Business Intelligence: o que é e como pode impactar a sua carreira?

Autor: Bruno Silva Saes

O profissional de tecnologia da informação (TI) encontra diversas oportunidades diante do campo de Inteligência de Negócios (Business Intelligence — BI), uma área que tem ganhado relevância no mundo empresarial. Estima-se que esse mercado chegue a US$147,19 bilhões em 2025. Para se ter uma noção, em 2016, era avaliado em US$17,15 bilhões, o que significa um crescimento de mais de 850%.
Com esse aumento na procura por BI, a tendência é que surjam novas oportunidades de trabalho ligadas a essa tecnologia. Neste artigo, você encontrará informações sobre por que isso acontece e o perfil do profissional que atua com essa solução. Portanto, continue lendo e veja o que preparamos!

O surgimento do Business Intelligence

O conceito de Business Intelligence vem sendo abordado ao longo do século XX, com menções a ele desde 1865. Nesse ano, Richard Millar Devens usou o termo em uma obra de anedotas comerciais e de negócios, referindo-se a um banqueiro, Sir Henry Furnese, que utilizou informações do mercado antes que seus concorrentes e lucrou no processo.
Durante o século XX, muitas tecnologias precursoras ou com alguma ligação com o BI atual foram desenvolvidas, como o Decision Support Systems (DSS). Esse foi o primeiro sistema de gestão de banco de dados a ser feito, do qual pode ter evoluído o sistema BI como se conhece hoje. Para atuar com ele, foram desenvolvidos outras tecnologias, como:

  • sistemas de informações executivas;
  • data warehouses (armazém de dados), que servem como depósito de informações digitais detalhadas, relacionadas a uma empresa;
  • sistema Online Analytical Processing (OLAP) — baseando na linguagem SQL, esse programa possibilitava analisar dados de distintas fontes, entregando múltiplas perspectivas. Atualmente, utilizam-se outras soluções em seu lugar, como as baseadas em NoSQL, embora ainda possa ser encontrado acoplado a essas tecnologias.

Hoje em dia, as soluções de BI evoluíram e estão mais completas. Muitas vezes, são usadas em conjunto com ferramentas de Big Data, que têm capacidade de analisar um gigantesco volume de dados. Isso otimiza o trabalho de um sistema de Business Intelligence, pois ele consegue obter informações de maior qualidade.

O BI e o mundo corporativo

O Business Intelligence, de maneira geral, envolve técnicas, processos e ferramentas tecnológicas que conseguem informações importantes para o negócio a partir de conjunto de dados maiores, que podem não aparentar relevância para a empresa.
Uma solução de BI processa, interpreta e fornece análises sobre os dados coletados. O resultado ajuda no gerenciamento da organização, pois contribui para a tomada de decisão e possibilita mapear oportunidades.
Ele é usado para melhorar a performance de uma empresa, pois permite:

  • elaborar um planejamento estratégico para a operação;
  • conferir maior rapidez à tomada de decisão;
  • identificar tendências;
  • descobrir perfis de consumidores que mais compram com a empresa;
  • verificar períodos de compras de determinados clientes;
  • desenvolver e lançar mercadorias;
  • encontrar perdas;
  • analisar comportamento de consumidores;
  • avaliar interações nas redes sociais da empresa;
  • prover apoio para campanhas de marketing;
  • gerar análises competitivas, entre outras finalidades.

O profissional de BI

Para que as empresas consigam implementar BI em suas operações, são necessárias técnicas, estratégias e metodologias ligadas a esse campo — além de tecnologias eficientes para que a inteligência de negócios possa ser desenvolvida. Isso envolve não somente software, mas hardware, pois elas demandam grande capacidade de processamento computacional para que as soluções de BI trabalhem bem.
Para gerir esses ativos, torna-se fundamental contar com profissionais da área de tecnologia da informação que tenham know-how em Business Intelligence. O mesmo vale para colaboradores de outros departamentos, como marketing, comercial e administração. Quanto mais colaboradores familiarizados em BI, maiores as chances de a empresa conseguir dados valiosos por intermédio da solução e empregá-los adequadamente.

Quais as possibilidades de carreira?

O profissional pode começar na área como estagiário ou analista de BI, em nível júnior e, com o tempo, tornar-se sênior. Além disso, é possível progredir para cargos de especialista, coordenador e gerente, o que demonstra que a carreira em tecnologia BI é semelhante a outras da área de TI, com a peculiaridade de ser focada em inteligência de negócios.
O profissional terá contato com funcionários de outras áreas, como de finanças, vendas e marketing, para os quais fornecerá informações de BI. Ele também orientará seus colegas para que, juntos, consigam alimentar a ferramenta com maior precisão. O profissional de Inteligência de Negócios também poderá atuar com um cientista de dados (Data Scientist).

Qual o perfil do profissional de Business Intelligence e as competências exigidas?

É importante que o profissional de BI se dedique a essa área. Nela, ele terá uma abordagem analítica e técnica. Também precisa acompanhar tendências voltadas a essa tecnologia, verificando se as novidades podem ser empregadas na empresa.
Além disso, precisa estar sintonizado com outros departamentos do negócio, para orientar o sistema a obter dados úteis para eles. De preferência, recomenda-se que aprenda um pouco sobre as áreas com as quais atuará.
É indicado que ele desenvolva pensamento estratégico, visão do todo empresarial e raciocínio lógico relacionado a negócios, a fim de conseguir atuar com a solução de BI da maneira mais benéfica possível para a organização.
Ele também precisa ser comprometido e focado, pois erros na alimentação do sistema de Business Intelligence ou demora na hora de configurá-lo são prejudiciais aos resultados da ferramenta. Nesse caso, pode haver oportunidades perdidas, gastos extras ou ações mal planejadas que tiveram por base esses resultados.

Como se tornar um profissional de BI

O profissional de TI que deseja atuar com BI pode procurar treinamentos em softwares usados na área para aprender a trabalhar com eles. Além disso, deve buscar uma pós-graduação na área. Atualmente, existem muitos cursos voltados a campos que atuam com dados dentro da TI, como pós-graduação em data center e em Big Data (Data Science). Inclusive, há a própria pós-graduação em Business Intelligence, que permite uma especialização mais abrangente.
Business Intelligence é um campo que ajuda as empresas a melhorarem suas operações, além de indicar potenciais nichos de negócios. Os trabalhadores que atuam nesse campo trabalham de modo a contribuir para que esses propósitos sejam alcançados, o que faz deles profissionais importantes e valiosos para as organizações.
Pretende seguir uma profissão no setor de tecnologia ou empreender nele? Baixe nosso guia completo de carreira na área de tecnologia e aprenda mais sobre algumas das opções mais promissoras desse campo.

1 Comentário

    Deixe o seu comentário!

    Não perca nenhum post!