendizado e o fato de estar presente em diversas situações e ferramentas pode ser um aspecto relevante para o momento de decidir estudá-la, uma vez que é possível se deparar com a sua utilização em algum projeto.
Portanto, entende-se que sua utilização dependerá do contexto no qual ele seria inserido e do nível de conhecimento do profissional a respeito dela. Como é uma tecnologia de aprendizado rápido, pode ser interessante que o desenvolvedor a conheça para, além de tudo, adicionar ao currículo — uma ideia que pode ser bastante útil, a depender do objetivo do profissional.
E então, conseguiu compreender a relevância do jQuery? Se você quiser continuar por dentro das nossas dicas e novidades, nos siga nas redes sociais: estamos no FacebookTwitter e LinkedIn!

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!