Costuma enviar arquivos JavaScript por Gmail? A partir de fevereiro isso será proibido!

A partir de fevereiro o Gmail passará a bloquear o envio de arquivos JavaScript. A medida tem o objetivo de evitar a atuação de hackers maliciosos. Entenda!(...)

Autor: Gabriela Mendes

Anunciado nessa semana, a Google, que já tem uma extensa relação de formatos proibidos para serem anexados no seu Gmail, resolveu acrescentar mais um na lista. Agora serão proibidos também os arquivos em .js (formato JavaScript).

O anúncio feito em seu blog oficial diz que, a partir do dia 13 de fevereiro de 2017, todos os usuários que tentarem fazer o upload de um arquivo no formato .js receberão um aviso explicando os motivos da proibição: “conteúdo representa um potencial risco de segurança“.

Segundo a empresa, o formato foi banido pensando na segurança dos usuários, já que o formato JavaScript é normalmente utilizado por hackers mal intencionados para acessarem computadores e descarregarem malware ou ransomware, que são capazes de sequestrar dados sigilosos.

O sistema do Gmail vai detectar também os arquivos em .js mesmo que estejam comprimidos em formatos como .zip, .tgz, .gz ou como .bz2.

Para enviar arquivos JavaScript é recomendado usar o Google Drive

Mas e se eu precisar enviar arquivos JavaScript para alguém?

É comum que programadores queiram encaminhar arquivos JavaScript para colegas ou clientes, por exemplo. Ainda no Blog da Google, vem a recomendação para fazer o envio pelo Google Drive.

Veja alguns outros tipos de arquivo são bloqueados no Gmail

Como falamos  no começo do artigo, Gmail já possui uma extensa relação de formatos proibidos, bloqueando mensagens com suspeita de conter vírus. Os formatos que não podem ser enviados como anexo são:

.ADE, .ADP, .BAT, .CHM, .CMD, .COM, .CPL, .EXE, .HTA, .INS, .ISP, .JAR, .JSE, .LIB, .LNK, .MDE, .MSC, .MSP, .MST, .PIF, .SCR, .SCT, .SHB, .SYS, .VB, .VBE, .VBS, .VXD, .WSC, .WSF, .WSH

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!