Alunos de Administração da Impacta têm artigo selecionado na 16ª CONTECSI

Os alunos Mayara da Silva Sales e Felipe Batista Marques de Sousa, da graduação em Administração, tiveram seu artigo “Uso estratégico da inteligência (...)

Autor: Jéssica Lima

Os alunos Mayara da Silva Sales e Felipe Batista Marques de Sousa, da graduação em Administração, tiveram seu artigo “Uso estratégico da inteligência competitiva: um estudo com startups” aprovado para apresentação na 16ª CONTECSI – Conferência Internacional de Sistemas de Informação, da FEA/USP, que é um evento de excelência voltado para a tecnologia com foco em Sistemas de Informação, Tecnologia da Informação e Ciência da Informação.
O artigo, que foi apresentado no Trabalho de Conclusão de Curso de 2018, foi orientado pelo prof. Dr. Gilberto Perez e mostrou a forma como as startups utilizam a Inteligência Competitiva para atingirem os seus objetivos estratégicos, temas abordados na graduação da Impacta.
“Foi uma grande alegria ter um trabalho reconhecido em uma conferência internacional, isso mostra como estamos produzindo estudos cada vez mais impactantes para a sociedade”, conta Mayara.
E você, sabe o que é Inteligência Competitiva? A seguir, vamos entender melhor o seu conceito e como ela é aplicada nas empresas.

O que é Inteligência Competitiva? 

A Inteligência Competitiva é uma prática utilizada pelas empresas que buscam prever os movimentos da concorrência e, assim, aumentarem suas condições de competitividade, dando novos rumos a seus modelos de negócios, metas e planejamentos.
A novidade trazida pelos nossos alunos foi a aplicação deste conceito em startups, já que não há muitos estudos sobre Inteligência Competitiva neste modelo de negócio. “A escolha por startup foi para ver como a IC se manifesta neste tipo de empresa, pois há poucos trabalhos que seguem nesta linha de pesquisa”, afirma o professor Gilberto Perez.
Para Mayara, as startups crescem a partir de experimentações e auxílio tecnológico, e expandem como um grande laboratório de pesquisa e desenvolvimento, por isso, a Inteligência Competitiva é conhecida pela maioria delas. “Mas, o incentivo para pesquisas sobre o tema no Brasil é muito reduzido, o que foi uma grande motivação para a escolha do estudo”, completa.

Como funciona a Inteligência Competitiva?

O processo de Inteligência Competitiva acontece por meio da produção de informações a partir da análise do comportamento da concorrência, dos clientes e do mercado em geral – que ajuda as organizações na tomada de decisões. A IC também avalia se a empresa continua competitiva e inovadora e a ajuda a ser mais proativa para se antecipar às tendências de mercado com estratégias novas e atraentes para o seu cliente.
No caso das startups, a pesquisa dos nossos alunos indicou que elas usam a Inteligência Competitiva focando em Comunicação com o Cliente, Monitoramento do Ambiente Externo, Atuação Mercadológica, Uso de Ferramentas Estratégicas, Usabilidade dos Sistemas e Tecnologias de Informação e Importância da Informação.
Os resultados do trabalho serão apresentados esta semana na 16ª CONTECSI. Para o professor Gilberto, é satisfatório ter um trabalho aprovado em uma das conferências mais importantes do mundo na área de TI, o que demonstra a seriedade com que ele foi feito. “O diferencial desta pesquisa foram os temas escolhidos, que são contemporâneos, e o rigor metodológico do trabalho”, finaliza.
A graduação em Administração da Faculdade Impacta traz assuntos atuais do mercado, como Inteligência Competitiva, na disciplina de Estratégia Empresarial, Startup na disciplina de Empreendedorismo e muitos outros! Quer saber mais? Entre em contato com a gente!

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!