Sobrevivência do mais apto: o papel da pós-graduação no mercado

Nos dias de hoje, um currículo diferenciado é uma porta de entrada para oportunidades, assim como, além de uma formação, possuir uma pós-graduação.(...)

Autor: Redação Impacta

Um mercado de trabalho cada vez mais exigente e disputado, cujos requisitos mais básicos envolvem uma graduação superior e experiência na área almejada. Renovação constante e melhoria contínua como condições quase obrigatórias para a manutenção e progresso no trabalho. Essa é a realidade do mercado brasileiro.
No final de 2012, o ministro da educação, Aloizio Mercadante, revelou que as matrículas no ensino superior aumentaram em quase 5%. Com o boom do ingresso dos brasileiros nas universidades, a busca pela diferenciação e especialização se tornou quase uma obrigação.
Se há 25 anos era possível se garantir um bom emprego com um diploma de ensino médio, hoje a história não é tão fácil.
Com a crescente dificuldade para se conseguir emprego, obter somente um diploma de nível superior já se mostra um tanto quanto insuficiente para entrar na briga por uma vaga. Nos tempos de hoje, para se obter um emprego realmente bom, valorizado e com oportunidades de crescimento, é necessário fazer uma pós-graduação.
Como o próprio nome sugere, o ensino de pós-graduação é destinado àqueles que já possuem um diploma, e são divididos em duas escolas:

  • Lato Sensu – cursos de atualização voltados à atuação especializada em uma área. Incluem-se nessa categoria cursos de aperfeiçoamento, de especialização e MBA (Master In Business Administration – não confundir com mestrado).
  • Stricto Sensu – cursos de especialização voltados à formação científica e acadêmica, normalmente relacionados a pesquisa. Inclusos nessa categoria estão os cursos de mestrado e doutorado, que exigem aprofundamento e dedicação maior.

Conforme dito na publicação do especial Guia de Pós-Graduação & MBA 2013, é um “fato do mercado” profissionais especializados e pós-graduados conquistarem as melhores vagas e obterem salários até 70% maiores.
Graças à falta de mão de obra especializada, a pós vem se tornando cada vez mais um parâmetro para seleção e promoção, alavancando a carreira de profissionais que se dedicam ao aperfeiçoamento de seus conhecimentos e habilidades a fim de utilizá-los no dia a dia de seu trabalho.
Por isso, é importante que exista uma seleção rigorosa dos alunos. É necessário que tenham o perfil do curso e indispensável que tenham vivência profissional tanto para aproveitar melhor as aulas quanto para saber como aplicar o aprendizado em seu trabalho.
Em maio de 2012, foram catalogados 5.080 cursos de pós-graduação no país – com mais de 950 mil alunos matriculados – e o plano do governo federal é duplicar esse número e o de emissão de títulos até 2020, portanto o momento é oportuno.
A cada ano o mercado de trabalho nacional se torna mais predatório e cabe ao profissional se adequar à lei de Darwin que dita a sobrevivência do mais forte, uma vez que, com oportunidades escassas, o especialista em constante evolução  tende a manter sua posição e receber boas oportunidades.
Curtiu o post? deixe seu comentário nos contando se o conteúdo foi relevante para você ou caso tenha ficado alguma dúvida!

1 Comentário

    Deixe o seu comentário!

    Não perca nenhum post!