Como pagar a faculdade? Descubra 7 dicas para se planejar

Como pagar a faculdade? Descubra 7 dicas para se planejar - Faculdade Impacta de Tecnologia

Autor: Rogério Ramalho

O maior sonho da maioria dos jovens é entrar na graduação e buscar por capacitação para desbravar o mercado de trabalho. Mas a realidade pode ser um real pesadelo, afinal, como pagar a faculdade e investir em você quando se têm poucos recursos?

Esse desafio é comum não apenas ao Brasil, sendo uma barreira para que jovens de quase todos os países do mundo consigam entrar na graduação ou acabem desistindo durante a jornada por falta de dinheiro.

Mas, nem tudo está perdido, pois, para ajudá-lo a se programar e enfrentar esse desafio, reunimos algumas dicas fundamentais para que você possa frequentar um curso tranquilamente e alcançar seu tão sonhado diploma. Tome nota!

1. Conheça o FIES

O FIES, Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior, é um programa criado pelo governo federal para financiar a graduação de pessoas sem condições de arcar com as prestações em uma faculdade privada.

Para que você consiga ser aprovado no programa é preciso ter realizado o Enem no ano anterior e obtido, no mínimo, 450 pontos na média, além de não ter zerado a redação. Outro dos requisitos para buscar o financiamento é uma renda familiar que não ultrapasse três salários mínimos por pessoa.

O valor a ser financiado pode chegar a 100% do curso de acordo com a capacidade de pagamento do aluno. Quanto menor a renda de uma família, menor deverá ser a prestação do financiamento, independentemente do curso realizado. A taxa de juros do FIES fica em torno de 6,5% ao ano.

É preciso que o aluno tenha consciência da necessidade de pagar as parcelas do financiamento após a conclusão do curso e se planejar para que não acabe se endividando. Existe um período de carência após a formatura para garantir que o aluno se estabilize.

2. Candidate-se ao ProUni

Outra iniciativa do governo federal, o ProUni, Programa Universidade para Todos, foi lançado em 2004. O intuito é oferecer bolsas parciais e integrais em instituições particulares de ensino superior. Seu foco são estudantes provenientes de famílias de baixa renda. Por meio do programa, mais de 1,7 milhão de pessoas já tiveram acesso à graduação.

Assim como no Fies, para usufruir dessa oportunidade é obrigatório ter realizado o ENEM e atingido média mínima geral de 450 pontos, além de não ter zerado a redação da prova. O estudante pode se cadastrar para dois cursos em qualquer instituição cadastrada, em duas modalidades: bolsa de 50% ou 100%.

É preciso atender também a um dos três requisitos básicos do programa: ter realizado o ensino médio em escola pública; ser pessoa com deficiência; ou ser professor do ensino básico na rede pública em busca de vagas em licenciatura ou Pedagogia.

Porém o processo não acabou. Mesmo depois de conquistar uma bolsa é preciso continuar se dedicando aos estudos para mantê-la. Isso porque a manutenção do benefício está ligada diretamente às notas obtidas e desempenho acadêmico do aluno.

3. Busque por bolsas de estudo institucionais

É comum que os estudantes busquem pelas opções ofertadas pelo governo federal, afinal, são as que ganham mais destaque no cenário nacional e são muito conhecidas por todos.

Contudo, é possível encontrar centenas de bolsas disponíveis em diversas faculdades, para as quais você poderá se candidatar após ingressar no curso escolhido. Os desconto ofertados variam muito de instituição para instituição, mas toda ajuda é válida na hora de pagar menos.

Com uma bolsa de estudos fornecida pela faculdade e muito planejamento é possível chegar à formatura sem tantos percalços pelo caminho e alcançar o tão sonhado canudo.

4. Pesquise o preço da faculdade

A mensalidade de um determinado curso pode variar muito de uma instituição de ensino para outra. Algumas podem apresentar altas taxas enquanto em outras os valores podem estar mais condizentes com a sua realidade.

Busque fazer uma pesquisa dentre todas as opções existentes em sua cidade e também nas localidades vizinhas. Para estar em um bom curso e pagando barato, pode valer o deslocamento.

No quesito preço, também vale tentar uma negociação com a faculdade, tanto com relação a descontos quanto outras vantagens, como realizar pagamentos adiantados. Algumas instituições são bem abertas ao diálogo.

5. Procure por oportunidades de estágio

Muitos estudantes buscam por vagas de estágio em meio período, até mesmo dentro da própria faculdade como um meio de facilitar o pagamento de seus estudos. É possível encontrar vagas interessantes para serem a porta de entrada ao seu primeiro emprego.

Uma posição como essa não costuma pagar muito bem. Em contrapartida, não é preciso grande dedicação de tempo e ainda torna possível conciliar o estágio com os estudos de forma relativamente fácil.

Diversas empresas divulgam suas oportunidades de estágio dentro das faculdades, então esteja atento e busque por grupos ou listas de e-mail nas quais possa encontrar essas vagas.

6. Considere buscar um trabalho

Trabalhar enquanto cursa a graduação pode não ser o ideal. Às vezes, um trabalho em tempo integral tende a prejudicar seu rendimento nas aulas e a realização de atividades extracurriculares.

Contudo, essa pode ser a única opção para arcar com as mensalidades da faculdade e se desenvolver pessoal e profissionalmente. Frequentar o curso enquanto mantém um emprego pode não ser um problema para todo mundo. Algumas pessoas conseguem lidar facilmente com uma jornada dupla.

Outro fato é que um trabalho em tempo integral pode pagar um salário melhor e cobrir não apenas os valores referentes à faculdade, mas também outras despesas suas durante o curso.

7. Planejamento

Independentemente de qual dessas dicas você buscará aplicar para entrar e manter os pagamentos de sua faculdade, este último item será essencial para o seu sucesso. É preciso planejar-se.

Um erro comum entre os jovens, e o principal causador da evasão no ensino superior, é a falta de planejamento para lidar com as mensalidades dos cursos.

Coloque todos os seus gastos no papel, economize e corte supérfluos para alcançar o seu objetivo. No início é difícil controlar os gastos e manter o foco, mas a recompensa chegará. E quando você receber o canudo na formatura, tudo terá valido a pena.

Esperamos que essas dicas de como pagar a faculdade possam ser úteis para você. Temos a certeza de que se aplicá-las, poderá alcançar o sonho de se formar na faculdade sem nenhum pesadelo.

Quer se manter informado com mais conteúdos incríveis como este? Então assine agora mesmo nossa newsletter e não perca mais nenhuma publicação!

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!