6 habilidades de programação que todo profissional deve ter

Cada vez mais, as habilidades de programação são valorizadas em profissionais de diversas áreas. Quer saber quais são elas? Confira nossa lista!

Autor: Redação Impacta

A área da Tecnologia da Informação (TI) já representa 7% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, com movimentações em torno de R$ 479 bilhões em 2018. A previsão é que o setor continue crescendo nos próximos anos. Nesse contexto, a carreira de programador se destaca. Por isso, é fundamental conhecer as habilidades de programação que fazem o profissional se destacar no mercado.

Independentemente da especialização, um bom programador não tem muita dificuldade de conseguir uma oportunidade e uma boa renda no mercado de trabalho. Além disso, a oferta de empregos nessa área é mais alta que a quantidade de profissionais capacitados.

Pensando nisso, preparamos este artigo com as 6 habilidades de programação que você deve desenvolver se quiser atuar no setor. Boa leitura!

Carreira de programação

O programador tem um leque muito grande de atuação. Afinal, ele é o responsável pela criação de softwares, aplicativos e sistemas, recursos que impulsionam qualquer negócio. Além disso, cada empresa usa um sistema específico para computadores e, por isso, precisa de pessoas dessa área no quadro de colaboradores.

A carreira não é sinônimo de monotonia e rotina. Ao contrário do que possa parecer, esse trabalho exige criatividade o tempo inteiro, e os desafios que surgem podem tornar o dia a dia bem movimentado, principalmente porque é um segmento muito dinâmico e interativo.

A faculdade também é prática e com matérias desafiadoras, o que ajuda a desenvolver as habilidades de programação que o mercado exige. Durante a graduação e até mesmo depois de formar, é possível participar de eventos que abrem espaço para soluções inovadoras, como acontece nas maratonas de Hackathon.

Um programador em início de carreira tem uma remuneração média de R$ 2.349,00. No entanto, o salário para profissionais com experiência pode ser superior a R$ 10 mil.

Principais habilidades de programação

1. Diferentes linguagens de programação

Dominar diferentes linguagens de programação é fundamental para desenvolver os algoritmos que dão vida aos sistemas computacionais. Para entender a lógica de programação, é necessário ter disciplina e empenho nos estudos.

É essencial aprender os conceitos que formam o raciocínio para programar, como variáveis, algoritmos, vetores e operações aritméticas. Esse conhecimento permite programar de forma universal, pois a base é a mesma, e o que muda são as regras específicas de cada linguagem.

Existem diversas linguagens disponíveis, e muitas você vai aprender nos cursos de programação e desenvolvimento de sistemas. Também é possível desenvolver essa habilidade por meio de cursos extras.

Entre as linguagens mais populares do mercado, estão:

2. Arquitetura de sistemas

É fundamental que um bom programador conheça as oportunidades e limitações que a arquitetura escolhida oferece. Essa competência garante que os processos e as soluções tecnológicas atenderão às necessidades da empresa, gerando alinhamento e conformidade com os objetivos estratégicos da organização e garantindo que a área de TI esteja agindo de forma correta para entregar resultados rapidamente.

Para dominar os conhecimentos da arquitetura de sistemas, é necessário iniciar seus estudos em uma faculdade com foco nas práticas da Tecnologia da Informação. Fazer um estágio na área também é uma excelente opção para quem quer desenvolver habilidades por meio da vivência profissional.

3. Lógica de programação

Conhecer sobre lógica de programação é o primeiro passo para estruturar os algoritmos necessários para a programação. Os computadores têm regras e conceitos que devem ser usados para otimizar e melhorar seus algoritmos, de forma que a máquina compreenda e execute as funções propostas, atingindo o resultado esperado.

A melhor forma de desenvolver essa habilidade é com muita prática. Para isso, é necessário escolher uma linguagem de computação e definir:

  • as variáveis e constantes;
  • os tipos de dados;
  • a estrutura de seleção e repetição.

Depois, o programador deve estruturar a lógica de ações que o computador deverá executar, o que pode ser aprimorado com muito treino, tentativa e erro.

4. Metodologias ágeis

A área de TI é dinâmica e está em constante mudança. Por isso, o programador deve conseguir se adaptar, visto que as tecnologias evoluem constantemente e o profissional deve estar sempre atualizado.

Nesse contexto, as metodologias ágeis ganham popularidade. Elas buscam formas mais flexíveis, integradas e rápidas para entregar resultados aos clientes. Conhecer esses métodos é um importante diferencial competitivo no mercado.

No entanto, apenas as habilidades de programação técnica não são suficientes para trabalhar com metodologias ágeis. Por isso, além de conhecê-las, você deve aprender a trabalhar em equipe, e a melhor forma de fazer isso é participando de atividades em grupo na faculdade.

5. Gestão de projetos

A gestão de projetos tem como base o foco no cliente, o bom trabalho da equipe e a administração dos recursos do projeto. No caso da computação, essa competência compreende atividades que visam garantir que o projeto será entregue ao cliente no prazo e estará de acordo com os requisitos definidos previamente.

Para desenvolver essa habilidade, é importante ter uma boa organização do tempo e uma excelente gestão de suas funções para desenvolver um trabalho de sucesso. Muitas vezes, o profissional tem que gerenciar mais de um projeto ao mesmo tempo, e se não souber se organizar, pode ter problemas.

6. Domínio da língua inglesa

O inglês é essencial para qualquer programador. Além de melhorar o seu currículo, quase tudo o que o profissional precisa fazer demanda algum conhecimento da língua. A maioria dos livros e tutoriais sobre programação estão em inglês, assim como as linguagens de programação e um grande número de termos técnicos que são utilizados.

Existem muitas formas de aprender inglês. Você pode fazer um curso especializado no idioma ou estudar em casa, até mesmo por meio de séries e músicas. O importante é praticar e buscar o significado de algum termo técnico sempre que sentir necessidade.

Agora que você conhece as habilidades de programação que todo profissional deve ter, precisa buscar formas de desenvolvê-las. Para isso, antes de se matricular em um curso de programação e desenvolvimento de sistemas, pesquise se essas competências são abordadas no conteúdo programático da faculdade. Esse é o melhor caminho para alcançar o seu sucesso profissional!

Gostou das informações e não quer perder mais nenhum conteúdo? Então, siga nossos perfis nas redes sociais! Estamos no Facebook, Instagram, LinkedIn, Twitter e YouTube.

1 Comentário

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!