Como fazer um planejamento financeiro para continuar os estudos

Um bom planejamento financeiro é fundamental para quem já está no mercado de trabalho e pretende continuar os estudos. Investir em uma pós-graduação (...)

Autor: Rogério Ramalho

Um bom planejamento financeiro é fundamental para quem já está no mercado de trabalho e pretende continuar os estudos. Investir em uma pós-graduação pode fazer com que o profissional alcance mais desenvolvimento na carreira. Porém, é necessário se planejar para que o curso não se torne fonte de dívidas no futuro.
Quem pretende pagar as mensalidades da faculdade com tranquilidade precisa tomar alguns cuidados. Com um planejamento financeiro adequado e mudanças simples de hábitos de consumo é possível dar um upgrade no currículo, e adequar-se a essa nova realidade não precisa ser uma tarefa difícil.
Tem dúvidas sobre como se planejar financeiramente para garantir a continuidade dos seus estudos? Continue lendo este post de hoje e aprenda a montar um planejamento financeiro eficiente!

Monte uma planilha para controle e planejamento financeiro

Anotar todos os gastos é o primeiro passo para montar um planejamento financeiro. Comece fazendo uma distinção entre gastos fixos e variáveis. Os especialistas classificam como gastos fixos aqueles previsíveis, como aluguel, conta de celular, gastos com transporte e alimentação.
Em outra coluna da planilha é aconselhável anotar todos os gastos que podem variar durante o mês. Gastos com lazer e até mesmo os imprevistos devem ser anotados. Mesmo o que parecer ser um gasto aleatório deve ser anotado.
Observe a variação dos seus gastos. O aconselhável é fazer um acompanhamento, no mínimo, mensal. Ao controlar as variáveis envolvidas no seu controle financeiro é possível se planejar para realizar os seus objetivos.
Não se esqueça de colocar na conta todos os recursos disponíveis. Mantenha atenção a todas as entradas de dinheiro em um determinado período de tempo. Inclua os recursos de todos os familiares nessa coluna. Não se esqueça de possíveis rendimentos provenientes de investimentos financeiros, heranças ou aluguel de um imóvel.
Ao terminar de listar todas as suas despesas, relacione as duas colunas e faça as contas. Elas precisam fechar! Gastos como aluguel e mensalidade de escolas ou cursos normalmente não podem ser alterados. Porém, gastos com supermercado e supérfluos podem ser minimizados com alterações simples no seu estilo de vida.
A disciplina é fundamental para manter a saúde financeira. São as nossas ações que determinam os nossos resultados. Nesse contexto, fique atento aos seguintes pontos para iniciar o seu planejamento financeiro:

  • avalie quais são os seus objetivos de vida;
  • faça escolhas conscientes;
  • pesquise sempre e aprenda a comprar;
  • evite desperdícios;
  • reveja as suas necessidades;
  • reavalie as suas prioridades.

Crie metas tangíveis para o cumprimento dos seus objetivos

O planejamento financeiro permite um maior controle de gastos. Porém, esse controle sem uma meta tangível pode fazer com que as ações não surtam efeito em um primeiro momento.
Estabelecer metas aproxima os resultados. Com uma planilha bem formatada e acompanhamento mensal será possível mensurar melhor os resultados relacionados ao que se deseja cumprir.
Lembre-se que o estabelecimento de metas e de um tempo para o cumprimento delas são apenas os primeiros passos de um planejamento financeiro.

Elabore um plano de ação

Após definir os seus objetivos e anotar todas as suas entradas e saídas de dinheiro, elabore um plano de ação. É fundamental reforçar que toda ação venha acompanhada de um planejamento consciente.
Em um plano de ação você será capaz de listar todas as ações necessárias para alcançar os seus objetivos. É nesse documento que você vai listar, por exemplo, a sua pós-graduação e, da mesma forma que um plano de disciplinas necessárias para a conclusão do curso, serão definidos os recursos necessários para o pagamento das mensalidades.
O plano de ação deve conter as seguintes bases:

Lista de objetivos

Você deve listar objetivamente o seu propósito principal em um primeiro campo. Caso o seu objetivo seja cursar uma pós-graduação, escreva neste campo.

Razão de ser

Aqui você deve colocar a motivação para o seu objetivo. Por que você deseja voltar para a faculdade? A motivação deve ser pessoal e neste campo você deve ser o mais sincero possível.

Quem é o responsável pelo cumprimento do seu objetivo?

Aqui você deve listar os responsáveis pelos objetivos listados. A responsabilidade é atribuída de acordo com o grau de comprometimento do objetivo final.

Quando o seu objetivo será finalizado?

Um prazo para a conclusão do objetivo final é fundamental. Como já foi falado, é muito importante estabelecer metas tangíveis de acordo com o tempo disponível para cada ação. Seja sincero e realista. Procure não estender os seus prazos de forma ilusória, mas sempre considere os imprevistos para determinar uma data de conclusão das suas ações.

Como será executado?

Agora chegou a hora de listar os meios e os métodos para a conclusão dos objetivos listados. Uma metodologia é importante para a conclusão de qualquer ação. A partir de um método você será capaz de estabelecer uma rotina.
Liste todas as fases necessárias para o cumprimento das suas ações. Lembre-se das variáveis necessárias para que cada etapa seja finalizada. O seu plano de ação poderá ser modificado de acordo com as suas necessidades ao longo do percurso. Mas ao estabelecer uma metodologia fica mais fácil saber onde estão os erros e definir os passos para novos hábitos.

Quanto vai custar?

Por mais que você tenha os custos bem claros e mesmo que os altos valores possam te assustar, anote o custo final dos seus objetivos. Somente uma visão realista dos custos vai te ajudar a seguir os passos necessários para o cumprimento do que foi planejado.
Ao definir o seu plano de ação é importante ser realista. Mesmo que você seja uma pessoa muito otimista é importante manter os pés no chão na hora de elaborar um plano de ação. Comece o seu planejamento financeiro até mesmo um pouco pessimista e entenda que muitas variáveis não dependem exclusivamente de você.
Infelizmente vivemos em um país de economia flutuante. Mesmo mantendo uma atenção constante ao controle de gastos, estamos sujeitos a decisões políticas e um controle econômico externo que podem alterar todo o nosso planejamento em instantes.
Agora que você aprendeu um pouco sobre planejamento financeiro, coloque-o em prática e esteja preparado para continuar seus estudos e conquistar mais habilidades profissionais.
Gostou do conteúdo? Assine a nossa newsletter e receba mais informações sobre qualificação profissional diretamente em seu e-mail!

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!