Fazer o que gosta ou o que dá dinheiro: como escolher?

Decidir qual graduação fazer é um dos momentos mais importantes da vida de qualquer pessoa. Mas é também uma das épocas em que dúvidas surgem, (...)

Autor: Rogério Ramalho

Decidir qual graduação fazer é um dos momentos mais importantes da vida de qualquer pessoa. Mas é também uma das épocas em que dúvidas surgem, principalmente sobre fazer o que gosta ou o que dá dinheiro, não é mesmo? E isso fica ainda mais evidente com a pressão que vem, muitas vezes, da própria família e das expectativas que você cria.
Será que é possível tentar equilibrar as duas opções e, assim, levar a vida como você deseja? É um caso a se pensar, afinal, é do seu futuro que estamos falando e é você quem deve decidir o que é melhor! Só que, para fazer essa escolha, muita coisa precisa ser considerada, como organização, possibilidades, a carreira em si e por aí vai.
Pensando em ajudar você nesse momento tão importante, listamos abaixo alguns detalhes que são essenciais para se decidir entre fazer o que gosta ou o que dá dinheiro. Confira!

É possível equilibrar as duas opções?

Eis aqui a resposta que você tanto quer saber: sim, é possível! O bacana é que, além de trabalhar com algo de que você gosta, dá para ganhar um bom dinheiro com a sua profissão. Lembre-se de que muitas das conquistas virão com o seu trabalho, o seu salário e todo o seu esforço. Por isso, talvez realmente valha a pena apostar na opção de equilibrar.
Para que isso dê certo, é preciso planejar muito bem a sua carreira, refletir exatamente sobre o que pretende fazer, como chegar lá e como você se vê daqui a alguns anos. Só com essas informações será possível, de fato, ter ao menos uma garantia de que a escolha pode mesmo dar certo, viu? Considere o seguinte:

Tenha foco

Sim! Ter foco é essencial para que tudo caminhe da forma ideal e, melhor, sem surpresas desagradáveis no meio do caminho. Não se esqueça de que na vida muita coisa pode sair fora do que foi planejado, e se não mantiver o foco, isso poderá ser o necessário para tirar você do rumo certo para uma profissão de sucesso.
Para quem quer trabalhar com Jogos Digitais, por exemplo, não basta saber sobre esse universo que está tudo certo. Ter foco é fundamental para que você continue a aprender tudo o que for preciso para encarar os desafios que a profissão exige. Não se esqueça de que correr em busca dos seus objetivos será um dos bens mais valiosos que você terá por toda a vida.

Saiba do que realmente gosta

Como fazer o que gosta ou o que dá dinheiro se você nem ao menos identificou o que realmente pode lhe fazer feliz? Pois é, não caia no erro de seguir uma ideia só por “achar que será legal”, sem ter certeza se é com isso que você se identifica, que acredita ter habilidades suficientes ou que já tem algum domínio.
Portanto, reflita bastante sobre as suas áreas de interesse. É no segmento de TI que você se imagina trabalhando? Ótimo, já é um começo. Mas é importante ir mais a fundo, já que a área de tecnologia é ampla e oferece muitas possibilidades de trabalho e atuação, que podem ser ou não aquilo que você quer e deseja.

Estude muito

Para conseguir equilibrar uma carreira profissional em que você pode ganhar bem e, ao mesmo tempo, fazer o que gosta, é preciso estudar muito! Tenha em mente que ser o melhor profissional que você puder ser é um caminho que só trará benefícios e ainda um ótimo salário. Sempre procure se destacar entre os profissionais que estão no mercado, pois a concorrência é alta.
Uma dica para que você nunca deixe os estudos de lado é, mais uma vez, manter o foco. Além disso, tente fazer cursos livres na sua área, aprenda novos idiomas e exercite sempre todo o aprendizado que adquirir em sala de aula — é essa prática que vai fortalecer seus estudos e dar as ferramentas necessárias para encontrar um bom emprego.

Crie projetos paralelos

Muitas vezes, o que se gosta de fazer pode ser algo que, infelizmente, não tem muita oportunidade ou a remuneração é um pouco baixa, certo? Porém, mesmo nesse cenário você não precisa se desestimular e desistir da ideia de equilibrar entre fazer o que gosta e o que dá dinheiro. Aqui, é hora de se reinventar e criar novas possibilidades!
Como? Crie projetos paralelos, ou seja, além do seu trabalho normal do dia a dia, tente oferecer seus serviços por fora para a sua própria clientela. Seja empreendedor! Quem sabe um dia isso não dá mais certo do que você imagina e seu primeiro negócio nasça? O ideal é sempre procurar novas soluções e formas de ter um dinheirinho extra fazendo o que se ama.

O que mais é preciso valorizar?

Você deve se fazer essa pergunta ainda durante a trajetória na faculdade. É isso que vai ajudá-la (o) a não deixar quesitos importantes da sua vida de lado, como a sua própria felicidade. Não se esqueça de que nem tudo tem a ver com dinheiro, mas sim do que se faz para consegui-lo. E isso, querendo ou não, vai influenciar diretamente a sua satisfação.
Indo além, quem trabalha com o que gosta geralmente parece ser mais feliz, não é mesmo? Isso porque o dia a dia acaba sendo mais leve, saudável, feito com prazer e, melhor ainda, cheio de realizações naquilo que a pessoa sabe que tem domínio, habilidades e grande desenvoltura. Então, valorize o que traz felicidade para você.
E agora, depois de entender um pouco sobre a difícil decisão de fazer o que gosta ou o que dá dinheiro, ficou mais claro para você qual caminho seguir? Como última dica, tire alguns bons dias de reflexão, analise todas as suas possibilidades, converse com profissionais atuantes no mercado de trabalho e veja como eles conciliam carreira, gastos para viver e satisfação pessoal e profissional — isso certamente vai abrir os horizontes para a sua resposta ideal!
Gostou? Então, deixe o seu comentário e compartilhe conosco se tiver mais alguma sugestão para este momento importante!

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!