Entrevista com a diretora de projetos da F.biz, Lara Magalhães

Autor: Redação Impacta

Seguindo com nossa série de entrevistas com profissionais de sucesso, dessa vez conversamos com Lara Magalhães, Diretora de Projetos da F.biz. Lara atua com Gerenciamento de Projetos desde 2000 e em sua trajetória profissional já passou pela DM9, Sinc, TV1, além de grandes empresas como NET e PDG. É formada em Publicidade e Propaganda pela FAAP e tem MBA em Gestão da Informação com ênfase em BI. Confira como foi nossa conversa!

Como e por que você optou por entrar e seguir carreira nesta área?

Quando comecei minha carreira, a Internet estava no começo e gerenciamento de projetos digitais nem existia. Quem começou a trabalhar nessa época fazia um pouco de tudo. Eu costumo dizer que, na minha época, um programador ou um designer mais organizado se tornava gerente de projetos – e foi assim comigo. Comecei minha carreira como arte finalista e, no início da Internet, fui fazer cursos e aprender um pouco mais sobre essa área. Depois de fazer layouts e montar alguns sites, acabei focando mais na parte organizacional do que operacional. E foi assim que me descobri nessa área.

Qual o maior desafio vivido por um gerente de projetos?

Acredito que seja a gestão de todas as pessoas envolvidas em um projeto. O gerente de projetos é responsável por fazer a engrenagem girar, fazer com que tudo que foi planejado seja executado no prazo, no custo e na qualidade certos. Porém, isso envolve diversas pessoas e diversas áreas diferentes, o que torna essa atividade mais desafiadora.

Qual a importância da formação seja através de cursos, certificações ou pós-graduações específicas na área?

Acredito que tenha dois pontos que são muito importantes na formação através de cursos. A primeira é porque as faculdades de comunicação continuam tratando a comunicação e a publicidade como no final dos anos 90, falando apenas das áreas de criação, atendimento, mídia e planejamento de uma agência, sendo que hoje em dia em uma agência digital existe uma série de outros departamentos que as pessoas precisam conhecer. E os cursos mostram essa realidade para as pessoas que possuem interesse na área. A segunda razão é para nos mantermos atualizados. Existe atualmente uma série de metodologias novas que precisamos conhecer. Assim como em todas as áreas, precisamos ficar atentos às novidades.

Como Diretora de Projetos da F.biz, uma das maiores agências de comunicação e marketing do país, quais as características desejadas e o perfil profissional buscado para o seu time de gerentes de projetos?

Atualmente, o papel de um Gerente de Projetos é muito estratégico e não pode ficar mais somente restrito a acompanhar o dia a dia de um projeto. Além da experiência e do conhecimento de algumas metodologias de projetos, algumas características que eu sempre valorizo são:

  • Visão Estratégica da agência e do cliente;
  • Flexibilidade, super importante para não engessar os processos;
  • Ter conhecimento de Gestão Financeira e Rentabilidade dos projetos;
  • Habilidade em argumentação e negociação;
  • Conhecimento em projetos de performance, que são uma tendência mesmo para os projetos de branding;
  • Ser “dono” e totalmente responsável pelo projeto (fellownership).

Considerando os métodos tradicionais, que benefícios os métodos ágeis de gestão de projetos trazem de fato para as empresas e para os profissionais?

Se bem aplicados, trazem muita vantagem. O ritmo de trabalho de uma agência é muito intenso e as necessidades dos clientes têm sido cada vez mais urgentes. As metodologias ágeis atuam de forma colaborativa com foco na equipe e na diminuição dos erros, o que pode resultar em entregas mais rápidas e com excelente qualidade. Isso ajuda muito a não “engessar” o processo.

Quais os maiores erros cometidos dentro de um projeto em que o gerente de projetos precisa agir com a atenção redobrada?

Acredito que a atenção redobrada deve estar no alinhamento com todas as pessoas e áreas que atuarão em um projeto. Todos os envolvidos precisam estar 100% conscientes do objetivo do projeto e do seu papel dentro dele.

Outro ponto super importante é o controle financeiro dos projetos. Os Gerentes de Projetos precisam ter todas as receitas e custos de um projeto bem detalhados para que ele seja rentável. Então isso passa especialmente pelo controle de horas trabalhadas neste projeto.

Que tipo de conteúdo o gerente de projetos precisa consumir pra se manter atualizado?

Pensando em Gestão de Projetos Digitais, que é a área que conheço e posso falar, ele precisa ficar atento a todas as novidades tecnológicas e tudo que surge de diferente. Qualquer uma dessas novidades pode ser um trabalho que ele irá gerenciar em poucos dias. Tudo acontece muito rápido e é preciso tentar acompanhar.

A demanda de solicitações durante um projeto pode ser recorrente em muitas empresas. Quando dizer sim e quando dizer não?

Esse é um ponto super importante. Cada vez mais o Gerente de Projetos precisa entender da estratégia do cliente, só assim ele vai saber a hora de dizer sim ou dizer não e, consequentemente, conseguir controlar os prazos das suas demandas. É preciso seguir processos porém, é necessário ser flexível também. Esse, sem dúvida, é um grande desafio.

Como você define o cenário atual para os profissionais de gestão de projetos?

O cenário é bom. Apesar de ser uma função relativamente nova no mercado, é uma função consolidada. E, além das agências que nasceram digitais, as agências tradicionais estão cada vez mais buscando e valorizando esses profissionais.

Para o futuro, como você enxerga o mercado pra quem busca ingressar nessa área?

Como mencionado anteriormente, é uma área já consolidada nas agências e cada vez mais vem conquistando o seu espaço. Uma tendência que vem de fora, e que algumas agências estão aplicando aqui no Brasil, é de ter um perfil conhecido como “Producer”, que faz um papel meio híbrido entre atendimento e gerenciamento de projetos. Ele é o contato com o cliente e também faz toda a gestão interna dos projetos.

Qual a dica de ouro para quem almeja tornar-se um excelente gerente de projetos?

Vou dar 3 dicas que acho muito válidas:

  1. Dê um passo de cada vez. É importante se aprofundar em cada uma das etapas da sua carreira para dar o passo seguinte. Não tenha pressa, mantenha o foco no seu trabalho e no seu aprendizado que o reconhecimento chegará.
  2. Faça Inglês! Grandes projetos envolvem, na sua grande maioria, relações internacionais e isso fará uma grande diferença na sua carreira.
  3. Tenha certeza que você gosta e acredita no que faz. Essa não é uma dica exclusiva para gerentes de projetos, acredito que seja para todas as profissões. Se dedique, valorize seu trabalho e busque fazer sempre o melhor.

 
Confira outras entrevistas realizadas aqui no Blog Impacta:

5 Comentários

  1. André Luiz Ribeiro disse:

    Bacana poder ter acesso a experiencia de uma profissional da área.

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!