Sua redação diz mais do que imagina em entrevistas com RH

Durante um processo seletivo de emprego você provavelmente já se perguntou por que o entrevistador solicita uma redação de tema livre.

Autor: Fernando Garcia

Não pode ler esse artigo agora? Ouça a matéria no Player abaixo:

Durante um processo seletivo de emprego você provavelmente já se perguntou por que o entrevistador solicita uma redação de tema livre.

Se o tema é livre, como ele pode analisar e comparar os melhores argumentos dentro de assuntos tão distintos que podem surgir? Simples: É porque ele não está analisando somente o conteúdo, mas também sua personalidade.

Como isso é possível?

É utilizada uma ciência chamada grafologia, que não tem o intuito de reprovar ou aprovar uma pessoa, mas sim fazer uma análise psicológica, revelando a personalidade do candidato e verificando se ele se encaixa no perfil que a empresa necessita no momento para o cargo.

O que ela analisa?

O estudo que o especialista faz é sobre a forma da letra, a pressão da escrita, a dimensão das letras, o tamanho e a disposição das margens, os ângulos, a velocidade da escrita, a inclinação das letras, a coesão entre as letras e a disposição das linhas.

Através disso, ele consegue, com o conjunto desses elementos, traçar o perfil do candidato.

Como identificar se estou sendo analisado por um grafólogo?

Além de escrever uma redação de próprio punho, para uma melhor análise do grafólogo, ele precisa que sua redação seja feita em uma folha sulfite, tenha no mínimo 20 linhas e contenha a assinatura do candidato no final da redação.

Também são utilizadas mais 3 folhas como apoio para escrever, pois assim é possível analisar a pressão na escrita. Não é permitido o uso do verso da folha e, caso haja necessidade, deve-se utilizar outra folha.

Posso alterar minha escrita na redação para enganar?

Forjar uma escrita que não é sua não vai ajudar em nada.

Como a análise busca por perfis específicos, a menos que você saiba qual a empresa procura e como se deve escrever, é impossível tentar ludibriar um especialista e isso pode até acabar demonstrando que você está forçando ele ao engano.

Então, quando estiver em uma entrevista e perceber que vai ser analisado por um grafólogo, fique tranquilo.
Se a redação for de tema livre, tente escrever sobre você, pois assim o texto acaba fluindo com mais facilidade e você não fica parando muito na hora de escrever.
Lembre-se que a análise é feita para identificar o seu perfil psicológico e não discursivo. Portanto, não se preocupe em criar uma redação com tema complexo e que talvez você não domine muito. Seja natural, pois, literalmente, você escreve o que você é
 

Batemos um papo com o fundador do Wall Jobs, Henrique Calandra sobre o novo RH. Assista:

Veja ainda outros vídeos do Impacta Talks aqui no nosso canal!

24 Comentários

  1. Daniel Moreira Yokoyama disse:

    Desde que descobri sobre a grafologia e seu uso por departamentos de RH (que por algum motivo gostam de confiar em pseudo-ciências e levar a sério procedimentos que não possuem comprovação científica) eu tenho me recusado deliberadamente a redigir qualquer redação em entrevistas que dou.
    Acho isso abusivo, fazer com que a pessoa dedique tempo e esforço na redação de um texto que será usado para analisar a grafia, basicamente um assédio moral, tentando julgar a personalidade da pessoa através da escrita. Seria mais honesto contratar um vidente ou um numerólogo.

  2. A Grafologia nao se restringe apenas à personalidade ! Também detecta distúrbios físicos e emocionais. Qualquer problema orgânico ou emocional que afete o cérebro o mesmo afetará a escrita. Existem várias vertentes: Grafotécnica (usa as mesmas premissas da Grafologia para analisar falsificações) ,Grafopatologia,Grafoterapia … Não tem nenhuma relação com ocultismo e várias multinacionais sérias a utilizam, inclusive psicólogos, médicos, psiquiatras e na psicologia forense ! É um teste rápido de baixo custo e de alta assertividade !!!!

    • João disse:

      Há relatos de casos de pessoas (famosas) que foram avaliadas por esse método – duvidoso – e que tiveram resultados grotescos. Isso não revela nada da personalidade de ninguém…não tem comprovação científica! A Letra pode ser feia, garrancho, mas não mostra a personalidade, o caráter. Isso é pseudo-ciência exatamente como a astrologia, o tarô, adivinhações…ridículo!

  3. Daniel Moreira Yokoyama disse:

    Tudo isso que vc falou carece de fontes, explicação de como é usada e baseada em quais princípios. Como foi observado, que tipos de estudo e pesquisa provam… nada disso existe e o argumento de que multinacionais usam é igualmente falacioso, já que sõ os profissionais de RH que levam isso para as empresas, se aproveitando da desinformação dos executivos (que não entendem como isso tudo é cientificamente refutado).

  4. Eu conheço excelentes profissionais que tem a caligrafia péssima portanto acho essa informação idiota por parte de RH’s. Se precisam de pessoas que tenham pouca ou muita pressão na caneta, que saiba digitar excelentes textos basta colocar isso como qualidade procurada para a vaga.
    Me desculpem os nobres autores desse artigo mas é pura idiotice rotular um bom ou mal profissional pela sua grafia. Seguindo essa tese todos os médicos são péssimos profissionais e não servem para exercer nenhuma função. Por favor vamos parar de inventar essas coisas.

  5. Marcos Leme disse:

    Muito bom este artigo Fernando, está contribuindo com milhares de pessoas que se apavoram diante de uma redação, acreditando que devemos ser exímios contadores de história, quando na realidade ser apenas natural vai ajudar muito mais, o seu perfil é que está sendo avaliado através de sua escrita, o que é melhor com ciência (grafologia) que com certeza dá confiança aos possíveis candidatos.
    Parabéns pelo artigo.
    Marcos Leme.

  6. welington disse:

    Olá,
    Já foi analisado mas não em uma relação. Era um negocio vc tinha que fazer uns riscos na folha sob o comando do instrututor.
    Gosto muito dessa ciência se a assim a chamo,acho muito interesante vc analisar as pessoas por sua escrita,acho isso muito valido.

  7. Vick disse:

    Como estudante de RH, digo, cada avaliação vai de acordo com a vaga existente em cada Empresa, e os métodos mais utilizados para avaliar os candidatos, é a avaliação curricular e a entrevista. Caso se faça necessário, de acordo com o cargo, uma avaliação, de conhecimentos gerais e específico.

  8. maria luiza disse:

    Também nao concordo com esse tipo de análise de perfil ou personalidade pois não é a caligrafia seria impossível traçar personalidade esse tipo de teste está defasado aqui no Brasil pois nem se utilizar mais só as péssimas organizações que a ainda utiliza esse meio acho um absurdo esse tipo de avaliação. Creio que uma boa analista de rh não necessita desse tipo de ferramentas para analisar um candidato, basta uma boa entrevista baseada em uma boa observação e técnicas seria o suficiente. Se tem uma coisa que deteste é participar desses processos seletivos ridículo. Prefiro fica desempregada terminar minha faculdade abrir,meu,negócio próprio e manda essa gentalha a merda!!!

  9. Damis Almeida disse:

    Antes da pessoa criticar a grafologia, precisa se informar sobre o assunto.
    Criticar algo sem argumento é coisa de gente fraca e sem personalidade (falta de personalidade essa, que certamente estará presente em sua grafia 😀 :D)
    Eu li cada comentário estúpido, que isso me assuta
    Falar que médico é péssimo profissional porque tem a letra feia. Foi a coisa mais ignorante que eu já li. Ignorante com todo o respeito, claro
    Repito: Antes de falar algo, estude grafologia com gente que saiba.
    Tenham argumentos

  10. GIOVANNA disse:

    Sou Psicóloga e garanto que a avaliação inicia -se desde o momento em que o candidato se apresenta na empresa . A questão é que infelizmente muitas coisas ficam a vistas de pessoas que não tem bagagem para entender o assunto . Nenhum profissional é capaz de avaliar 100% Quando trata – se do ” Ser Humano . Porém, prefiro afirmar 95% e

  11. GIOVANNA disse:

    O erro já inicia em delegar um profissional em Rh avaliar a escrita . Isso. Essa função é de um profissional em psicologia. Daí tantos erros o ” QUAL TANTOS COMENTÁRIOS ACIMA ” A responsabilidade é das empresas que para economizar não contrata profissionais habilitados . Com todo o respeito aos caros colegas . Pois , antes de me formar em Psicologia, sou Gestora em Rh e

  12. Marcelo Soares dos santos disse:

    Eu não tinha conhecimento do falo da grafologia em uma entrevista agora vou pesquisa mas a respeito pra me sair bem

  13. Rosana disse:

    Eu fico super nervosa e me sinto coagida com essa avaliação de grafia. N entendo do assunto, mas n gosto dessa fase da avaliação.

  14. João disse:

    Uma tremenda asneira! Sem comprovação científica. Isso não funciona. A letra de uma pessoa não revela absolutamente nada de sua personalidade, ademais, nunca poderá revelar o caráter dela. Profissionais de RH no Brasil não tem competência para avaliar pessoas de forma sensata, coerente, pois ainda se utilizam de clichês estúpidos com as mesmas perguntas de sempre: quais são suas qualidades, qual é o seu maior defeito…não tem criatividade e não inovam em nada para melhor avaliarem os candidatos nesses processos seletivos estúpidos. Passam 4 anos estudando psicologia numa faculdade para repetirem as mesmas perguntas em qualquer seleção.

  15. davis disse:

    SINCERAMENTE NAO ACHO MINHA LETRA BONITA , DESDE OS MEUS SEIS ANOS DE IDADE , E NAO ACREDITO QUE UMA LETRA OU FORMA DE ESCREVER FALE ALGO SOBRE UMA PESSOA ATE PORQUE , AS PESSOAS SAO SERES HUMANOS NAO SAO ROBOS AS PESSOAS , TEM SENTIMENTOS , NAO UM APARELHO SAO,PASSAM POR VARIAS INTEPERIES EMOCIONAIS, A CADA MINUTO UMAS MAIS ALEGRES OUTRAS NEM TANTO , E POR ISSO NAO SAO MÁS PESSOAS, APENAS NAO ESTÃO NO SEU BOM DIA ENTAO ISSO NAO REVELA SOBRE ALGUEM,POIS SE ISSO FOSSE VERDADEIRO , NAO TINHA TANTOS FUNCIONARIOS MUDANDO DE EMPREGO POR AI ,DESCONTENTES COM O AMBIENTE DE TRABALHO , E COM SUAS PROFISSÕES, E CONSIGO MESMAS, A FUNCIONARIOS QUE ESCREVEM BEM , E NAO TRABALHAM BEM, E OS QUE ESCREVEM MAU E TRABALHAM BEM, ACHO ISSO MUITO VAZIO O SER HUMANO, E UM SER COM EMOÇOES, CADA DIA ,VIVE ALGO DIFERENTE,

  16. davis disse:

    MUITAS DAS VEZES TEMOS PESSOAS , QUERENDO OCUPAR A VAGA PORQUE , QUER TRABALHAR , VERDADEIRAMENTE, E ACONTECE UM FAVORITISMO, DE DENTRO DA EMPRESA, ENTAO ISSO , E PURAMENTE VAZIO, A PESSOAS ,MUITO BOAS INDEPENDENTES DE ALGUM TIPO DE GRAFOLOGIA, QUE POSSA EXPRESSAR EM UMA FOLHA DE SULFITE,OU CADERNO ETC…A PESSOAS MARAVILHOSAS QUE NEM GOSTAM DE ESCREVER E NEM DE EXPRESSAR SEUS SENTIMENTOS NO TRABALHO, E AO CONTRARIO TAMBEM.

  17. geraldo disse:

    nunca consegui escrever em letras de imprensa só em letras de forma ,escrevo rápido e minha letra não é das mais bonitas mais nunca fui reprovado em redações todas empresas que trabalhei exigiram uma redação com tema selecionado por eles , se consegui o trabalho acredito que letra bonita não é um critério que reprove, sou motorista profissional , só não trabalho com ônibus , pois acaba com qualquer ser humano conduzir ônibus nas grandes cidades.

  18. EDMILSON JOSE FERREIRA disse:

    Acho isso uma besteira,guanto assassinos frios tem,que não demostra o que é.Vive no meio da sociedade normalmente,esse negócio de teste fazendo texto.Quero ver quem trabalha ex:com arma e num meio de um tiroteio vai lembrar de texto ou um motorista de caminhão vai está dirigindo e escrevendo texto,quem enventou esse tipo de teste é mais e desbloqueado doido.

  19. Juliano disse:

    Discordo do método de avaliação através da grafologia. Eu mesmo possuo três formas bem distintas de escrita. Uso uma das três dependendo da ocasião. Se preciso escrever rápido uso uma, para redação formal uso outra, e não são nem um pouco semelhantes.

  20. REGINA MARA disse:

    Acho totalmente viável nos dias de hoje. Pode ser que não qualifique alguém, mas este teste, entre outros que estão formando um conjunto, falam sim sobre o candidato. Principalmente nos dias atuais, na era da tecnologia, onde a maioria tem preguiça de ler, tem preguiça de escrever, e com isso, escrevem errado. Aliás, não é difícil hoje em dia ver uma grafia horríveis e erradas. Enfim, acho válido!

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!