Nota do Enade: por que considerá-la para escolher uma faculdade?

Escolher uma faculdade não é uma tarefa nada fácil. Por isso, contar com um suporte extra — como a nota do ENADE (Exame Nacional de Desempenho de (...)

Autor: Rogério Ramalho

Escolher uma faculdade não é uma tarefa nada fácil. Por isso, contar com um suporte extra — como a nota do ENADE (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) — faz toda a diferença quando precisamos tomar essa decisão.
Pensando nisso, decidimos reunir, neste post, tudo o que você precisa saber sobre a nota do ENADE. Dessa forma, você será capaz de compreender o porquê é tão importante considerá-la antes de escolher uma instituição de ensino superior (IES). Confira!

O que é o ENADE?

Implantado em 2004, a partir da Lei 10.861, o ENADE é uma ferramenta do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) e, vem sendo utilizado pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC) e pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (INEP) como um indicador de qualidade das graduações no Brasil.
As notas do ENADE são formadas por meio de duas avaliações:

  • provas presenciais para os estudantes de graduação: ingressantes — que já cursaram até 25% do currículo — e concluintes — que já concluíram mais de 75% da estrutura curricular;
  • questionários para os alunos e coordenadores dos cursos.

O intuito do ENADE é medir o desempenho dos estudantes em relação aos conhecimentos e habilidades essenciais para o exercício profissional e avaliar a qualidade da grade ofertada pelas IES.
É importante destacar que embora a prova seja aplicada todos os anos, as graduações não são avaliadas anualmente, porque os cursos superiores são divididos em 3 grupos que se alternam para a realização da avaliação em triênios. Isso quer dizer que os cursos avaliados em 2018, por exemplo, só voltarão a passar pelo exame em 2021.
Vale lembrar também que o ENADE é um componente curricular obrigatório. Portanto, se o estudante for convocado para realizar a avaliação e não comparecer, sua formação será impedida. As únicas exceções ficam para as situações que impeçam a presença física do candidato, como problemas de saúde — comprovado por meio de atestado.

Como funciona a metodologia de avaliação do ENADE?

Para calcular a nota do ENADE, são calculadas as médias das notas dos educandos em duas provas:

Formação geral

Essa avaliação é constituída de 8 questões de múltipla escolha e 2 discursivas, contemplando estudos de casos e situações-problemas. Ela objetiva conferir se o discente compreende assuntos que vão além do seu campo de formação, como direitos humanos, por exemplo.

Componente específico

Formada por 30 questões — 27 de múltipla escolha e 3 discursivas —, a prova de componente específico envolve o conhecimento de cada campo profissional e é utilizada para verificar se os discentes têm as habilidades esperadas para um graduado da área.
Com o resultado, a média ponderada — com atribuição de peso 1 à primeira e peso 3 à segunda — entre as notas é calculada. Em seguida, as médias alcançadas pelos alunos são padronizadas em conceitos que vão de 1 a 5, sendo:

  • conceitos 1 e 2: cursos abaixo da média;
  • conceito 3: formação mediana;
  • conceitos 4 e 5: graduação acima da média.

Contudo, é válido ressaltar que os conceitos são relativos, pois indicam uma comparação entre a graduação de uma determinada IES e os demais cursos da região onde ela está instalada. Em outras palavras, podemos dizer que o exame não determina se um curso é de qualidade ou não, apenas classifica as melhores e piores formações existentes no país.

Como o MEC utiliza a nota do ENADE?

O resultado da faculdade no ENADE é utilizado pelo MEC para dispor o Conceito Preliminar de Curso (CPC) — média que cada curso recebe do MEC. Veja quais aspectos são considerados para a definição desse conceito:

  • desempenho dos educandos no ENADE;
  • titulação — se são mestres ou doutores, por exemplo — do corpo docente;
  • organização didático-pedagógica da instituição;
  • infraestrutura reservada ao curso.

Quando uma IES fica com um CPC baixo — conceitos 1 e 2 —, o Ministério de Educação encaminha avaliadores para inspecionar a faculdade e, com base no diagnóstico, aplicam-se (ou não) medidas administrativas. Essa vistoria serve como um alerta para que a IES realize mudanças internas a fim de corrigir qualquer problema apontado no parecer oficial.
É interessante salientar que embora a nota do ENADE e o CPC sejam coisas distintas, a primeira é fundamental para a composição da segunda, o que faz da prova uma estratégia central de acompanhamento das IES pelo MEC.

O que a nota do ENADE revela sobre a instituição de ensino?

Conforme apontado, a nota do ENADE é utilizada como um dos indicadores de qualidade de uma faculdade. Isso significa, portanto, que muito pode ser revelado a partir dos resultados de uma IES no exame. Acompanhe!

Capacitação do corpo docente

A nota na avaliação pode fornecer dados relevantes sobre o corpo docente da faculdade. Isso é possível porque os estudantes que se saem melhor na prova são, naturalmente, aqueles que tiveram acesso a educadores qualificados que, a partir do compartilhamento de conhecimentos significativos para o exercício profissional, concederam a melhor formação possível aos seus educandos.

Organização didático-pedagógica e infraestrutura

A partir do índice geral do curso (IGC) da instituição pretendida é possível conferir se o currículo e a infraestrutura que a faculdade oferta aos seus alunos são, realmente, de qualidade.

O desenvolvimento dos alunos

A verdade é que a prova não consegue, de fato, avaliar se os estudantes obtiveram um bom desenvolvimento dentro da graduação. Isso porque uma boa nota pode tanto ser consequência de um ensino de qualidade ou de uma boa formação prévia do discente.
Contudo, a partir do Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD) que compara a nota do ENADE com a do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), é possível verificar se o curso superior agregou (ou não) à formação do aluno.

O impacto da faculdade na carreira do estudante

Se antigamente os estudantes não tinham interesse em alcançar bons resultados e sequer realizavam o ENADE com seriedade, atualmente a situação é outra. A credibilidade conquistada ao decorrer dos seus mais de 14 anos de existência mostraram que a nota do ENADE dá ao diploma uma espécie de “valor” no mercado de trabalho. Isso significa que notas abaixo da média podem e, provavelmente, vão influenciar negativamente o futuro profissional dos discentes.
Essas informações revelam que quando uma faculdade tem resultados ruins, os estudantes advindos delas perdem a credibilidade frente aos empregadores e, naturalmente, as melhores oportunidades no mercado de trabalho.
Como você deve ter notado, a nota do ENADE é de suma importância para as instituições de ensino, pois determina se a faculdade precisa se reinventar para conquistar destaque no cenário educacional ou se está trilhando o caminho correto.
No entanto, o exame é ainda mais importante para os estudantes, já que os resultados obtidos pela IES podem influenciar positiva ou negativamente suas carreiras.
Gostou de saber o que é a nota do ENADE e porque você deve considerá-la antes de escolher uma faculdade? Então, compartilhe este post nas suas redes sociais e mostre aos seus amigos a importância de tomar uma decisão consciente!

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!