Robotista ou Roboticista? Entenda a diferença do Profissional da Indústria 4.0

Robotista ou Roboticista? Você sabe quem é o que faz o Profissional da Indústria 4.0? Assista o Vídeo e Entenda tudo com Rogério Vitalli!

Autor: Redação Impacta

Na era da Indústria 4.0, o uso de robôs para desempenhar tarefas no setor industrial e colaborativo é cada vez mais comum, sendo visto como uma ótima opção para aumentar a produtividade e competitividade em momentos de crise.

Entretanto, a carência de mão de obra especializada em áreas como mecatrônica, programação, manutenção e operação de robôs industriais fez aumentar no mercado uma demanda pela profissão chamada de “Robotista”.

No Brasil, esse profissional não trabalha sozinho, pois necessita do suporte do profissional de automação, responsável pelo PLC (Controlador Lógico Programável), e que comanda o funcionamento da célula mecatrônica.

Já em países da Europa e nos EUA, existe a figura do Roboticista, que é o profissional que desenvolve competências na programação dos robôs e também comanda o PLC.

Mas quem é o profissional Robotista? Quais as responsabilidades? E quais as diferenças para o chamado “Roboticista”? São muitas as perguntas sobre uma área em crescimento e tão importante no mercado atual e futuro, não é mesmo?

Por isso, o Coordenador do curso de Pós-Graduação em Engenharia Robótica da Faculdade Impacta e diretor executivo do Instituto Avançado de Robótica – I.A.R, Rogério Vitalli, gravou um vídeo para explicar tudo isso!

Assista e entenda tudo sobre o robotista:

https://www.facebook.com/watch/?v=3786147674790983

E aí, ficou mais alguma dúvida? Deixe o seu comentário!

2 Comentários

  1. Jorge Souza disse:

    Boa tarde. Gostaria de saber qual é a fonte de dados que vocês usam, quando dizem que em 2020 “Robotista” é uma profissão nova! Sou Robotista desde 1994 e meu mentor, pelo menos 1o anos antes de mim. Devo dizer que não é uma função tão simples como a mensionada e que o Robotista é o indivíduo que implanta o robô, desde o comissionamento (retirar da caixa) até a entrega da linha de produção ao cliente final. O Robotista realmente se encarrega de duas condições:
    “Implantação e programação” e a “Service”. Operar e preparar máquinas são funções normais de técnicos contratados com este perfil “Operador de máquina”. No passado, pelo menos 20 anos atras o Robotista deveria ter conhecimentos de Eletronica, Elátrica, Mecânica e Ferramentaria, alem de uma de suas principais funções “entender e melhorar processos de produção. Estou a disposição para maiores esclarescimentos, mas peço vosso auxílio para não reduzir ainda mais nossa categoria.

    • Redação Impacta disse:

      Olá, Jorge! Muito obrigado pelo comentário, com certeza enriquece o nosso conteúdo. A intenção nunca foi reduzir a sua categoria, mas sim chamar a atenção para o crescimento da área, para isso o post se baseia no vídeo gravado e divulgado pelo do Instituto Avançado de Robótica – I.A.R. Já fizemos algumas alterações no texto com as suas dicas =D

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!