Ter um emprego no Facebook ou no Google? Qual você escolheria? Conheça diferenças.

Se pudesse escolher entre ter um emprego no Facebook ou no Google, qual você escolheria? Veja as diferenças de atuar nas 2 empresas mais desejadas do (...)

Autor: Bruno Saes

Já imaginou você ter que escolher entre aceitar um emprego no Facebook ou no Google? Sem dúvida você seria um profissional privilegiado, pois trata-se de duas das maiores empresas do mundo e que constantemente são elencadas como as melhores companhias para se trabalhar.

Fazer parte dos colaboradores de ambas as empresas também não é tarefa fácil, basta ver nos seus competitivos e intensivos processos de contratação de talentos. Após você passar pelas entrevistas, conhecer os benefícios de cada um, qual emprego você aceitaria?

Separamos as principais diferenças entre ter um emprego no Facebook ou no Google. Confira:

Ter um emprego no Facebook ou no Google? Qual você escolheria?

Funcionários do Facebook são mais felizes

A grande maioria dos colaboradores de grandes empresas de tecnologia costuma se considerar feliz no emprego. Porém, nesse quesito, os profissionais da rede social ganham com uma taxa de satisfação de 97%, enquanto os funcionários do Google têm uma taxa de 86%.

São muitos os fatores que contribuem para essa satisfação dos trabalhadores do Facebook, mas o mais importante é que a empresa confia nas pessoas. Ao contrário de outras grandes empresas, a maior rede social do mundo incentiva seus profissionais a mostrarem seus pontos fortes e questionarem até mesmo seus gestores.

O Google paga mais

Recentemente o Google passou por uma reestruturação societária, ficando com nome Alphabet e subindo entre as empresas que pagam os melhores salários.
De acordo com a PayScale a média salarial anual de empregados da gigante das buscas é de US$ 140 mil, ficando em segundo no mundo. O Facebook, por outro lado, fica em quinto com média anual de US$ 135 mil por funcionário.

Quem trabalha no Google é menos estressado

Se você busca tranquilidade e um ambiente de trabalho livre de estresse, talvez a área de tecnologia não te apresente esse cenário. Mas na comparação entre Google e Facebook, o site de buscas está em melhor situação.

12% dos colaboradores Google relatam que seus trabalhos não são estressantes. Já na empresa de Mark Zuckerberg, essa taxa cai para 7%. A cultura interna da primeira ajuda a tornar o ambiente menos estressante com massagens, academia e ginástica gratuitas, além de férias generosas. Outro fator que contribui é que o trabalho tem uma competitividade interna menor do que nas outras empresas de tecnologia, além de dar mais espaço para criatividade.

No Facebook os profissionais consideram seus trabalhos mais significativos

A consultoria PayScale perguntou aos colaboradores do Facebook e do Google: “O seu trabalho faz o mundo um lugar melhor?”. De acordo com as respostas, a rede social fica ligeiramente na frente com 79% dos funcionários respondendo “sim”.

A companhia de Larry Page não fica muito atrás, com 73% dos profissionais acreditando que seus trabalhos são importantes para o mundo.

Como exemplo, um funcionário do Facebook disse em depoimento ao Glassdoor: “Temos uma missão de conectar o mundo. Todo mundo sabe bem disso, o trabalho está alinhado e todo mundo é apaixonado por fazer isso acontecer”.

Funcionários do google considerando o trabalho menos estressante

Processo seletivo é menos complicado no Facebook

O processo de contratação do Google dura em média 6 semanas, enquanto na rede social as entrevistas demoram cerca de 1 mês. Além disso, diversos profissionais dizem que o processo do site de buscas é mais difícil e criterioso do que no Facebook.

Funcionários do Google e do Facebook adoram os generosos benefícios

Segundo o Glassdoor, os colaboradores do Facebook são ligeiramente mais felizes com seus benefícios do que os do Google, mas ambas oferecem grandes vantagens como refeições saudáveis gratuitas, um escritório moderno, além de uma generosa licença maternidade remunerada.

O Facebook é uma das primeiras empresas a oferecer cobertura de até US $ 20.000 para congelamento de embriões, além de um auxílio de US $ 4.000 para os funcionários com um recém-nascido. Já o Google oferece 18 semanas de licença maternidade remunerada e 12 semanas de licença de paternidade.

E aí, agora que você conhece um pouco mais, qual seria a sua escolha? Deixe seu comentário!

Prepare-se para fazer sua carreira decolar

Para conquistar os melhores empregos, é preciso se preparar com os melhores. A Impacta tem os treinamentos e soluções ideais para te ajudar a fazer sua carreira decolar. Conheça aqui as condições especiais e aproveite!

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!