Indústria 4.0: entenda as demandas dessa nova fase!

A Indústria 4.0 já é uma realidade no mercado, mudando a atuação e as demandas de diversas áreas. Entenda tudo e saiba como se preparar!

Autor: Redação Impacta

Não pode ler esse artigo agora? Ouça a matéria no Player abaixo:

O conceito de Indústria 4.0 tem como objetivo explicar a transformação de paradigma que vem ocorrendo na maneira como as empresas realizam o processo de produção. O termo também é associado à ideia de uma quarta revolução industrial, sendo considerado um importante avanço para a relação entre o ser humano e a tecnologia.
Devido às boas expectativas para o futuro, o mercado tem oferecido uma série de oportunidades em diferentes setores de atuação, mas também trouxe consigo inúmeros desafios. Nesse sentido, o profissional deve se capacitar nas novas tecnologias caso tenha interesse em obter destaque no ramo.
Continue a leitura e saiba como se preparar da melhor forma para as demandas que a Indústria 4.0 promove no mercado de trabalho. Confira a seguir!

O que é a Indústria 4.0?

O conceito de Indústria 4.0 surgiu em uma edição de 2011 da feira de tecnologia que ocorre, todos os anos, na cidade de Hannover, na Alemanha. O termo é fruto de uma associação entre o governo alemão, universidades, centros de pesquisas do país, além de empresas de tecnologia.
Com isso, a iniciativa foi incentivada e patrocinada, sobretudo por propor mudanças radicais na forma como o modelo industrial funciona atualmente. A ideia principal, portanto, é que ocorra uma transformação em toda a cadeia de produção e de logística das empresas. 
Sendo assim, espera-se atingir inúmeros impactos positivos no setor industrial, proporcionando inovação a diferentes tipos de negócios. A previsão é de que a quarta revolução industrial gere aumento na oferta de mão de obra especializada, abrindo espaço para uma nova demanda de profissões e profissionais.
Dessa maneira, as formações voltadas para o setor tecnológico, que envolvem, sobretudo, habilidades e conhecimentos sobre a área de TI, serão altamente valorizadas nas empresas. A tendência é que o número de pessoas com alta qualificação aumente no mercado, exigindo o desenvolvimento de competências mais complexas para os indivíduos que desejam atingir diferencial competitivo.

Quais são as tecnologias que permitem esse cenário?

Diversas tecnologias de conectividade têm tornado possível a viabilidade de processos mais inteligentes, móveis e seguros nas fábricas e companhias. Por exemplo, por meio da Internet das Coisas (IoT), é possível facilitar e ampliar as interações entre seres humanos e os aparelhos tecnológicos, o que contribui para a automação dos processos produtivos.
Além disso, implementando uma ferramenta de Big Data Analytics, é possível armazenar e trabalhar um grande montante de dados, gerando desempenhos melhores para as organizações. Isso é extremamente vantajoso, uma vez que a tecnologia consegue processar conteúdos de diferentes áreas para gerar análises qualitativas e quantitativas de forma eficiente.
Outro conceito que vem atingindo crescimento dentro dos negócios é a Cloud Computing, ou computação em nuvem. De forma geral, a ferramenta garante um aspecto mais virtualizado às empresas, contribuindo positivamente para a mobilidade, escalabilidade e segurança dos processos e suas informações.

Quem é o profissional da Indústria 4.0?

Um novo modelo de mercado exige, também, um novo tipo de perfil profissional. Para atuar de forma competitiva nesse setor, aproveitando ao máximo as diferentes oportunidades, o indivíduo deve ter o domínio de novas ferramentas, idiomas e competências. Ou seja, é preciso ser capaz de adaptar-se a uma cultura de negócio diferenciada, sobretudo atingindo um bom desempenho em trabalhos colaborativos.
Esses novos profissionais, advindos da transformação digital, devem estar preparados para os empregos do futuro. Isso porque as funções já não serão repetitivas, mas sim complexas, eficientes e criativas. Acompanhe a seguir e entenda quais são as habilidades em tecnologia e comportamento esperadas desses colaboradores.

Flexibilidade

Mesmo que diversos processos possam ser efetuados por máquinas ou dispositivos tecnológicos, o profissional deve ter flexibilidade suficiente para lidar com incidentes e imprevistos. Até mesmo para que seja possível trabalhar com diferentes tipos de inovações, seus desafios e possibilidades, o que agrega mais valor à sua mão de obra.

Visão técnica

É essencial desenvolver uma visão técnica, ou seja, um olhar sistêmico sobre os processos e como eles ocorrem. Desse modo, é recomendável obter formação em áreas com conhecimentos em mecânica, automação, elétrica, entre outras, que são a principal base para quem deseja profissionalizar-se nos cargos da Indústria 4.0.

Bom relacionamento interpessoal

Uma aptidão mais do que necessária para os profissionais é o desenvolvimento de um bom relacionamento interpessoal. Até mesmo porque, em diversos ambientes digitalizados, a colaboração entre os funcionários ganha cada vez mais destaque. Portanto, é fundamental manter o espírito colaborativo, promovendo maior equilíbrio e harmonia nas relações de trabalho.

Pesquisa e atualização constante

Manter-se atualizado e por dentro de tudo o que acontece no mercado é outra habilidade imprescindível para obter diferencial. As mudanças têm ocorrido de forma a acelerar a transformação nos processos produtivos, sendo essencial estar envolvido, mantendo um aprendizado contínuo das novidades do setor.

profissional_4_revolucao_industrial

Como ser um profissional 4.0?

Para se inserir no interessante mercado que a Indústria 4.0 tem promovido, é preciso que o profissional tenha em mente de que terá uma grande importância na empresa. Isso porque será necessário tomar decisões que impactam diretamente os processos produtivos e, também, o formato de trabalho.
Portanto, ter conhecimento digital e conhecer bem todos os mecanismos é um fator essencial. Outro aspecto, ainda, é o desenvolvimento de habilidades que podem ser alcançadas por meio de cursos e certificações na área de tecnologia. Atualmente, existem diversas instituições que têm investido para oferecer, de forma atualizada, os conhecimentos e princípios necessários para esse novo tipo de profissional.
Assim, é preciso buscar por qualificação, a fim de adquirir as competências exigidas para o setor tecnológico. Mesmo diante dos desafios do mercado, é totalmente possível conseguir um espaço nessa área que está, a todo momento, se reinventando.
As transformações que a Indústria 4.0 promovem na cultura de inúmeros negócios relacionam-se, sobretudo, a aspectos de trabalho mais inovadores que os colaboradores devem desempenhar nas empresas. Com isso, é preciso ser capaz de adaptar-se a diferentes cenários e contextos, contribuindo para atingir diferencial competitivo e potencializar as habilidades profissionais.
Gostou do conteúdo? Quer saber como se preparar para as demandas dessa nova fase do mercado? Então, entre em contato agora mesmo com a Impacta! Temos uma equipe de especialistas pronta para ajudar você!

2 Comentários

  1. Wanderley de Morais disse:

    Gostaria de saber qual será as profissões do futuro a investir,pois tenho 47anos e gostaria de inovar. obrigado

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!