Google libera seu Cloud Vision – a API que reconhece imagens

Uma boa notícia aos desenvolvedores é que o Google liberou acesso ao seu Cloud Vision - a API que reconhece imagens. Confira aqui as funções da ferramenta!(...)

Autor: Bruno Saes

Na última quinta-feira, 18 de fevereiro, o Google deu uma ótima notícia aos desenvolvedores de todo o mundo. A empresa anunciou a liberação pública da sua API que reconhece imagens, a Google Cloud Vision.

Com a nova ferramenta, ainda em fase Beta, os desenvolvedores podem criar aplicações que reconheçam e entendam o conteúdo de imagens. Processo semelhante ao que existe no Google Photos. A API já tinha sido liberada como preview para testes em dezembro, mas apenas para convidados.

Como funciona a Cloud Vision – a API que reconhece imagens 

Com a API Google Cloud Vision, o desenvolvedor pode implementar facilmente a função de  reconhecimento de imagem em seus aplicativos. A incrível ferramenta permite extrair textos e reconhecer objetos de fotos armazenadas no Google Cloud Storage.

Baseada na mesma tecnologia de pesquisa do Google Photos, a empresa diz que API é capaz de reconhecer milhares de objetos diferentes, desde flores até marcos populares.

Além disso, o programa ainda tem outros recursos como:

  • Identificação da cor predominante da imagem;
  • Detecção de conteúdo impróprio, permitindo classificar por faixa etária;
  • Análise de sentimentos, que reconhece imagens de alegria, tristeza ou raiva, por exemplo;
  • Reconhecimento óptico de caracteres e identificação do idioma.

Ou seja, em uma foto, como na abaixo, a API pode verificar se a pessoa está alegre, extrair o texto da placa e ainda apontar o idioma.

Cloud Vision - a API que reconhece imagens e textos presentes nelas

Veja o vídeo (em inglês) e entenda um pouco mais sobre a API Cloud Vision

Preços e permissões da Cloud Vision

Por enquanto o uso da API é gratuito para até mil imagens por mês. Porém, a partir de 1° de março, o Google passará a cobrar de acordo com a maneira que você utilizar. Por exemplo, a detecção de marca deve custar US$ 2 por mil imagens. Já para fazer o reconhecimento óptico de caracteres o preço fica apenas US$ 0,60 pela mesma quantidade de fotos.

Por ainda estar em fase beta, os usuários da Cloud Vision estão limitados a uma cora de, no máximo, 20 milhões de imagens por mês, um número que deve ser suficiente para aplicações e projetos menores. Veja no site do Google Cloud e teste você também a API.

Domine as melhores ferramentas e técnicas do desenvolvimento

Para se destacar no desenvolvimento de aplicações, é importante estar sempre atualizado e dominar as técnicas mais utilizadas no mercado. Na Impacta você domina as linguagens e ferramentas, aprendendo de verdade. Confira os cursos de desenvolvimento aqui.

1 Comentário

  1. Não surpreende que a poderosa Google tenha feito isto. Os sistemas de reconhecimento de caracteres são cada vez mais determinantes para o desenvolvimento dos programas informáticos e das aplicações práticas destes na industria, agricultura, sector serviços, etc… Os programas acompanhados dos aparelhos, câmaras de visão, câmaras inteligentes e outros avanços servem para aprimorar os ganhos de produtividade na economia. O futuro é a industria 4.0 e os investimentos em P+D+i

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!