Mudar de cidade para fazer faculdade: vale a pena?

Como saber quando vale a pena mudar de cidade para fazer faculdade? Separamos algumas dicas para você avaliar. Dá uma olhada!

Autor: Redação Impacta

Quando o Ensino Médio chega ao fim, é necessário buscar novos conhecimentos para se estabelecer em uma profissão. Em muitos casos, mudar de cidade para fazer faculdade é uma necessidade — afinal, quem vive em cidades menores pode acabar sem muitas opções de curso e até de emprego.

Se você tem um sonho e quer se especializar em uma profissão específica, cuja graduação não existe em sua cidade, é um pouco frustrante escolher outra formação só porque é a única opção. Por mais que existam graduações na modalidade de educação a distância (EAD), nem sempre o curso escolhido está disponível nessa versão.

A questão é que mudar de cidade para fazer faculdade não é tão simples e envolve diversos fatores, como onde morar, como se sustentar, o custo de vida no novo local, o fato de você nunca ter vivido longe da família, entre outras questões. A seguir, selecionamos todos os pontos que você precisa analisar antes de se decidir. Vamos lá?

Mudar de cidade para fazer faculdade: o que é preciso considerar?

É claro que você vai verificar que o curso escolhido existe nessa faculdade, esse é o básico. No entanto, há outros elementos que precisam ser analisados com muito cuidado. Listamos todos abaixo.

A infraestrutura da cidade

A maior parte dos estudantes vai viver em outra cidade para fazer Ensino Superior sem ter um carro, o que faz com que o transporte público seja de muita utilidade. Por isso, verifique quais as opções que você tem para ir da sua nova casa à faculdade e qual o custo disso.

Supermercados, restaurantes, shoppings passam a ser um ponto extra também. Porque você vai precisar fazer compras e, vez ou outra, vai bater preguiça de fazer comida. Assim, restaurantes e shoppings podem ser sua salvação.

A questão da vida cultural também é um atrativo a mais. Viver em uma cidade com museus, peças de teatro, praças, ciclovias e parques traz mais possibilidades aos seus finais de semana.

A qualidade da faculdade escolhida

Aqui, o preço nunca deve ser o fator decisivo. Analise as avaliações do MEC, verifique a qualidade dos professores (se eles têm boa vivência de mercado, fizeram doutorado ou mestrado, por exemplo) e a satisfação daqueles que são ou foram alunos.

Também é importante questionar a grade curricular do curso escolhido. Como o mercado de trabalho tem mudado muito rapidamente, é indispensável que a grade acompanhe essas mudanças e possibilite os alunos de terem o conhecimento necessário. Conselho extra: lembre-se de aproveitar as aulas para fazer networking com alunos e professores.

O custo de vida

Metrópoles têm um custo alto de vida, mas também trazem mais possibilidades — tanto de opções de graduação quanto de chances de arrumar emprego mais rapidamente. Porém, às vezes, cidades que não são capitais podem trazer as mesmas opções e com um custo de vida mais acessível.

Por isso, pesquise muito sobre a opção escolhida na internet e tente conversar com pessoas locais para entender o quão satisfeitas elas estão, quais os pontos altos e baixos etc.

A segurança na nova cidade

Algumas mudanças vão acontecer na sua vida: você vai estudar e trabalhar. Pode ser que chegue em casa sempre à noite e, nesse ponto, é fundamental checar a questão da segurança na cidade.

É sempre muito útil pesquisar sobre o bairro em que vai morar e também o que vai estudar. Morar próximo do seu local de estudo é sempre um benefício para ganhar tempo, qualidade de vida e não sofrer com questões de segurança.

As opções de emprego no local

Algumas cidades se sobressaem por seus polos importantes em áreas específicas, como de tecnologia, ciências da saúde, entre outros. Por isso, fazer essa escolha aliada a sua opção de graduação demonstra inteligência e senso de oportunidade. Uma forma de entender melhor sobre as possibilidades de emprego é analisar as principais firmas e indústrias que existem no local.

As possibilidades de moradia

Ao mudar de cidade para fazer faculdade, muitos alunos optam por viver em repúblicas de outros estudantes. Dessa forma, o custo de vida cai bastante: as contas são todas compartilhadas, como aluguel, internet, energia, água etc. Morar em república também tem o benefício de que muitas estão localizadas próximas da instituição de ensino superior.

Se você pretende morar sozinho, é válido entender sobre os apartamentos ou kitnets menores, cujo custo mais viável vai fazer toda a diferença no final do mês.

A distância da sua cidade natal

Dependendo a cidade escolhida, as idas para a casa da família vão ficar escassas, sendo resumidas a feriados e períodos de férias. Se isso for um problema para você, repense a escolha da cidade para ter mais mobilidade de ir e vir. Até mesmo para que os custos fiquem mais em conta — depender exclusivamente de passagem aérea pode ser problemático.

Mudar de cidade: sim ou não? Um checklist pode ajudar você

Até aqui você considerou que está tudo dentro do previsto? Então, ajudamos em uma lista de perguntas para avaliar os prós e contras que serão decisivos na sua escolha final. Acompanhe!

  • Você se importa de ver sua família a cada quinze dias, uma vez por mês ou menos?
  • Fazer comida, limpar a casa e depender exclusivamente de si não é um problema?
  • Tudo bem trabalhar e estudar ao mesmo tempo?
  • A faculdade escolhida realmente é boa e tem avaliações positivas?
  • Quais as possibilidades de emprego que a cidade oferece?

Mudar de cidade para fazer faculdade, muitas vezes, envolve também uma questão de planejamento de carreira. Como você viu, não basta escolher o curso, é preciso olhar as possibilidades ao redor. O ideal é que você já consiga dar os primeiros passos na profissão, conquistando um estágio ou emprego na sua área.

Além disso, o custo de vida conta muito nessa fase — nem sempre você já vai chegar trabalhando, por isso, precisa se certificar de que é possível pagar as contas que vão surgindo. Fora esses detalhes, a mudança é muito positiva e permite que você ganhe autonomia e posso ser mais independente. Você ainda passa a dar mais valor aos momentos em família e aquelas briguinhas deixam de ter importância.

Gostou de saber sobre mudar de cidade para fazer faculdade? Então, deixe um comentário contando sobre sua opinião ou para onde pretende se mudar!

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!