Tudo o que você precisa saber sobre a educação 4.0

A tecnologia e o cenário digital transformaram o nosso mundo. E na maneira de se aprender e ensinar não foi diferente. Entenda tudo sobre educação 4.0!(...)

Autor: Redação Impacta

O mundo vive uma nova era, em que o virtual e o real se misturam, complementando um ao outro. É visível o quanto a sociedade está sendo impactada pelo avanço da tecnologia, suas facetas, potencial e todas as melhorias que a vida moderna vem ganhando ano após ano. Por isso, a transformação precisa vir da base, com a educação 4.0.
Aliás, você já ouviu falar sobre esse conceito?
Mais do que nunca, ele vem sendo discutido nas esferas educacionais, que estão entre as áreas que mais passam por mudanças. Agora, é preciso preparar jovens e adultos para o mundo tecnológico que vem por aí, ainda mais integrado e repleto de novas ferramentas se comparado aos dias atuais — o que exige habilidades específicas!
Para fazer parte desse movimento, aprender de forma inteligente e usar a tecnologia da melhor forma, é essencial conhecer a educação 4.0. Confira a seguir tudo sobre isso!

1. O que é a educação 4.0

A educação 4.0 é, na verdade, uma resposta às novas necessidades da chamada “indústria 4.0” — ou, para entender melhor, do período em que vivemos, conhecido como a quarta revolução industrial. Isso significa que a sociedade está passando por transformações significativas referentes ao uso da tecnologia em todas as esferas.
A linguagem computacional, a inteligência artificial, a internet das coisas, os robôs e tantas outras soluções tecnológicas agora estão presentes nos mais variados processos e áreas da indústria. Tudo isso com um único objetivo: dinamizar e potencializar a forma como são criados produtos e serviços para toda a sociedade moderna.
Indo além, é importante mostrar como acontece a real ligação entre educação e trabalho nos dias atuais. Para se ter uma ideia, isso envolve a intensa facilidade de acesso a todo tipo de conhecimento, com a ajuda da conectividade global, o uso de máquinas inteligentes, sistemas robotizados e automações, o Big Data e as novas mídias.
Sem contar que a inovação acontece em uma velocidade recorde, ou seja, o mercado e a sociedade acabam exigindo um constante desenvolvimento de novas competências, conhecimentos e, claro, habilidades. Por isso, a educação 4.0 virou praticamente uma questão prioritária, que deve ser, cada vez mais, posta em prática para o aprendizado.
É importante dizer também que tanto as gerações mais antigas quanto as novas estão vivenciando um contato diário e frequente com as novas tecnologias. A geração Z, por exemplo, formada por jovens que nasceram a partir dos anos 2001, acabou de chegar na maioridade e já nasceu dentro da era digital — são os nativos digitais.
Enquanto isso, os Millenials, que englobam as pessoas nascidas a partir dos anos 1980, viveram a transição do mundo analógico para o digital, conseguindo acompanhar bem de perto todas as mudanças que vieram acontecendo nos últimos anos, o que garante a essas pessoas uma importante carga de conhecimento.
Em resumo, a educação 4.0 se faz necessária em todas as faixas etárias do aprendizado. Seja para os pequenos, no pré-escolar, passando pelos mais crescidos e chegando no ensino dentro das faculdades. A educação 4.0 veio para ficar e, daqui para a frente, é ela quem vai auxiliar bastante no aperfeiçoamento de competências.

1.1. Evolução da educação

A educação tradicional fez parte da construção e desenvolvimento das pessoas no decorrer de centenas de anos. No entanto, à medida que novas ideias, opiniões e descobertas acontecem, a educação passa por diversas mudanças.
Como exemplo disso, temos o período da primeira revolução industrial, período que foi de 1760 a 1860. Naquele momento, o mundo via o surgimento das máquinas a vapor, uma verdadeira e significativa transformação na vida do homem, que antes fazia grandes trabalhos usando a força das próprias mãos.
Com essa tecnologia, foi preciso incluir, nas escolas, matérias e abordagens que ensinassem às pessoas como lidar com tudo aquilo que estava começando. Afinal, um dia aquelas crianças seriam os adultos a manusear os novos equipamentos. Além disso, as faculdades também passaram a ir mais a fundo, rumo a novas descobertas.
Apesar de todas essas mudanças importantes que foram acontecendo, a educação ainda se restringia ao aprendizado via livros e ao conhecimento passado de professor a aluno. As aulas eram organizadas a partir de monólogos, quando só o ministrante podia falar e os alunos deveriam prestar atenção para absorver o máximo possível de conhecimento.
Essa metodologia prevaleceu por muitos anos, até pouco tempo atrás. Entretanto, com a chegada do acesso à internet ilimitada, pesquisas abertas e disponíveis 24h por dia na rede, com bibliotecas de todos os lugares do mundo, a tecnologia na educação teve um grande impulso e, mais uma vez, mudou a forma de ensinar e aprender.

1.2. Relação com a evolução tecnológica

Como a educação é uma das áreas que mais estão ligadas às constantes transformações na sociedade, é normal que ela também tenha acompanhado a evolução tecnológica nos últimos anos. À medida que as novas tecnologias foram surgindo, pouco a pouco elas foram inseridas nas escolas e faculdades, justamente para preparar os alunos para o futuro.
Vale lembrar que, se a educação é a base para você ganhar habilidades e competências em diversos segmentos, não há como separar a presença da tecnologia nesse processo. Por exemplo: nos anos 1990, as instituições de ensino começaram a adquirir computadores para a criação de laboratórios de informática.
O intuito era que os alunos conhecessem a tecnologia que estava no início da sua participação no mundo todo — e, apesar de se imaginar que ela faria parte do futuro, ninguém tinha plena certeza de que os computadores um dia seriam parte da mobília de uma casa. Com isso, os chamados Millenials foram crescendo junto com as novas tecnologias.
Hoje, a relação da escola 4.0 com a evolução tecnológica é ainda mais visível. Muitas instituições de ensino disponibilizam uma quantidade enorme de computadores para os alunos, máquinas de última geração e repletas de funcionalidades para o aprendizado. Há também o uso de tablets, internet das coisas, laboratórios sofisticados e outros recursos.
Podemos dizer, então, que a educação acompanha o surgimento de cada tecnologia. Isso se torna assunto dentro das salas de aula, matérias para estudo, apoio para pesquisas e diversos tipos de práticas, entre tantas outras atividades interessantes e importantes — e tudo isso faz parte das tendências na educação.

1.3. Conexão entre os mundos físico e digital

O uso de novas tecnologias na educação cria um verdadeiro campo para a conexão entre os mundos físico e digital. Em uma aula de história, por exemplo, é possível ter uma visão praticamente real de como foram alguns acontecimentos marcantes, como as guerras mundiais. Com a tecnologia certa, você pode ver de perto como tudo aconteceu.
Em um ambiente como o da graduação ou pós em TI, por exemplo, você conta com várias tecnologias que permitem ter uma noção exata sobre as ferramentas que você usará para criar e desenvolver soluções.
É possível, ainda, simular situações reais em um ambiente totalmente seguro e virtual, dando a você uma experiência importante durante o aprendizado da sua futura carreira. Daqui para a frente, tudo será ainda mais integrado e conectado com a internet e as tecnologias.
Já pensou como será o futuro (que nem está tão distante assim), onde o que você pensa e deseja é logo transmitido para uma rede que fará o possível para entregar o seu pedido? Imagine também usar a tecnologia para experimentar roupas e sapatos em um provador virtual, mas de tamanho real ao seu, como se estivesse mesmo dentro da loja? Incrível, né!?

Tudo isso será possível graças a conexão entre o físico e o virtual. E, mais uma vez, a educação 4.0 terá papel fundamental nesses e em outros processos, pois ela vai formar profissionais que serão capazes de desenvolver todas essas novidades.

2. Transformações que a educação 4.0 proporciona no ensino

Já que estamos falando sobre mudanças que vêm ocorrendo na educação, nada melhor do que falar das transformações mais importantes nessa área. Lembre-se de que na hora de escolher um curso superior, seja na graduação ou pós, por exemplo, é sempre bom ficar de olho se a faculdade está inserida nesse contexto tecnológico.
Afinal, se a educação 4.0 veio para ficar, as instituições de ensino devem adotar as melhores práticas o quanto antes. Assim, é possível formar profissionais capacitados não só na teoria, mas, principalmente, na prática. E quais são, de fato, essas transformações no ensino? Veja alguns ótimos exemplos a seguir.

2.1. Potencialização do aprendizado

Se tem uma coisa que a educação 4.0 traz como grande benefício e transformação é na forma como se aprende. Com o uso da tecnologia e das novas formas de ensino, fica muito mais prático e tranquilo entender sobre diversos assuntos e desenvolver habilidades de uma forma rápida, eficiente e com um rico material de apoio sempre que o aluno precisar usar.
Potencializar o aprendizado por meio da educação 4.0 é, sem dúvidas, uma das consequências mais positivas que essa tendência trouxe tanto para os alunos quanto para os professores. Afinal, se o docente pode contar com recursos para ensinar os alunos, com certeza ele terá mais oportunidades de favorecer a criatividade e a inovação.
O resultado disso é incrível: se aprende de um jeito ainda mais inteligente, dinâmico e, naturalmente, de uma forma bem mais intensa com o uso da tecnologia.

2.2. Desenvolvimento do pensamento crítico

Como a educação 4.0 fará com que você esteja em contato constante com a tecnologia, é preciso que haja um pensamento crítico sobre tudo o que está sendo aprendido. Portanto, as novas tecnologias realmente ajudam você a desenvolver melhor a visão para soluções inteligentes e necessárias para a sociedade.
Nesse contexto, não adianta ter o melhor software para a gestão de clientes de uma empresa se você não usa corretamente essa ferramenta. É preciso entender qual a sua função e de que forma ela pode ajudar no negócio. E todo esse conhecimento vem durante o aprendizado na faculdade, período ideal para você entender o poder do pensamento crítico.

2.3. Democratização da educação

Outro ponto muito importante para ser frisado é o quanto a educação passou a ser mais acessível com o avanço das tecnologias. Se antes você tinha que ir até uma biblioteca ou esperar a aula seguinte para falar com o professor, estudar, tirar dúvidas e entender a fundo determinado assunto etc., hoje muitas dessas coisas podem ser solucionadas virtualmente.
Com alguns cliques, você pode acessar a biblioteca do MIT (Massachusetts Institute of Technology) e conferir de perto (e por quanto tempo quiser) projetos, livros, novidades e tudo mais que esteja ligado à carreira de tecnologia. Tudo isso sem sair de casa! Ainda que você não tenha um computador ou internet, é possível usar o celular e uma rede aberta.
A acessibilidade realmente trouxe a democratização da educação e atualmente o aprendizado está ao alcance de muitos. Quer uma prova? Segundo uma pesquisa realizada pelo IBGE, sete em cada dez casas brasileiras têm acesso à internet. E mais: em mais de 97% desses lares, a conexão à rede é feita com a ajuda de um smartphone.
Vale dizer, ainda, que se você tem alguma dúvida sobre determinado assunto, provavelmente vai encontrar alguma videoaula na internet, organizada por um professor ou especialista, falando sobre o assunto. É importante lembrar que seu conhecimento também depende muito do interesse e da vontade em pesquisar.

2.4. Autonomia do aluno

Se você está vivenciando todas as vantagens da educação 4.0, já deve ter notado que uma delas é justamente a autonomia no aprendizado. Isso quer dizer que você pode aprender quando e onde quiser — por meio de vídeo, gráficos, fóruns para tirar dúvidas, trocas de informações com outros alunos e professores etc.
A sua autonomia de aprendizado nunca esteve tão em alta! E aproveitar isso da melhor maneira é uma coisa valiosa, viu? Mas atenção: não confunda autonomia com procrastinação. Muitos alunos vão deixando para depois o reforço de um assunto que não entenderam, por exemplo, com o pensamento de que a internet poupa tempo e resume os tópicos — o que é um erro.
Lembre-se: a sua autonomia deve caminhar lado a lado com a vontade de aprender, mas de um jeito flexível e totalmente adequado à sua vida no dia a dia.

2.5. Valorização do aprendizado na prática

Como foi dito, antes o ensino era passado de forma mais teórica, pois não haviam muitas ferramentas para estimular a prática dos alunos. Entretanto, com o avanço da tecnologia e o surgimento da educação 4.0, o aprendizado na prática é uma das prioridades.
Essa forma de aprendizado é chamada de “learning by doing”, ou seja, aprender fazendo. Por si só, essa nova metodologia tem agradado bastante os alunos, pois é muito mais interessante, cheia de possibilidades e constitui o cenário perfeito para a inovação e a criatividade.

3. Quais são as principais tendências envolvendo a educação 4.0?

Agora que você já sabe os principais motivos para a educação 4.0 ser a principal mudança no ensino daqui em diante, chegou o momento de conferir quais são as tendências dessa prática, de olho no aprendizado para o ensino superior e na capacitação profissional. Olha só!

3.1. Microlearning

O microlearning é algo que vem sendo bastante utilizado dentro das empresas para o aperfeiçoamento e treinamento dos colaboradores. Mas o que ele significa?
Microlearning quer dizer um aprendizado rápido, direto e curto, mas intenso e eficiente, usando como apoio o ensino online. Uma das vantagens dele é que os materiais para os alunos são feitos sob demanda, personalizados, e utilizam muitas mídias, como vídeos, animações e games.

3.2. Nanodegree

Os cursos com selo de nanodegree são outra forte tendência na educação 4.0 e têm ganhado bastante espaço dentro das faculdades. Eles são, na verdade, cursos de curta duração, realizados no ambiente online, de forma intensiva, e prometem um aprendizado ainda mais rápido que os cursos superiores tradicionais.
Mesmo que eles não tenham o mesmo peso que uma graduação ou pós, só o fato de você ter feito um curso nanodegree já vai garantir um ponto importante no seu currículo. O aprendizado adquirido por meio do nanodegree é feito em cima da criação e desenvolvimento de projetos — muitos deles para grandes empresas.
Quer mais? Esse tipo de curso é um dos que predominam na carreira de tecnologia, focado em habilidades específicas que o mercado de trabalho tem exigido e procurado bastante nos profissionais.

3.3. Crowdlearning

Esse é um dos métodos mais interessantes e dinâmicos dentro da educação 4.0: o crowdlearning. Ele funciona de um jeito simples e inspirador: muitas pessoas têm conhecimentos sobre determinado assunto, mas gostariam de saber mais sobre outra área. Então, eles procuram por pessoas que entendam sobre os temas de interesse e, assim, fazem uma troca. É algo no estilo de aprendizagem coletiva, em que cada um ajuda o outro na busca pelo aprendizado.
Para que esse formato funcione, é preciso um espaço de compartilhamento de conteúdo, ferramentas de autoria intuitiva e acesso disponível e gratuito para qualquer pessoa que queira aprender (e em qualquer lugar do mundo) com a ajuda de um dispositivo que se conecte à internet.
Esse tipo de aprendizado é muito utilizado na área de TI, conhecida mundialmente como uma das áreas onde há uma troca intensa de informações entre os profissionais, ajuda e suporte em várias ramificações e especificações da carreira.

3.4. Gamification

Se você atua com tecnologia, provavelmente tem afinidade com temas relacionados a games. Então, a boa notícia é que a educação 4.0 está muito relacionada a esse universo, com a ajuda da gamificação do aprendizado. Mas como funciona?
Para ensinar, os professores recorrem ao uso de jogos com o objetivo de aumentar o engajamento, comprometimento e participação dos alunos durante as aulas. O resultado disso é que você passa a se interessar ainda mais por disciplinas, que se tornam mais atraentes, eficientes e produtivas no decorrer do seu curso.

Um dos resultados mais valiosos desse tipo de aprendizado é que você é estimulado a desenvolver a criatividade, interagir com outros alunos e inovar.

4. O que esperar da educação 4.0

O mundo está passando por uma transformação muito rápida em termos tecnológicos. Se você não acompanhar tudo isso, poderá perder ótimas chances de emprego e de se tornar um profissional altamente qualificado e desejado pelo mercado de trabalho. Então, o que se espera da educação 4.0 é formar profissionais aptos a atender essa demanda.
Outro ponto que é bom ter em mente é que esse modelo de educação está apenas engatinhando, ou seja, ainda há muito o que ser desenvolvido.

4.1. Principais perspectivas

As principais perspectivas para a educação 4.0 são:

  • aprendizado mais eficaz;
  • alunos que se formam aptos para o mercado de trabalho;
  • novas tecnologias sendo usadas da melhor maneira possível no aprendizado;
  • estímulo à criatividade e à inovação.

4.2. Desafios para a implementação

Mesmo diante de um modelo único de aprendizado, como é a ideia e conceito principal da educação 4.0, ainda existem desafios a serem enfrentados para que esse tipo de ensino realmente ganhe espaço e se firme em todas as instituições de ensino.
Alguns desafios para a implementação das tendências são: a aceitação por parte das escolas e faculdades, a aceitação por parte do aluno e, infelizmente, as limitações tecnológicas, entre outros. Entretanto, é de se esperar que em pouco tempo isso fique no passado, uma vez que as pessoas estão entendendo a importância de trazer o aprendizado por meio da tecnologia para a sala de aula.
Diante de todos esses pontos que mostramos a você sobre a educação 4.0, ficou mais clara a necessidade de apostar e investir em um curso nesses moldes? Lembre-se: se você quer se tornar um profissional altamente qualificado e pronto para atender às demandas do mercado, é importante sempre estar em busca de conhecimento e atualização — e quanto mais você estiver no ambiente tecnológico, melhor!
Gostou do conteúdo? Aproveite e assine a nossa newsletter para receber materiais como este!

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!