Ano de vestibular: como se preparar desde a inscrição até a prova?

O ano de vestibular é um período muito importante para os estudantes. Afinal, ao escolher o curso superior, é dado o primeiro passo para a vida adulta. (...)

Autor: Rogério Ramalho

O ano de vestibular é um período muito importante para os estudantes. Afinal, ao escolher o curso superior, é dado o primeiro passo para a vida adulta. Junto a essa escolha, é preciso definir qual carreira seguir e em que área se aprofundar — algumas das muitas escolhas que impactam sua carreira profissional.
Para concluir o Ensino Médio da melhor maneira, é preciso maior empenho e dedicação para conseguir resultados satisfatórios nas provas realizadas. A preparação e os estudos para as avaliações durante o ano são fatores fundamentais para o seu sucesso nos processos seletivos das universidades.
Fazer um plano de estudos e conferir os conteúdos exigidos nos vestibulares, assim como separar momentos para descansar, são alguns dos fatores que vão impactar diretamente no seu desempenho. É preciso se atentar a todos os pontos envolvidos, da inscrição até a prova, para conseguir colocar em prática a sua preparação ao longo dos anos.
Esse período costuma ser complicado e cansativo, mas estamos aqui para ajudar você. Preparamos este artigo com um passo a passo de como se preparar para as provas dos vestibulares para que você tenha sucesso e consiga alcançar todas os seus objetivos traçados. Confira!

Atente-se a todas as informações na hora da inscrição no vestibular

O minuto final antes do fechamento dos portões do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) se tornou uma piada entre os estudantes pelo Brasil. Jovens correndo desesperados para passar pelo portão principal do local da prova a tempo, para muitos, é algo engraçado.
O assunto, porém, é muito sério. Afinal, foram anos de dedicação e estudos para conseguir se capacitar o suficiente para realizar a prova do Enem e se inscrever nas principais universidades do país. E, tudo isso, jogado fora por conta de um atraso, seja por alguma desatenção ou algum imprevisto.
A ideia de repetir tudo o que foi feito durante o ano parece muito ruim, não é mesmo? Portanto, é fundamental ter atenção a todas as informações disponíveis na hora de se inscrever em algum vestibular, seja ele o Enem ou a prova de alguma universidade.
O primeiro passo é se atentar ao dia e ao horário da prova. Está marcada para um sábado ou um domingo? Na parte da manhã ou da tarde? É viável chegar a tempo, com calma e sem afobação, levando em consideração todo o caminho que precisa ser percorrido e o trânsito costumeiro para esse dia e horário na cidade da realização da prova.
O que acontece com muitos dos estudantes que se atrasam e perdem o horário da prova é se deslocarem em cima da hora, mesmo que isso signifique sair de uma cidade para outra. Por mais próximas que sejam, viagens mais longas, principalmente as que envolvem estradas e rodovias, aumentam as chances de atraso.
O local da prova, portanto, também precisa ser considerado. Quais são os meios de transporte disponíveis? Alguma via é alterada durante o final de semana? O ideal é, assim que souber onde a sua prova será realizada, fazer o trajeto para saber exatamente quanto tempo você vai levar e quais são as opções de transporte.
Teste diferentes opções e saia em horários diferentes, é importante conferir todas as possibilidades para que você domine aquele trajeto e o deslocamento não seja uma preocupação em um dia tão importante. Afinal, ninguém quer perder todo o esforço e dedicação por causa de uma rua fechada, não é?
Além das informações sobre o local e horário da prova, é importante se atentar ao conteúdo que vai ser cobrado na avaliação. É muito comum que o estudante se candidate a uma vaga em alguma universidade de outra cidade ou estado e, em alguns casos, conteúdos específicos sobre aquela região podem ser exigidos.
Outro ponto importante para ser levado em consideração na hora da inscrição do vestibular é o formato de avaliação da universidade escolhida. Apesar do Enem concentrar muitas das vagas disponíveis em diferentes cursos, muitas instituições ainda realizam as próprias avaliações e, assim, o desempenho pode ser analisado de diferentes formas.
As matérias específicas do seu curso valerão mais pontos do que as outras ou a pontuação funciona da mesma forma? Todos esses fatores também precisam ser considerados.

Faça um planejamento anual de todos os seus estudos

Com os assuntos externos definidos, em que você já sabe como chegar e a que horas sair para fazer a prova, o que é preciso levar e outras informações para não se complicar no dia da prova, é hora de se preparar para estudar.
Em ano de vestibular, é ainda mais essencial que você se organize para garantir que nenhum conteúdo importante fique de fora do seu plano de estudos e você consiga ter um bom rendimento, tanto no colégio quanto no vestibular.
Por isso, faça um planejamento anual de todos os seus estudos. Pode parecer complicado, certo? Mas vamos explicar quais passos seguir para garantir que todos os assuntos exigidos pelos vestibulares em que você tiver feito inscrição sejam do seu conhecimento no dia da prova. Confira!

Liste todo o conteúdo a ser estudado

É muito comum que os estudantes se inscrevam em diferentes vestibulares além do Enem, por exemplo. Por isso, para começar o seu planejamento anual de estudos, é importante pesquisar e destacar quais são os conteúdos cobrados pelas universidades nos processos seletivos em que você se inscreveu.
Como você já deve saber, algumas avaliações têm bibliografias específicas e é preciso estar atento a isso para não se surpreender no dia da prova. Além disso, muitos dos conteúdos, principalmente os temas mais gerais, são cobrados em diferentes vestibulares — o que vai facilitar o seu planejamento.
Portanto, separe todo o conteúdo exigido de todos os vestibulares em que você se inscreveu para começar a se organizar. Separe por matérias para ter um maior controle sobre o que você vai estudar e coloque prioridades em determinados assuntos.
Temas que são da área do curso escolhido por você e estão mais presentes na sua rotina de estudos podem ser tratados como prioridades no momento inicial. Porém, caso você tenha muitas dificuldades em matérias que não são sua especialidade, talvez seja mais importante priorizá-las e reforçar o aprendizado desses temas.

Planeje datas e limites

Após listar tudo o que você precisa estudar para o vestibular das diferentes universidades em que está inscrita (o), é hora de separar as datas no seu calendário. Separe por dia as matérias que você vai estudar, assim, você tem maior controle sobre o que você conseguiu desenvolver e o que atrasou, por exemplo.
Outro ponto importante é colocar limites para que você estude determinado conteúdo ou matérias. Tente não ultrapassar essas datas para que o seu planejamento não seja prejudicado como um todo.
É fundamental deixar algumas datas livres em seu calendário, mas, nesse caso, não para descansar, e sim para cobrir eventuais atrasos no seu planejamento. Afinal, por mais que imprevistos aconteçam, é importante ter um espaço reservado para que você tenha tempo suficiente para estudar um assunto que você não conseguiu na data inicial.
Um atraso pode desencadear em conteúdos que você não se aprofundou como deveria e, consequentemente, o seu desempenho pode ser prejudicado no dia da prova. Por isso, fique atento aos prazos estipulados em seu planejamento anual de estudos e se empenhe ao máximo para segui-los à risca.

Faça avaliações constantes

Muitos cursos e escolas já oferecem a realização dos famosos simulados. No entanto, é sempre bom complementar a avaliação quando estiver em casa. Reserve em seu calendário alguns dias para que você consiga realizar avaliações sobre temas específicos ou mesmo refazer as provas dos anos anteriores de algum vestibular que você se inscreveu, o que é uma ótima prática para entender o estilo de avaliação de cada universidade.
Além disso, durante os dias separados para o estudo das matérias, lembre-se de realizar exercícios sobre o assunto estudado para colocar em prática o que foi aprendido. Dessa forma, você ainda consegue identificar eventuais dificuldades que você tem em alguma matéria e pode aproveitar o resultado para reforçar o estudo em relação ao tema de um exercício específico.
Os exercícios são as técnicas mais eficazes para fixar o conteúdo estudado. Por isso, procure por apostilas extras, utilize aplicativos de estudo, peça recomendações para os seus professores ou mesmo exercícios específicos. Tudo para que você consiga praticar e, de fato, dominar os temas que podem surgir em uma prova.
Não se esqueça também das redações, que ganham cada vez mais importância dentro dos vestibulares, especialmente quando falamos sobre o Enem. Procure por temas que foram cobrados em outras edições do exame e tente escrever sobre temas diversos e pertinentes que podem ser cobrados na próxima avaliação.
Mas lembre-se: somente com a prática constante da escrita é que você vai conseguir um nível satisfatório de redação. Além disso, estudar assuntos atuais e importantes da nossa sociedade contribuem para que você tenha mais confiança na hora de escrever a redação no vestibular, já que, desse modo, terá mais conhecimentos gerais e poderá enriquecer o texto com informações relevantes.

Mantenha o foco nos estudos

Essa etapa talvez seja a mais difícil, afinal, estamos falando de um período muito importante da vida, pois o vestibular é um dos primeiros passos da longa caminhada no mercado de trabalho. As responsabilidades são muitas, especialmente para manter o foco nos estudos durante um longo período.
Resistir às diversas tentações, como festas e outros passeios, além de séries e filmes, não é tarefa das mais simples. Por isso, o primeiro ponto a se considerar é a possibilidade de estender o seu tempo no local de estudos. É muito mais fácil manter o foco nos estudos em um lugar adequado, estudando em algum espaço da biblioteca que esteja vago, por exemplo.
Dessa forma, você garante um maior rendimento durante os estudos, evitando distrações como o sofá da sala ou o videogame no seu quarto. Além disso, se você estiver na escola, por exemplo, pode conseguir falar facilmente com os professores, facilitando o contato para tirar uma dúvida ou pedir um conselho, por exemplo.
Sabemos que nem sempre é possível e prático estudar fora do horário de aula na sua escola. Por isso, quando estiver em casa para estudar, monte um ambiente que seja propício a isso, que não tenha muitas distrações e garanta que a sua concentração esteja 100% no conteúdo a ser aprendido.
Outra forma interessante para reforçar o aprendizado e sair da rotina de livros e apostilas é se reunir com alguns amigos e formar um grupo de estudos. Desta forma, você pode compartilhar suas dúvidas e conhecimentos, assim como aprender com o auxílio dos outros estudantes. Além disso, essa é uma maneira muito eficaz de sair da rotina tradicional de estudos e ainda conseguir ter um bom índice de produtividade.
Estudar por um ano inteiro é complicado, por isso, é essencial que você não sobrecarregue o seu corpo. Sim, estudar também cansa e, muitas vezes, ao forçar para resistir ao sono, por exemplo, você pode acabar se prejudicando.
Como falamos, ao montar o seu planejamento anual, você consegue distribuir melhor os dias e horários de estudo, garantindo que tenha acesso ao conteúdo exigido pelos vestibulares, mas também separando tempo para algumas boas horas de sono e, até mesmo, de lazer.
Nesse caso, a consistência é mais importante do que a intensidade. É preferível que você estude algumas horas após o colégio ao chegar em casa e sempre separe um tempo para relaxar e distrair a mente, do que levar o seu corpo ao limite e passar a madrugada estudando.
Assim, você pode prejudicar os próximos dias de estudo, o seu desempenho e a sua disposição não serão os mesmos para encarar a rotina puxada para os próximos meses. Portanto, foque nos estudos, siga o planejamento traçado no início do ano para conseguir estudar o máximo que puder do conteúdo exigido pelos vestibulares. Se você estipulou três horas de estudos aos sábados, por exemplo, siga à risca esse plano e evite sair dessa rotina.
Nessa etapa, não existe alguma dica muito direta ou necessária para que você consiga manter o foco nos estudos. O mais importante é entender as suas responsabilidades no dia a dia e o impacto que as suas decisões vão gerar no resultado final daquilo que você busca alcançar no ano de vestibular.
Se você traçou um planejamento e não conseguiu colocar em prática nos três primeiros meses, então talvez seja a hora de modificar o seu esquema e rotina de estudos. Afinal, cada estudante tem um tipo de processo para o aprendizado e é preciso encontrar o modelo que melhor se encaixe no seu perfil.
É bacana conhecer a rotina de outros colegas e amigos que também estão em ano de vestibular, mas não se cobre para seguir a rotina de outra pessoa, seja para mais ou menos horas estudando. Encontre uma fórmula em que você consiga render nos estudos para as provas e também na sua vida pessoal, separando sempre um tempo para que você possa relaxar e se distrair.
Quando pensamos no vestibular, é preciso ter em mente uma maratona. De nada adianta gastar toda a sua energia em um dia ou uma semana, é preciso entender que a caminhada é longa. Por isso, o fundamental é ter a seguinte consciência: aprender um pouco a cada dia e tornar cada hora de estudo produtiva e eficaz.

Saiba o que fazer quando a prova estiver chegando

Com o final do ano chegando, as provas de vestibular também vão se aproximando. Esse é o momento de revisar todo o seu planejamento, identificar quais métodos funcionaram e quais precisam ser modificados. É também a hora de analisar quais matérias ou assuntos você não conseguiu se dedicar o esperado e reforçar os temas que você menos teve contato durante o ano.
Não é momento de se desesperar, afinal, por mais que boa parte do ano já tenha se passado, ainda é possível estudar e reforçar o aprendizado sobre alguns temas e assuntos que podem ser abordados nas avaliações. E, caso a sua estratégia esteja funcionando e o seu planejamento anual de estudo esteja em dia, a dica é simples: continue com ele.
Nesse momento, é importante começar, aos poucos, a mudar a abordagem dos seus estudos, realizar cada vez mais exercícios e escrever mais redações. Ou seja, é a hora de colocar ainda mais em prática o que foi estudado durante todo o ano.
Também é importante saber em quais pontos você precisa de algum tipo de reforço para garantir que você esteja o mais preparado possível para o dia do vestibular. Afinal, ao realizar exercícios específicos constantemente, você pode afunilar o seu tempo de estudo e intensificar nos temas e assuntos que você tem maior dificuldade.
Tente diferenciar as formas utilizadas para ter contato com essas matérias. Os livros e apostilas tradicionais têm grande importância para os seus estudos, porém, pode ser um bom momento para consolidar esse aprendizado com outras técnicas.
Você pode, por exemplo, utilizar videoaulas para complementar um assunto mais específico e que você tenha dificuldade. A tecnologia pode ser sua aliada nesse processo: por que não complementar os estudos em História, por exemplo, com um documentário?
Faltando poucos meses para as provas de vestibular, busque realizar o máximo de simulados e provas que você conseguir. E, mais importante, tente levar o significado de “simulado” ao limite: se desafie a completar a prova do ano anterior dentro do tempo que você vai ter disponível para realizar o seu exame. Assim, você vai, aos poucos, se ambientando com o clima e as dificuldades do momento da execução da prova.

Descanse na véspera da prova

Apesar de ser uma prática muito comum – além de pouco recomendada e ineficiente – entre os estudantes, o famoso “estudar de véspera” tem um efeito ainda menor quando falamos em provas de vestibular.
Portanto, no dia anterior a qualquer avaliação, deixe de lado os livros, os exercícios e as teorias. Foque apenas em relaxar a sua mente e o seu corpo para estar preparado para o dia seguinte.
Separe o material e os documentos necessários para poder realizar a prova. Da caneta até o seu documento de identidade, garanta que esteja tudo em ordem e separado para levar. Após realizar essa conferência, é hora de distrair a mente e esquecer, até o dia seguinte, qualquer preocupação em relação ao vestibular.
Portanto, procure encontrar amigos e outros estudantes, vá ao cinema, pratique algum esporte e fique perto de quem faz você se sentir bem. O conteúdo para você realizar a prova já foi aprendido.
Nesse momento, não adianta se desesperar e querer adicionar mais algum tema na sua lista de obrigações, ok? O único resultado que você pode conseguir com isso é o cansaço desnecessário.
Tente se alimentar bem (não apenas durante a véspera da prova) e foque em coisas boas. Aproveite para fazer algo que gosta e, principalmente, lembre-se de que é importante dormir cedo, afinal, você vai passar algumas boas horas realizando uma prova cansativa que pode influenciar no seu futuro como profissional.
Com todas essas dicas, ficou evidente que se preparar para o ano de vestibular não é uma tarefa simples e requer muito esforço e dedicação do estudante. O planejamento, como mostramos, é essencial para que você consiga se organizar e ter contato com todas as matérias e assuntos que possam ser cobrados em alguma prova.
Além disso, ficou claro como é preciso contar com uma rotina de estudos balanceada, que consiga atender as exigências dos conteúdos cobrados em vestibulares, as matérias do colégio e, é claro, as atividades da vida pessoal.
Encontrar momentos em seu dia a dia para relaxar e distrair a mente também faz parte do processo de aprendizagem. Afinal, isso garante maior produtividade na hora de voltar aos estudos.
Agora que você já sabe o que fazer para se preparar em ano de vestibular, que tal espalhar essas dicas para ajudar os seus amigos? Compartilhe este conteúdo em suas redes sociais! Assim, você garante que outros estudantes também consigam se organizar da melhor maneira para conquistar resultados positivos nas avaliações!

[rock-convert-cta id=”2754″]

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!