Aprenda de uma vez por todas como escolher a faculdade certa

Uma dúvida comum para muitos jovens que acabaram de concluir o ensino médio é como escolher a faculdade mais adequada. Selecionar uma instituição de (...)

Autor: Rogério Ramalho

Uma dúvida comum para muitos jovens que acabaram de concluir o ensino médio é como escolher a faculdade mais adequada. Selecionar uma instituição de ensino qualificada significa ter a garantia de uma boa formação e de uma carreira profissional promissora.
Por isso, a pressão dos pais, dos amigos e da sociedade de forma geral para que o jovem escolha uma profissão e em qual faculdade ele vai estudar pode levar muitos à beira do pânico. Somam-se a isso a ansiedade de passar no vestibular, as incertezas relacionadas à inserção numa determinada área e questões do tipo se você, como estudante, conseguirá concluir o curso.
Atualmente, há 2.407 instituições de ensino superior em todo o Brasil. Entre elas, 88% são faculdades, 7% centros universitários e 4% universidades. Os dados são do Censo da Educação Superior de 2016, realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. A pesquisa mostra ainda que existem 34.366 cursos de graduação sendo ofertados para mais de 8 milhões de estudantes.
Nesse universo de instituições, de cursos e de alunos, para muitos, fazer uma boa escolha é um desafio. A seleção entre várias instituições pode definir o futuro profissional de uma pessoa, portanto, definitivamente, não é algo que possa ser feito sem pensar. A boa notícia é que, com os modernos meios de comunicação e com mais informações disponíveis, ficou mais fácil eleger a melhor opção.
Neste artigo, confira o que deve ser levado em consideração para que você aprenda, de uma vez por todas, como escolher a faculdade certa para a sua realidade. Vamos lá?

Por que escolher uma boa faculdade?

Escolher o que estudar e onde estudar é uma decisão importante que, muitas vezes, tem a capacidade de mudar uma vida. Afinal, estudar é um investimento no futuro. Além de dinheiro, tempo considerável será aplicado. Por isso, quando se trata de fazer uma boa escolha, vale a pena fazer a lição de casa.
Um diploma de ensino superior é muito mais do que um item estético no seu currículo. A experiência universitária, entre outros aspectos, proporciona a obtenção de aprendizado, de habilidades e de confiança, contribuindo para a pessoa crescer pessoal e profissionalmente. A faculdade abre uma série de novas oportunidades e permite que o aluno atue ativamente em seu futuro.
Diante da demanda por profissionais com ensino superior, muitas empresas oferecem vagas até mesmo para aqueles que ainda estão em formação. Portanto, uma faculdade pode ajudar a entrar no mercado de trabalho mais rápido, ajudando a ganhar dinheiro em vez de apenas gastá-lo pagando mensalidades.
Entretanto, nunca se deve escolher uma faculdade apenas pela sua marca. Se você sabe exatamente o que quer fazer depois de se formar, selecionar uma boa instituição pode melhorar significativamente suas perspectivas de emprego ao mesmo tempo em que vai lhe propiciar a obtenção de competências e de conhecimentos profissionais relevantes para sua futura carreira.
Quando você escolhe uma faculdade é parecido com o que acontece quando opta por uma casa. Você precisa gostar do ambiente em que está, curtir as pessoas ao seu redor e ser capaz de viver lá durante alguns anos da sua vida. Embora a maioria dos estudantes não se preocupe com essa parte, é uma das questões mais vitais para você ser bem-sucedido no processo de como escolher a faculdade.
Independentemente do porte ou se a faculdade é mais ou menos conhecida, todas são dignas de atenção. Seja qual for a opção escolhida, o estudante deverá poder contar com uma estrutura que fortaleça sua confiança e o prepare para tomar decisões sobre sua educação e seu futuro.

O que levar em consideração na hora da escolha?

Se já sabe o que deseja estudar, certifique-se de que a faculdade esteja disposta a falar com você, como um estudante em potencial, e a fazê-lo se sentir acolhido. Além disso, é necessário verificar se os recursos de uma faculdade estarão sempre disponíveis para você, pois alguns deles são fundamentais.
Mas, por onde começar? Como saber qual a instituição certa para você? E com tantas opções, como você se certifica de que está fazendo a escolha correta? Para responder essas perguntas, apresentamos um guia simples dos principais pontos que merecem sua atenção. Então, pense nele como um checklist que vai ajudá-lo a alcançar o sucesso!

Infraestrutura

Sem dúvida, esse é um dos principais fatores ao escolher uma faculdade. A infraestrutura de uma instituição não significa apenas um prédio com uma boa arquitetura. Nesse quesito, inclui-se também uma equipe capacitada para dar suporte e gerenciar toda essa infraestrutura.
Por isso, é interessante visitar o local presencialmente para conhecer o aspecto e o funcionamento das salas e dos laboratórios. Também é preciso estar atento à climatização das salas e de outros ambientes da instituição, principalmente naquelas regiões mais frias ou mais quentes do país.
Nos dias atuais, uma boa faculdade precisa oferecer uma internet eficiente aos seus alunos, com uma largura de banda compatível com seu número de estudantes. Além disso, é importante possuir uma biblioteca com um acervo considerável, tanto em termos de livros quanto de assinatura de periódicos, de jornais e de revistas. Outros recursos importantes são palestras, congressos e eventos culturais.
Nem sempre as grandes universidades garantem uma boa qualidade de ensino. As faculdades maiores tendem a ter mais aulas em grandes auditórios, dando ao aluno menos chance de se aproximar do seu professor e de tirar as suas principais dúvidas.
A localização também desempenha um papel muito importante. Se a faculdade possuir mais de um campus, a localização dos cursos pode variar. Com isso, é preciso verificar a disponibilidade de transportes públicos e o acesso para automóveis, motos e afins, além do tempo de translado da sua residência/trabalho até a instituição.
Caso uma faculdade local não tenha o seu curso pretendido, pense na possibilidade de escolher uma instituição em outra região, cidade ou mesmo estado. Ao invés de escolher um curso apenas pela sua conveniência, pense na possibilidade de explorar novos lugares. A diversidade cultural conquistada quando saímos de nossa zona de conforto é um aprendizado que você carrega por toda a vida.
Quanto ao site institucional, fique atento se as informações fornecidas estão completas ou se pode haver exageros. Na dúvida, entre em contato com a secretaria e/ou com professores para sanar todas as suas questões.

Tecnologia

Hoje em dia, os melhores cursos são equipados com uma ampla variedade de recursos tecnológicos, serviços e ferramentas de apoio para estudantes. A importância da tecnologia digital na educação é inegável e vai muito além das aulas expositivas. Os alunos devem poder acessar materiais didáticos e recursos adicionais adaptados às suas necessidades e aos seus interesse de acordo com sua conveniência.
Dessa forma, frequentar uma instituição de ensino bem equipada pode mudar a vida profissional de qualquer estudante. Não considerar que as pessoas de hoje usam smartphones e notebooks e adotar somente métodos de ensino tradicionais é um erro gravíssimo para qualquer instituição.
À medida que a tecnologia digital evolui, mais possibilidades se abrem para atrair, educar, conectar e envolver os alunos. Dessa forma, é importante que a faculdade tenha um sistema de processos automatizado, integrado entre os vários departamentos da instituição. A forma de gestão pode ser o diferencial na vida profissional e acadêmica daqueles que por ela passam.
A comunicação entre aluno e professor também é fundamental no processo de aprendizagem. Com um sistema online, o estudante pode, por exemplo, enviar dúvidas que não foram esclarecidas durante uma aula. Com um software de automação há também um maior controle de informações, possibilitando todo um suporte por trás de cada estudante e viabilizando o estudo de maneira eficiente e organizada.
Os professores precisam ainda monitorar o progresso de cada aluno e gerenciar suas tarefas pedagógicas de forma online. Além disso, a secretaria também deve automatizar diversas solicitações, eventos e outros processos tradicionalmente manuais, oferecendo agilidade e eficiência no atendimento ao estudante.

Professores

Quesito muitas vezes ignorado pelos estudantes, o corpo docente também é um componente crucial ao escolher a faculdade. Quando se visita uma faculdade, é importante procurar mais informações sobre o número de professores que trabalham em tempo integral e quem é membro parcial ou adjunto.
Da mesma maneira, é relevante pesquisar sobre as qualificações profissionais dos docentes, quantos são doutores e em quais universidades eles se formaram. Se uma parcela considerável da instituição apresenta graduações elevadas, então isso deve ser um ponto positivo para ela. Significa que a faculdade é capaz de manter um corpo docente qualificado para manter um ensino de qualidade para os seus alunos.
As pesquisas realizadas por um determinado departamento também devem ser observadas durante o julgamento da qualidade do quadro de professores. Quanto melhor a faculdade, maior será o índice de produtividade científica associado às áreas de pesquisa e de extensão universitária.
A prática da pesquisa mantém uma atualização constante dos professores em suas respectivas áreas e torna-os mais aptos para compreender melhor os assuntos nos quais são especialistas. Esses indicadores de desempenho institucional podem ser consultados em relatórios publicados pela própria instituição ou por fontes independentes, como o INEP.
Outro bom indicador é quando os projetos de pesquisa e de desenvolvimento de inovações tecnológicas são patrocinados por empresas privadas e agências de financiamento governamentais, como o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), as Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPS), entre outros.

Prática profissional

Além da carga teórica, é importante que a faculdade ofereça atividades práticas para seus alunos, preparando-os para a rotina de trabalho que eles encontrarão no universo corporativo. Em um mundo cada vez mais competitivo, exigente e mutável, um estudante acostumado com a prática profissional pode fazer toda a diferença na hora de conseguir um bom emprego.
As aulas práticas servem como um agregador de conhecimentos para as aulas teóricas, aumentando a vivência e, por consequência, a fixação das informações. A prática não inclui apenas atividades em laboratórios, mas também tarefas em sala de aula e fora dela.
Isso ajuda o futuro profissional a desenvolver seu poder de reflexão e de construção de ideias, além de contribuir para que ele tenha conhecimento para realizar diversos processos. Portanto, sempre verifique se existe um planejamento para o uso de laboratórios, de equipamentos e de outros recursos da faculdade.
Estágios, trabalhos voluntários e grupos de pesquisa são ferramentas igualmente imprescindíveis em uma faculdade para a formação profissional, pois, além de auxiliarem o estudante a ter uma noção mais clara do que esperar no mercado de trabalho, garantem a aplicação em prática dos conhecimentos adquiridos.
Lembrando ainda que muitas instituições oferecem bolsas para estudante em troca de estágios na própria instituição, o que pode ser uma oportunidade para economizar dinheiro e começar a trabalhar na sua área de interesse.

Matriz curricular

Veja o currículo do curso de interesse e procure saber quantas e quais são as disciplinas ofertadas. Nem sempre ter cursos com muitas disciplinas obrigatórias faz uma faculdade ser melhor.
Menos disciplinas pode ser uma oportunidade para o aluno aprender mais profundamente sobre determinados temas. Se você olhar para exemplos internacionais, como o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), por exemplo, perceberá que ele exige apenas 32 matérias como requisito para obtenção do diploma.
No Brasil, os cursos de graduação devem ter a duração mínima de 3 anos. A carga horária varia bastante de acordo com a área escolhida. Enquanto cursos como Ciências Sociais apresentam uma carga de 2.400 horas, Medicina pode ultrapassar as 7.200.
Certamente, há exceções dentro dessa tendência de cursos com mais disciplinas. Contudo, no geral, se as faculdades tentam ensinar muito, poderão contribuir para tornar o aluno em um profissional mais generalista e menos especialista. Dessa forma, dependendo do grau de especialidade que você pretende ter para se inserir no mercado de trabalho, é pertinente ficar atento ao número de disciplinas do curso escolhido.
Além das matérias obrigatórias para a graduação, também é importante verificar as opções eletivas. Elas podem dar maior flexibilidade para os alunos aprenderem temas de interesse e que ajudarão a potencializar sua prática profissional no futuro.

Certificações

Antes de bater o martelo, não esqueça de procurar no site do Ministério da Educação (MEC) mais dados sobre a instituição escolhida. Nele, você poderá conseguir informações detalhadas sobre cada um dos cursos ofertados, tais como se eles estão credenciados e se são formalmente reconhecidos pelo MEC.
No mesmo endereço digital, é possível consultar também o Índice Geral de Cursos (IGC), uma nota que avalia a qualidade do curso e da faculdade em questão. Essa avaliação varia entre 1 e 5, sendo aqueles acima de 3 considerados satisfatórios. Existe ainda o Conceito Preliminar do Curso (CPC), que da mesma maneira varia de 1 a 5.
Além disso, é possível recorrer ao Ranking Universitário Folha, produzido pelo jornal Folha de São Paulo, que avalia instituições a partir de vários indicadores, como pesquisa, mercado e inovação. Com eles é possível saber se uma faculdade é boa ou ruim de acordo com necessidades e exigências do mercado de trabalho.
Apesar das universidades estaduais e federais serem mais prestigiadas nesses rankings, muitas faculdades privadas têm começado a conquistar espaço e serem mais bem aceitas pelas empresas na hora de escolher um candidato.

A faculdade de formação influencia na hora de encontrar um emprego?

Ter um diploma universitário é um passo importante, tanto pessoal quanto profissional. Quando um estudante considera os benefícios financeiros, sociais e culturais do ensino superior, é fácil ver como um diploma pode fazer uma grande diferença em sua carreira no mercado de trabalho.
Para muitos indivíduos que retornam à faculdade, a chance de ganhar mais dinheiro é um grande incentivo. Claro que o potencial de ganhos varia de acordo com campo e carreira específicos, mas uma qualificação universitária torna qualquer candidato mais atraente aos olhos dos futuros empregadores.
Quem tem um diploma acadêmico demonstra que, entre outros fatores, sabe o que quer, tem habilidade e motivação para aprender em um nível superior e possui capacidade de dedicação para concluir um curso.
Para aqueles que só possuem diploma do ensino médio, as oportunidades de emprego vêm continuamente se estreitando. Por outro lado, os graduados de uma faculdade possuem habilidades que os qualificam para uma ampla gama de carreiras em ascensão e que sofre de falta de mão de obra especializada no mercado.
O ensino superior permite que o estudante se aprimore, desenvolvendo novos interesses, aprendendo competências e conhecendo pessoas. Por conta disso, nunca é tarde para voltar a estudar. Trabalho, família, contas a pagar e outras responsabilidades não são mais desculpas para não voltar à sala de aula.
Cada vez mais, as faculdades não são apenas para jovens que acabaram de concluir o ensino médio. Elas também estão repletas de indivíduos em diferentes fases da vida. Onde quer que você esteja em sua jornada, sempre está em tempo de aperfeiçoar suas habilidades profissionais e seus conhecimentos por meio de uma boa educação universitária.

Qual a relação entre a escolha da faculdade e o sucesso profissional?

Se você concluiu o ensino médio, é muito provável que seu principal objetivo seja simplesmente obter uma qualificação que o ajudará a iniciar sua carreira e conseguir um primeiro emprego. Agora, se você já é um profissional atuante no mercado, sua meta pode ser um diploma que vai ajudá-lo a obter uma promoção ou uma especialização em um novo campo de trabalho.
Saber o propósito de seus estudos é realmente significativo. Isso o ajudará a manter-se focado na sua busca pela faculdade ideal. Para os mais diversos tipos de alunos, uma boa faculdade deve oferecer uma ampla variedade de opções, desde os cursos técnicos, passando pelos de graduação e até chegar na pós-graduação.
Opções flexíveis de estudo também permitem que o estudante escolha como e quando aprender. Essas alternativas incluem grades em tempo integral ou parcial, ensino a distância e aprendizagem online, aprendizagem baseada no trabalho e opções de estudo no exterior.
Destacar no currículo uma formação no ensino superior, em uma faculdade de renome, é um ponto bem avaliado durante uma entrevista de emprego. Além de melhores vagas e condições de trabalho, ter um diploma é uma forma de aumentar a remuneração e de conseguir mais oportunidade de crescimento profissional.
Em muitas carreiras, o caminho habitual envolve uma qualificação ao se fazer uma pós-graduação profissional. No entanto, nos últimos anos, as rotas de carreira se diversificaram para que você possa inserir essas especializações em uma série de profissões do cotidiano. Portanto, caso esteja pensando em estudar mais para crescer em uma determinada área, pesquise todas as opções possíveis antes de escolher o que é melhor para você.

Deve-se escolher uma boa faculdade para fazer uma pós-graduação?

Muitas empresas têm procurado profissionais com competências bastante específicas para compor seu quadro de colaboradores. Por isso, aqueles estudantes que apostam numa pós-graduação voltada para áreas como gestão de tecnologias da informação, habilidades de comunicação, trabalho em equipe ou resolução de problemas, por exemplo, serão os mais disputados e provavelmente não ficarão desempregados por muito tempo.
Se a escolha da faculdade for certeira, você também terá a oportunidade de conhecer novas pessoas. Esse networking é fundamental para aumentar sua carga cultural, melhorar sua capacidade de inovar ao resolver problemas e, até mesmo, conseguir uma indicação para uma vaga de emprego mais vantajosa.
Esses contatos não só oferecem experiência prática em sua carreira em potencial, como também permitem que você comece a construir uma ampla rede de contatos. Você se beneficiará de relacionamentos profissionais que podem ajudá-lo a trabalhar em cooperativas, encontrar estágios, conseguir oportunidades de trabalho em instituições, formar parcerias de trabalho após a formatura, entre diversas outras variáveis.
Caso esteja em dúvida entre duas faculdades que contêm infraestruturas parecidas, a escolha final é meramente estética. No final, você vai eleger o lugar no qual se sentirá mais confortável e capaz de utilizar os recursos fornecidos.
De qualquer forma, lembre-se que a educação não é algo que uma faculdade faz pela pessoa. É algo que se faz por si mesmo. As faculdades existem para oferecer recursos e dispositivos para que os alunos moldem suas próprias carreiras.
Se o aluno está em dúvida entre duas instituições aproximadamente comparáveis, qualquer que seja sua escolha, ele encontrará todas as ferramentas que precisa para obter uma educação de qualidade. O mais importante é que você, como estudante, esteja ativamente envolvido no seu processo de aprendizagem, aproveitando ao máximo o que a instituição tem a oferecer.
Ler este artigo até aqui é um sinal de que você preza pela sua educação e está preocupado em como escolher a faculdade certa. Logo, esse é um ótimo indicador de que você tem o compromisso necessário para atingir o sucesso em sua carreira profissional!
Quer conhecer mais sobre a Faculdade Impacta e tudo que ela tem a oferecer para você? Entre em contato com nossa equipe e tire todas as suas dúvidas!

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!