Como se comporta o mercado de TI no exterior?

Muitos profissionais têm o sonho de trabalhar fora do país. Na área de tecnologia esse desejo é ainda mais frequente. Entenda o mercado de TI no exterior!(...)

Autor: Redação Impacta

Não pode ler esse artigo agora? Ouça a matéria no Player abaixo

Trabalhar em um país estrangeiro é o desejo de muitas pessoas, uma vez que ter a possibilidade de conhecer novas culturas e pessoas sempre significa uma rica experiência para a vida profissional. Na área de Tecnologia da Informação esse “sonho” não é diferente!
Contudo, é preciso estar ciente de que optar por construir uma carreira fora do país não é uma decisão fácil e, por isso, é preciso estudar e analisar o mercado de TI no exterior antes de tomar qualquer decisão.
Dessa forma, neste post, vamos apresentar algumas informações sobre como é o mercado de TI no exterior. Acompanhe!

Quais são os países mais promissores para atuar na área?

EUA

Os Estados Unidos da América são, sem dúvidas, um dos países mais promissores para atuar na área de TI. É nesse país que estão situadas as maiores empresas do mercado de tecnologia do mundo, como Microsoft, Google, Facebook e Apple. Além disso, o mercado norte-americano vive uma carência de profissionais da área TI que contribui para o aumento de oportunidades para os estrangeiros.
Cabe pontuar que a grande maioria das vagas são destinadas a processos operacionais e administrativos, ampliação da eficiência e redução de erros, assim como geração de valor para o negócio e para o cliente. Assim, é possível encontrar ofertas de vagas em praticamente todos os setores de TI. Também vale mencionar que se trata de um país com uma das menores taxas de desemprego das últimas quatro décadas.

Canadá

Além dos EUA, o Canadá é certamente mais um dos países promissores para atuar na área de TI. Na atualidade, o país tem uma indústria de tecnologia que soma mais de 500 mil profissionais de TI, trabalhando em diversos setores, como gerenciamento de projetos, desenvolvimento de software, segurança da informação etc.
Geralmente, há muitas oportunidades de emprego para os profissionais trabalharem na área de codificação de dados, já que o país não tem formado muitas pessoas com capacidade, por exemplo, para usar o Java — a principal linguagem de codificação da maioria das empresas.
Da mesma forma, há no Canadá muitos empregadores que estão em busca de profissionais que saibam analisar informações para depois transformá-las em dados estratégicos, de modo que a organização possa ganhar mais espaço no mercado.

Nova Zelândia

A Nova Zelândia é outro país com uma alta demanda por profissionais qualificados na área de Tecnologia da Informação, oferecendo vários benefícios para os estrangeiros que escolhem trabalhar no país, como horas de trabalho mais flexíveis, seguro de saúde e diversos bônus.

Assim, o setor de tecnologia neozelandesa é um forte segmento da economia, porém sem mão de obra suficiente para suprir toda a demanda — o que faz necessário a mão de obra imigrante para preencher as vagas do mercado local. 

Como é a receptividade de profissionais brasileiros nesses países?

A receptividade de profissionais brasileiros em todos os países mencionados é boa, uma vez que, nessas nações, é dada muita importância para a cordialidade entre as pessoas, com a colaboração de um povo amigável e receptivo com os estrangeiros.
Além disso, todos eles têm um programa de imigração bem estruturado para facilitar a adequação do profissional em uma nação diferente, já que o objetivo central é que os imigrantes possam suprir a demanda de seus mercados. Por exemplo: na Nova Zelândia, o trabalhador pode obter um visto temporário para passar uma curta temporada no país ou ganhar um visto para residência permanente.

Quais são as principais competências e habilidades que o mercado internacional exige?

Conhecimento técnico

Como vimos, o mercado de TI no exterior é muito promissor, oferecendo inúmeras oportunidades para os profissionais da área de tecnologia. Todavia, o mercado internacional também exige algumas competências, como o conhecimento técnico — sendo comum as empresas realizarem processos seletivos com muitas vagas, mas com poucos candidatos aprovados.
Para não ter esse problema, é importante que o profissional de TI invista em cursos e especializações em sua área de atuação, de maneira que possa se qualificar para ocupar uma vaga. Vale dizer que o mercado internacional valoriza muito a certificação, pois é uma das formas de comprovar as habilidades e conhecimentos avançados.

Experiência profissional

Além do conhecimento técnico, o mercado estrangeiro exige que o candidato tenha experiência profissional. Isso significa que não basta ter o diploma de conclusão de curso, pois a prática no desenvolvimento das atividades é crucial para que você saia na frente da concorrência.
Desse modo, é fundamental que o profissional de TI, caso ainda não tenha algum trabalho fixo em seu currículo, realize estágios com o intuito de aprender a enfrentar os desafios da profissão e adquirir experiência.

Quais são as áreas e ocupações mais promissoras?

Gestão de projetos

Umas das ocupações mais promissoras no mercado exterior de TI é a gestão de projetos, já que muitas organizações estão investindo em estratégias para uma gestão mais moderna e eficaz.
Assim, o profissional de TI tem um papel importante no gerenciamento de projetos, uma vez que ele é responsável por elaborar planejamentos mais eficientes para a execução de projetos internos, de modo que isso possa aumentar a produtividade e melhorar o trabalho da equipe.

Engenharia de software

Essa é outra ocupação muito valorizada no mercado de TI para estrangeiros. Isso se deve à necessidade das empresas de automatizar os serviços e criar as próprias plataformas digitais, com o intuito de se destacar entre a concorrência.
Assim, o profissional que sabe fornecer orientações para o desenvolvimento de programas, aplicativos e sistemas tem grandes possibilidades de conseguir um cargo de engenheiro de software nas principais potências mundiais.

Programação

Outra profissão que está em alta no mercado estrangeiro é a de programador. Atualmente, há muitas empresas ampliando os seus projetos e expandindo as suas atividades, o que explica a busca por esse profissional.
Os países europeus, principalmente, têm uma demanda alta por programadores. Nesse caso, se destacam as habilidades com o trabalho de desenvolvimento de aplicativos, programação em JavaScript e trabalhos com alguns tipos de frameworks.

Como funciona a questão salarial?

A indústria de TI oferece alguns dos melhores salários no mercado internacional, fazendo com que esses profissionais sejam bem pagos pelas atividades realizadas. Para se ter uma ideia, segundo a Revista Forbes, os salários anuais nos Estados Unidos giram em torno de US$ 107.193,00.
Neste post, apresentamos como se comporta o mercado de TI no exterior. Vale ressaltar que é fundamental a fluência em uma segunda língua, além de se capacitar na área para garantir vantagem competitiva no mercado internacional.
Gostou do texto e tem interesse em ler mais sobre o assunto? Então, baixe o nosso e-book e saiba o passo a passo para entrar no mercado de tecnologia!

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!