Vocação ou mercado: o que é melhor optar para ter satisfação?

Durante o Ensino Médio, é muito comum ficar com algumas dúvidas em mente na hora de escolher qual caminho seguir: vocação ou mercado. Esse é um sentimento (...)

Autor: Rogério Ramalho

Durante o Ensino Médio, é muito comum ficar com algumas dúvidas em mente na hora de escolher qual caminho seguir: vocação ou mercado. Esse é um sentimento muito comum — afinal, nem todas as pessoas sabem exatamente qual é a carreira ou a profissão dos sonhos ainda na adolescência.
O questionamento passa a ser entre o sucesso e realização pessoal e profissional ou um salário mais alto e melhores condições de trabalho. Porém, com muita análise e cuidado, é possível encontrar um meio termo, um local onde você consiga ter prazer em realizar algumas tarefas e ser valorizado ao mesmo tempo.
Quer saber como? É só continuar a leitura deste artigo. A seguir, vamos falar sobre a importância desse tema, especialmente para quem acabou de sair do Ensino Médio e está buscando as suas primeiras experiências no mercado de trabalho. Além disso, você vai aprender como aliar sucesso e satisfação em sua carreira. Confira!

Como escolher entre vocação ou mercado?

Definir em qual instituição de ensino ingressar ou até mesmo qual curso realizar são dúvidas muito comuns entre os jovens que estão saindo do Ensino Médio. Um estudo realizado em 2017 pelo Portal Educacional indicou que essa situação é bem comum: 54% dos alunos do 3.º ano ainda não sabiam qual carreira seguir.
Porém, apesar desse cenário recheado de dúvidas, muitas escolas não realizam um trabalho específico para ajudar os estudantes nessa difícil missão. De acordo com a mesma pesquisa, apenas 10% das instituições de ensino realizam um serviço, de fato, efetivo em relação à orientação vocacional.
Além disso, outros fatores ajudam a contribuir para essa indecisão. A pressão de pais ou responsáveis, por exemplo, é grande influenciador quando o assunto é qual profissão os jovens devem seguir. Dados da Teenager Assessoria Profissional indicam que 72% dos estudantes são impactados pela pressão dos familiares na hora de definir a carreira.
Tudo isso contribui para um cenário de muita pressão e dúvidas, tornando um momento delicado ainda mais difícil. Portanto, é preciso muita análise e trabalho para definir qual caminho seguir quando a resposta está entre vocação e mercado.

Como facilitar o processo de escolha da carreira profissional?

Para ajudar você nesse processo repleto de dúvidas e pressão, separamos algumas dicas para que você consiga tornar essa missão um pouco mais fácil. Ao colocar em prática os pontos abordados a seguir, as chances de você tomar uma decisão mais precisa são ainda maiores. Confira!

O que faz você se sentir motivado?

O primeiro passo para acabar com a dúvida entre vocação e mercado é descobrir quais atividades ou assuntos fazem com que você se sinta motivado. Quais temas ou notícias você mais se interessa quando está utilizando a internet, assistindo a um programa de televisão ou lendo algum livro?
Afinal, na maioria das profissões, passamos a maior parte do nosso tempo no ambiente de trabalho — portanto, como ser feliz e produtivo com algo que não serve como motivação ou que não é do seu interesse?
Por isso, busque por cursos e áreas de atuação que tenham algum tipo de conexão com os assuntos que mais chamam a sua atenção. Ou então, que estejam mais próximos das matérias de que você mais gostava no Ensino Médio, por exemplo. Assim, você restringe as opções e fica mais perto de fazer uma escolha satisfatória.

Qual a sua vocação?

Apesar de ser um termo muito utilizado nessa época da vida de todo estudante, “vocação” não é algo tão simples de encontrar. Não adianta ficar parado achando que, de repente, alguma luz vai piscar e você vai definir instantaneamente qual é a sua profissão dos sonhos ou para qual você tem um imenso talento.
Portanto, coloque em uma lista quais são os seus talentos e habilidades e até mesmo o perfil profissional. Peça também para que familiares, amigos e professores façam o mesmo. Afinal, muitas vezes não enxergamos uma qualidade em nós mesmos.
É importante também pensar em quais são os seus objetivos para a vida pessoal e profissional. Ou seja, o que você planeja para o seu futuro? Como idealiza um ambiente de trabalho em que você seria feliz? Ao colocar esses pontos em perspectiva, a tendência é que você tenha uma visão mais clara sobre qual caminho seguir.

Dinheiro é o único motivo dessa escolha?

Obviamente, o dinheiro é parte importante quando falamos no processo de escolha de qual carreira seguir e, principalmente, qual caminho escolher: vocação ou mercado. Porém, ele não pode ser a única motivação da sua escolha, seja ela qual for.
Um levantamento feito pelo Conselho Federal de Engenharia e Agronomia indicou que o piso salarial de 5 mil reais para a categoria foi uma das principais motivações para que os estudantes escolhessem prestar vestibular para essa área. Porém, o número de desistências durante o curso chega quase aos 50%.
Ou seja, o aluno possivelmente escolheu uma profissão por causa da motivação financeira e, ao perceber que pouco tinha a ver com aquela área de atuação, preferiu abandonar o curso e buscar outra opção para a sua carreira profissional. Um erro grave e ainda muito comum entre os jovens no Brasil.

Como é possível aliar sucesso e satisfação no trabalho?

A insatisfação no trabalho, pelo menos no Brasil, é algo também muito comum. Informações do Instituto Locomotiva indicam que 56% dos funcionários com carteira assinada estão insatisfeitos com seu emprego. Por isso, é muito importante o cuidado antes de definir qual área de atuação seguir.
O cenário ideal, é claro, é aliar o sucesso profissional e a satisfação pessoal em um único trabalho. O primeiro passo é escolher uma profissão que tenha a ver com as suas habilidades e sirva como uma motivação diária. Afinal, em qualquer função encontraremos dificuldades e desafios, com dias mais difíceis do que outros — mas o importante é o cenário mais amplo.
Por isso, não tenha vergonha em buscar ajuda ou orientação na hora de definir qual carreira seguir. Seja honesto com você mesmo, coloque em perspectiva quais são as suas metas na vida pessoal e também na carreira. Ao definir uma função que tenha a ver com você, a tendência é que consiga ter sucesso no trabalho e satisfação em seu dia a dia.
Viu só como escolher entre vocação ou mercado não é uma tarefa simples e envolve muito trabalho para uma definição satisfatória? Apesar de ser um problema muito recorrente entre os jovens, o apoio das escolas e dos familiares não é o esperado, o que pode prejudicar o processo de decisão.
Nesse artigo, porém, mostramos como você pode tornar a discussão entre vocação ou mercado mais simples de ser solucionada. Então, agora que você já sabe quais são os seus próximos passos, que tal deixar um comentário abaixo? Envie suas dúvidas ou sugestões!

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!