Aplicações da nanotecnologia: veja os impactos na indústria

Nanotecnologia é um setor da ciência que está relacionado à modificação de elementos já conhecidos da tradicional tabela periódica, como silício, (...)

Autor: Redação Impacta

A nanociência permite desenvolver novos materiais em escala nanométrica para a indústria. O impacto desse conhecimento no mercado profissional está impulsionando diversos setores da economia, como energia, construção civil, química, agronegócio, produção mineral, biomedicina, eletroeletrônica, entre outros. Por isso, é importante conhecer as aplicações da nanotecnologia.
Essa área é multidisciplinar e envolve conhecimentos de Química, Física, Matemática, Ciência da Computação, Eletrônica, Materiais, Biologia e Engenharias. A multidisciplinaridade é muito relevante nesse contexto, pois capacita os profissionais da indústria a compreenderem o papel e o potencial da nanotecnologia em seu setor de atuação.
Pensando na importância do assunto, preparamos este artigo para você conhecer as aplicações da nanotecnologia e entender como é o mercado de trabalho na área para se tornar um profissional de sucesso. Boa leitura!

O que é nanotecnologia?

Nanotecnologia é um setor da ciência que está relacionado à modificação de elementos já conhecidos da tradicional tabela periódica, como silício, carbono, ouro, prata e fósforo. Essa manipulação ocorre em uma pequena dimensão, cerca de 1 bilhão de vezes menor que o metro.
Nessa grandeza, chamada de escala nanométrica, os átomos têm comportamento diferente e podem apresentar novas propriedades, como:

  • podem se tornar mais maleáveis ou mais resistentes;
  • passam a conduzir eletricidade e calor;
  • ficam mais reativos;
  • mudam de cor;
  • entre diversos outros fenômenos.

Quando um material é reduzido a uma escala nano, o número de átomos presentes nele também diminui. Dessa forma, materiais nanoestruturados têm suas superfícies de reação muito maior que seus volumes. Com isso, as interações átomo a átomo são maiores, tanto entre si quanto com o resto do sistema, o que permite a modificação de suas propriedades.
A partir dessa perspectiva, a ciência começou a desenvolver novos produtos, que estão causando impactos significativos na nossa rotina. As aplicações da nanotecnologia deixaram de ser restritas aos laboratórios e ganharam utilizações práticas em nosso dia a dia. Com isso, essa tecnologia é cada vez mais usada em diversos setores da indústria, além de estudos da Química, Física, Biologia e Medicina.

Quais são as aplicações em nanotecnologia na indústria?

Muitos produtos nanotecnológicos já estão presentes nas nossas vidas, tais como sprays para pintura automotiva que evitam que o carro seja arranhado, shampoos com partículas que aderem melhor aos cabelos, medicamentos unidos a nanopolímeros para elevar sua eficácia e reduzir a quantidade ingerida, entre outros.
O benefício e as aplicações da nanotecnologia na indústria são inúmeros e fazem dessa tecnologia a precursora da próxima revolução industrial. Conheça algumas utilizações nas principais áreas.

Vestuário

A nanotecnologia é muito útil e aplicada no segmento têxtil. Nessa área, ocorre a fusão entre os elementos nanoeletrônicos e os materiais comumente utilizados na fabricação dos tecidos. A modificação da estrutura química, que pode transformar também o estado físico, contribui para criar uma nova função às roupas.
Roupas inteligentes, desenvolvidas à base de nanotecnologias, podem ter várias características, como:

  • melhorar o equilíbrio térmico;
  • secar rapidamente;
  • bloquear raios UVA e UVB;
  • conduzir eletricidade;
  • evitar o crescimento de bactérias por meio de fios bacteriostáticos;
  • repelir líquidos para evitar roupas encharcadas em dias de chuva.

Com isso, a indústria pode oferecer tecidos impermeáveis e à prova de manchas. Outro ponto interessante é que roupas tratadas com nanopartículas podem identificar a existência de armas químicas e bloquear os poros do tecido de forma automática.

Energia

A nanotecnologia pode ser usada para revestir superfícies e gerar economia no uso de energia elétrica em sistemas de refrigeração — especialmente em estruturas complexas, como shoppings e edifícios comerciais.
Quando aplicadas, as nanopartículas formam uma membrana que reflete a radiação incidente e repele água, servindo como isolamento térmico. Isso resulta em menor uso de ar condicionado, maior conforto térmico no ambiente interno e menor custo de manutenção.
Outra boa opção para o setor é gerar e armazenar energia solar em moléculas dentro de moldes de nanotubos de carbono. Isso pode ser feito por longos períodos e por baixo custo.
Além disso, os nanotubos podem ser reutilizados sem emitir gases causadores do efeito estufa. Essa energia pode ser utilizada para esquentar a água, aquecer casas no inverno ou até para cozinhar.

Cosmético

Nessa área, a nanotecnologia permite criar pequenas partículas capazes de penetrar nas camadas mais profundas da pele. Elas contêm os princípios ativos do produto e potencializam seus efeitos, deixando a atuação do cosmético mais rápida e eficaz.
A tecnologia também está sendo aplicada na produção de perfumes, géis para cabelos, antitranspirantes, desodorantes, cremes para redução de olheiras, entre outros produtos.

Biomedicina

As características de alguns nanomateriais fazem com que eles sejam ideais para otimizar o diagnóstico precoce e melhorar o tratamento de doenças neurodegenerativas ou do câncer, por exemplo.
Em tratamentos médicos, essas substâncias são capazes de destruir células cancerígenas sem danificar as demais células saudáveis. Algumas nanopartículas também são usadas para melhorar produtos farmacêuticos, como os protetores solares.

Como é o mercado de trabalho em nanotecnologia?

As variações do mercado de trabalho ocorrem em função de fatores como estado geral da economia, desenvolvimento e descobertas de novas tecnologias, relevância de determinados temas estimulados e divulgados pelos canais de comunicação, número de profissionais formados e qualificados, entre outros.
No entanto, todos esses elementos dependem de contextos que podem se alterar em maior ou menor velocidade. Nesse cenário, a nanotecnologia é uma área de tecnologia de ponta que se desenvolve a cada ano.
Com isso, as empresas privadas e os órgãos públicos têm investido mais em pesquisas e desenvolvimento de produtos específicos, embora exijam altos custos de implantação e faltem profissionais qualificados no mercado.
Se você quer atuar na área, existem muitos cursos de pós-graduação e especialização espalhados pelo país. Por ter natureza multidisciplinar, ou seja, envolver diferentes áreas do conhecimento, é interessante realizar uma graduação em um curso de maior reconhecimento e voltado para tecnologia.
Isso permite que o profissional escolha uma área de atuação e faça uma posterior especialização no segmento da nanotecnologia.
As aplicações da nanotecnologia são diversas, mas ainda existem muitos desafios no setor, como os investimentos necessários para a análise e desenvolvimento de nanopartículas. Por isso, o mercado precisa de profissionais capacitados e preparados para atuar de forma ética e inovadora.
Gostou do assunto e quer receber mais conteúdos relevantes em primeira mão? Então, siga nossos perfis nas redes sociais! Estamos no Facebook, Instagram, LinkedIn, Twitter e YouTube!
[rock-convert-pdf id=”3680″]

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!