Você sabe o que o profissional de arquitetura da informação faz?

Imagine o trabalho de um arquiteto na construção de uma casa. Agora, pense em como seria essa atuação na área da arquitetura da informação e aplique-a no (...)

Autor: Rogério Ramalho

Imagine o trabalho de um arquiteto na construção de uma casa. Agora, pense em como seria essa atuação na área da arquitetura da informação e aplique-a no dia a dia. Conseguiu?
O trabalho desse profissional pode não ser tão popular quanto o de um arquiteto comum, mas assim como outras áreas ligadas à tecnologia, tem conquistado espaço no mercado.
Se você não sabe exatamente qual a atribuição do arquiteto da informação, seus espaços de atuação, como é o mercado, como é feita a sua qualificação, entre outros aspectos relacionados a essa formação, siga conosco que mostraremos todos os detalhes sobre essa área promissora.

Áreas de formação

Quem atua na área de arquitetura da informação, também conhecida como AI, deve ser multidisciplinar, já que o trabalho envolve interface digital e exige contato constante com a tecnologia e a produção de sites. Além disso, é necessário atuar bem próximo das necessidades do usuário, perfil comumente exigido de profissionais que trabalham em segmentos como o da comunicação, por exemplo.
Como o arquiteto de informação utiliza conhecimentos de design e de programação front-end (interface de utilização direta pelo usuário) para elaborar ferramentas que possibilitam a interatividade do meio digital, ele deve ter proximidade com atuações ligadas à computação e áreas da tecnologia.
Ao mesmo tempo, surgem profissionais com formação em biblioteconomia, jornalismo, marketing, entre outros, dispostos a atuar nesse ramo. Assim é a junção de uma profissão relacionada à tecnologia com o trabalho da informação, que faz esse profissional ser tão especial no mercado.
Desenvolvedores, arquitetos, designers, engenheiros e profissionais de marketing e comunicação precisam entender um pouco da experiência do usuário para terem sucesso em seus projetos.

Mercado de trabalho e remuneração

Com a crescente necessidade de organizar conteúdos e atender da melhor forma usuários e clientes, o mercado está crescendo para esse profissional.
O mercado tem valorizado processos do planejamento estratégico focados no usuário. Assim, de bibliotecas à empresas de computação digital, agências de publicidade e de comunicação digital, além da consultoria, todos têm espaço para o arquiteto da informação.
Por isso, tem sido dito que a profissão está se popularizando e sendo aceita por grandes empresas, que já começam a notar os benefícios de ter produtos e serviços de qualidade disponibilizados aos seus clientes.
O crescimento do mercado mobile é outro fator responsável pela valorização dessa profissão. Assim como a arquitetura da informação interfere em um site, as lojas online devem seguir essa tendência e adaptar isso aos celulares e tablets, por exemplo.
Apesar de se mostrar promissor, ainda há poucos profissionais atuando nesta área. Assim, existem mais vagas do que pessoas com qualificação.
salário médio de um arquiteto de informação em início de carreira, de acordo com o site de empregos online Catho, varia entre R$ 2.500 e R$ 5.200. O site trampos.co aponta faixa salarial de R$ 2.000 a R$ 6.000 para cargos de nível junior a pleno, enquanto profissionais sênior ganham até R$ 9.000.

Área de atuação

Na arquitetura convencional, o profissional lida com ambientes físicos, como prédios, e atua na organização do espaço. Já na arquitetura da informação, o trabalho é feito no ambiente digital, mas com o mesmo objetivo de organizar sites e páginas, tornando sua usabilidade ainda maior.
O arquiteto da informação, portanto, é aquele que pensa a estrutura de um site de acordo com seu conteúdo, desenho e formatação e que, por consequência, permite ao usuário conseguir encontrar o que busca de forma rápida e direta.
Esse profissional atua na descoberta e planejamento antes mesmo da criação de um site, participando conjuntamente com os usuários para entender demandas e sanar problemas nessa busca. Além disso, é quem constrói o mapa do site, organiza páginas, seções, abas, estrutura e distribuição do conteúdo etc.
Por isso, quem trabalha com arquitetura de informação participa do planejamento de um site, levantamento de demandas para torná-lo acessível aos usuários, além de atuar diretamente com a informação, já que é ele quem receberá a demanda do cliente para a criação da página.
Um exemplo é se um usuário recorre à internet para obter informações sobre um show. Se o Google não der nenhuma informação direta a respeito ou o próprio site da banda não for direto ao ponto, facilitando que se encontrem as informações procuradas ou alternativas, é porque um profissional da arquitetura da informação não atuou nesse projeto.
O arquiteto da informação deve estar sempre focado no usuário final, pois é para ele que está trabalhando. Se o usuário final sentir-se satisfeito, o cliente também ficará.

Características do profissional

Além de ser multidisciplinar, o profissional deve ser curioso e ter capacidade de entender necessidades e desejos das pessoas que usarão o serviço que está sendo desenvolvido. Deve ser capaz ainda de organizar informações, tornando-as acessíveis ao usuário.
Ter vontade de aprender e de buscar constantemente conhecimento é fundamental. Realizar novos cursos, ler, estar informado e atualizado é uma obrigação do arquiteto da informação.
No Brasil, apesar de o mercado estar em crescimento, cursos para a formação de profissionais dentro da arquitetura da informação ainda são escassos e até pouco completos do ponto de vista do tratamento da complexidade do tema. A Faculdade Impacta, no entanto, é uma das poucas a oferecer uma formação ampla e diversificada desse ramo de atuação.
Não há dúvidas de que a escolha de uma instituição de ensino de qualidade influencia na formação, no crescimento e no sucesso desse profissional no mercado de trabalho.
Uma empresa que consegue causar uma boa impressão nos seus consumidores aumenta sua chance de ter sucesso, potencializando lucros e o acesso a novos clientes. Quando o usuário tem um bom relacionamento com a marca devido à transparência das informações fornecidas e à facilidade de encontrar o que está sendo buscado em seu site, significa que o profissional da arquitetura da informação trabalhou bem e cumpriu seu objetivo.
[rock-convert-cta id=”2862″]
Agora que você já sabe o que faz o profissional de arquitetura da informação, entre em contato com a Faculdade Impacta e fique por dentro de todos os cursos de graduação, pós-graduação e MBA oferecidos pela instituição.

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!