Minha Conta
Recuperar Senha

Digite seu endereço de e-mail que foi cadastrado e enviaremos seus dados de acesso.

Minha Conta

A senha deve conter no mínimo 6 caracteres.

Ao se cadastrar, você concorda com a Política de Privacidade e Segurança

Mudar Data: Photoshop CS6 Módulo I
Preço
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
  Itens Preço
Carrinho de Compras
O carrinho está vazio.
INVESTIMENTO TOTAL:0,00

Esqueci minha senha

Foi enviado um e-mail para com os dados de acesso.

Cursos e certificações em TI: o caminho para se destacar na área!

A área de tecnologia da informação é uma das mais amplas e acessíveis do mercado de trabalho e, basicamente, pode ser empregada em qualquer campo de conhecimento.

De tempos em tempos, surgem tecnologias, frameworks, bibliotecas e modelos de gestão que, se não estudados a fundo, acabam por gerar um deficit de profissionais especializados na carreira. É justamente para suprir essa demanda que hoje existem diversos cursos e certificações em TI.

O que ocorre é que, devido à variedade de níveis relacionados a esses cursos e a essas certificações, muitas dúvidas podem surgir para os profissionais que buscam se destacar nas suas carreiras.

Pensando nisso, preparamos este post especial em que falaremos dos benefícios de cursos e certificações em TI. Fique por dentro do assunto para tomar as decisões mais acertadas e se destacar na área. Boa leitura!

Quais são os benefícios que cursos e certificações em TI oferecem para a carreira?

Profissionais de TI que levem muitos cursos e certificações em sua bagagem costumam sair na frente na busca por um bom posicionamento no mercado de trabalho ― muitas vezes, podem sair na frente de candidatos que possuem experiência, porém, poucas certificações.

Podemos citar como algumas das principais vantagens para o profissional: currículo valioso, produtividade, desenvolvimento profissional, credibilidade no mercado de trabalho, atualização das novas tecnologias e, por fim, melhores salários. Vamos falar um pouco mais sobre cada um desses itens?

Cursos e Certificações em TI: o caminho para se destacar na área

Currículo valioso

Quando você insere cursos e certificações em TI no seu currículo, a tendência é de que os recrutadores passem a vê-lo com outros olhos.

Isso ocorre não só pela certificação em si, mas também por aquilo que você passou para obter a certificação: todo esse trajeto passa a mensagem de que você é uma pessoa persistente, estudiosa e esforçada. Essas características costumam ser as ideais para qualquer cargo de TI, uma vez que as tecnologias estão em constante mudança.

É claro que o mais indicado é focar em uma subárea dentro da TI e se aperfeiçoar nela, uma vez que cursar aulas muito diferentes entre si pode não ser um bom indicador para o responsável pelo recrutamento.

Produtividade

Quando você tem algum conhecimento prévio de determinada tecnologia, você passa a realizar as tarefas com mais rapidez por já ter visto aquilo sendo feito antes, não é mesmo?

É claro que ter cursos e certificações não significa que você deve saber tudo sobre o assunto. No entanto, dessa forma, você terá mais facilidade até mesmo para pesquisar e encontrar a resposta do que uma pessoa que nunca estudou para obter uma certificação.

A produtividade pode, inclusive, aumentar para o time todo quando existe alguém certificado em alguma metodologia de gerência de projeto, como é caso de ITIL e PMI.

Rápido desenvolvimento profissional

O que todos querem, ou quase todos, é chegar no topo da carreira. Isso pode levar anos, até mesmo décadas.

Ao provar seus conhecimentos com cursos e certificações, você demonstra interesse nesse objetivo, e as chances de que seu desenvolvimento profissional acelere cada vez mais aumentam consideravelmente. Você pode chegar no topo muito mais rápido do que seu colega de trabalho que se acomodou na mesma função e não buscou aperfeiçoamento profissional.

Credibilidade no mercado

Quando uma empresa contrata um profissional ela não sabe como é a personalidade e o comportamento dele no local de trabalho. É claro que referências relativas a experiências anteriores ajudam na obtenção desse tipo de informação, mas o fato de ter certificações, por si só, confere uma credibilidade maior ao profissional.

Elas indicam a importância que o trabalho tem para você e quão a sério você leva os estudos. Isso é importante porque é impossível, para qualquer pessoa, saber tudo: sempre temos algo novo a aprender!

Atualização das novas tecnologias

Na área de TI, a todo momento, surgem tecnologias, frameworks, linguagens de programação e técnicas de inteligência artificial. Sendo assim, mesmo depois de graduado na área, você precisa continuar estudando; do contrário, ficará para trás.

Tenha sempre em mente: cursos e certificações não servem somente para provar seus conhecimentos. Eles servem também para que você fique atualizado sobre as novas tecnologias existentes.

Melhores salários

Você pode até trabalhar por amor à área de TI, mas provavelmente você não quer trabalhar de graça ou ganhando pouco por aquilo que tanto lutou, não é verdade? Chegamos então em um dos itens que mais interessa: salários. Um profissional certificado e com sólidos conhecimentos consegue negociar melhores remunerações, uma vez que são poucos profissionais com as mesmas habilidades técnicas.

Quais são os diferentes níveis dos cursos?

Se você pesquisar sobre cursos ofertados em qualquer área, inclusive para TI, verá uma grande quantidade de palavras sobre níveis de cursos que pode deixá-lo confuso, como cursos de atualização, técnico, graduação e pós-graduação. Qual seria a diferença entre cada um deles?

Atualização

Os cursos de TI de atualização são todos os que não são de nível técnico, graduação ou pós-graduação. Eles podem abordar assuntos dos mais diversos, até mesmo sobre desenvolvimento pessoal. São importantes para que conheça novas tecnologias ou se aprofunde em alguma com a qual já esteja familiarizado.

Para exemplificar, podemos falar do curso de ASP.NET, que não fornece um diploma, mas, sim, um certificado que você pode usar para enriquecer seu currículo.

Em cursos de atualização desse tipo, você pode aprender desde funcionalidades básicas da tecnologia até informações mais avançadas. Existem até mesmo cursos voltados exclusivamente para preparar o aluno para provas de certificação.

Técnico

O curso técnico é uma modalidade do sistema de ensino brasileiro. Ao final dele, o aluno recebe um diploma. Existem muitas áreas nas quais já é possível exercer a profissão com um curso técnico. Um exemplo está na área de saúde, em que se pode exercer a profissão de auxiliar de enfermagem com formação em nível técnico.

Além da saúde, a área de tecnologia também conta com vários cursos técnicos para que o aluno possa ingressar no mercado de trabalho, como o técnico em MecatrônicaTelecomunicações Eletrônica Informática Industrial.

Graduação

Atualmente, um diploma de ensino médio ou de técnico não é o suficiente para avançar na carreira ou ingressar em determinados cargos e determinadas empresas. Assim, surge a necessidade de cursar uma graduação na área. Na graduação, existem modalidades como tecnólogo, bacharelado e licenciatura.

O curso de tecnólogo é um tipo de curso superior mais voltado a atender demandas específicas do mercado de trabalho, ou seja, é menos generalista e mais especialista. Ele fornece diploma e também permite o ingresso em pós-graduações, apesar de ter duração menor do que a de um curso de bacharelado ou licenciatura. O curso tecnólogo tem duração entre 2 e 3 anos, e o investimento financeiro também é menor. Alguns exemplos de cursos na área de TI são Jogos DigitaisBanco de Dados e Redes de Computadores.

O bacharelado, por sua vez, é um curso superior que tem duração maior do que o tecnólogo e possui uma área de atuação mais ampla no mercado de trabalho, sendo, portanto, mais generalista. O curso de Sistemas da Informação, por exemplo, dura 4 anos, mas, já a partir do 2º ano, os alunos recebem um diploma de tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas.

Por fim, um curso de licenciatura prepara o profissional para atuar nas redes de ensino fundamental e médio. A duração é a mesma de um curso de bacharelado, porém, inclui disciplinas de psicologia do ensino e pedagogia. É mais indicado para a pessoa que gosta de ensinar e tem interesse em seguir carreira como professor.

Pós-graduação

Os cursos de pós-graduação, como o nome já diz, são aqueles realizados após uma graduação e podem ser lato sensu ou stricto sensu. Lato sensu engloba cursos tanto de aperfeiçoamento quanto de especialização, no qual estão incluídos os chamados MBA (Master Business Administration).

Um curso lato sensu é considerado de aperfeiçoamento quando sua carga horária é equivalente a até 180 horas e de especialização acima de 360 horas. Na área de TI, podemos citar alguns cursos lato sensu como Business Intelligence e Big DataEngenharia de Software e Cloud Computing.

Por fim, os cursos stricto sensu são os chamados mestrado e doutorado, que conferem título de mestre e doutor. Esses cursos são voltados para a pesquisa e academia, ou seja, o profissional que possui um desses títulos está habilitado e lecionar em instituições de ensino superior.

header_cursos_de_ti

Como escolher o nível de curso ideal para o momento da sua carreira?

Agora que você já sabe os níveis de cursos existentes, talvez você tenha ficado confuso sobre qual é o melhor para você e para o momento da sua vida e carreira. Será que uma segunda graduação é a melhor coisa quando você já está empregado na área? Será que uma certificação melhoraria a carreira ou seria melhor pensar em cursos de atualização?

É claro que não existe uma regra clara, pois há muitos fatores que influenciam nessa decisão, porém, discutiremos aqui alguns pontos que você deve considerar em cada momento da sua carreira, como início, meio e fim de carreira.

Início de carreira

Para uma pessoa que ainda está no ensino médio, a forma mais rápida de ingressar no mercado de trabalho e iniciar uma carreira é cursando um ensino técnico simultaneamente. Isso fornecerá um diploma para incrementar o currículo, aumentando, assim, a visibilidade da pessoa no mercado.

Além disso, trabalhar em alguma área logo depois do ensino médio possibilitará que a pessoa conheça a carreira e decida se realmente é aquilo que quer. Contudo, muitas vezes não é possível avançar somente com o curso técnico. Nesse momento, então, você já teria um amparo financeiro que possibilitaria cursar uma graduação, que pode ser na área na qual você já trabalha ou pode também aproveitar e mudar o rumo do seu perfil profissional.

Fazer a graduação permitirá que você consiga uma vaga de estágio na área do curso e, de fato, comece a desenvolver sua carreira.

Meio de carreira

O que estamos chamando de meio de carreira é aquele período maior, que começa cerca de 5 anos após o ingresso na carreira e dura aproximadamente 20 anos. A essa altura, você já pode ser considerado alguém bastante experiente no assunto, porém, não basta aprender somente uma tecnologia e nunca mais buscar novos aprendizados.

Aqui, é muito importante investir nas certificações. Muitas empresas internacionais só permitem que o colaborador avance na carreira depois de obter uma determinada certificação. Atualmente, o ensino superior não costuma ser suficiente em algumas áreas, e a de TI é uma delas.

Para conseguir a certificação vale, portanto, fazer cursos preparatórios específicos para o exame ou mesmo cursos de atualização relacionados à ferramenta na qual você pretende se certificar.

Se durante a sua carreira você precisar mudar de área dentro da TI, indo de desenvolvimento para segurança da informação, por exemplo, muitas vezes cursar uma segunda graduação não é o caminho ideal. Isso porque você já terá vivência de certos assuntos que serão abordados nas aulas da graduação. Nesse caso, uma pós-graduação lato sensu relacionada à sua nova área pode acrescentar muito mais ao seu currículo do que a graduação.

Final de carreira

Aqui estamos falando do profissional com mais de 20 anos de carreira. Talvez ele não tenha mais para onde crescer, pois já pode estar no topo. Isso não quer dizer, no entanto, que ele não deve continuar estudando. Um profissional com tanta experiência assim pode focar sua energia em passar todo o seu conhecimento a outros profissionais menos experientes, ou seja, focar em ensino.

Ele pode ensinar nos cursos de graduação ou mesmo de maneira informal. Caso opte por lecionar no ensino superior, será muito importante ingressar em uma pós-graduação stricto sensu e escolher disciplinas relacionadas à pedagogia e a técnicas de ensino.

Já para um ensino informal, também é interessante algum tipo de especialização, que não precisa ser necessariamente stricto sensu. Para muitos, lecionar é algo natural e conseguem passar seu conhecimento de forma intuitiva para os seus pupilos, mas uma pós-graduação lato sensu ou mesmo cursos de atualização sobre ensino podem facilitar essa jornada.

Caso o profissional no final da carreira não tenha interesse em lecionar, ainda assim, é importante continuar estudando para se atualizar sobre as novas tecnologias que surgem a todo momento na área de TI, como dissemos. Assim, os cursos de atualização são uma ótima opção por serem normalmente de curta duração.

Cursos online ou presenciais?

Você já entendeu quais são os níveis de curso ideais para cada momento da sua carreira, porém, ainda resta saber qual modalidade é melhor para você: online ou presencial? Bom, a verdade é que não existe uma resposta padrão correta: vale você analisar sua situação financeira e disponibilidade de horário, além de outros fatores.

Cursos online

Você deve conhecer alguém que acorda às 6 da manhã para trabalhar e chega em casa depois das 8 da noite, não é mesmo? Uma pessoa com essa rotina terá muita dificuldade em realizar cursos presenciais, pois precisará cumprir um horário que provavelmente começará antes das 8 da noite, principalmente se estivermos falando de graduação.

O ideal nesse cenário é que se escolha uma modalidade de curso online. Assim, a pessoa poderá assistir às aulas nos horários que se encaixam melhor na sua rotina.

Há cursos a distância de todos os níveis, de atualização até pós-graduação, e a qualidade de um curso online pode ser tão boa, ou até melhor, do que a de um presencial.

Além disso, o investimento financeiro das modalidades online costuma ser menor do que o de um curso presencial, uma vez que não é necessário a disponibilização de um local físico pela instituição de ensino.

Porém, é preciso se disciplinar para cursar aulas online. Separe horários específicos para cada assunto e estabeleça metas. Muitas pessoas têm problemas de organização e podem encontrar dificuldades em se concentrar em cursos online.

Cursos presenciais

Os cursos presenciais são muito bons para as pessoas que não conseguem organizar uma rotina de estudos ou que tenham dificuldades em prestar atenção em vídeos. Contudo, exige uma disponibilidade de horário muito maior do que ocorre nos cursos online. Além disso, por exigirem que a instituição de ensino forneça uma instalação física apropriada para as turmas, o valor do investimento será maior para o aluno.

Qualquer uma das duas modalidades requer dedicação e tempo de estudo, portanto, você deve analisar o que melhor se enquadra no momento atual da sua vida. O importante é estudar e se especializar para continuar sempre avançando na carreira.

Quais são as certificações de TI mais valorizadas?

Apesar de qualquer estudo ser visto com bons olhos pelas organizações, existem algumas tecnologias que chamam mais atenção do que outras. Como consequência, há aqueles que as empresas costumam valorizar mais no momento de analisar um candidato. As certificações em TI mais visadas atualmente são ITIL, Oracle Certified, MCSE e PMI.

ITIL

A biblioteca Information Technology Infrastructure Library (ITIL) é um conjunto de boas práticas relacionadas à gestão de uma empresa. A certificação ITIL é dividida em três níveis: Foundation, Practitioner e Master. Para se certificar nos níveis mais avançados, é preciso primeiro ter sido aprovado no primeiro nível (Foundation).

Oracle Certified

Essa certificação é para quem deseja trabalhar com banco de dados, uma vez que habilita o profissional, mesmo a partir do primeiro nível de certificação, a trabalhar em projetos de banco de dados, como DBA Júnior.

MCSE

A Microsoft Certified Solutions Expert (MCSE) é composta por várias outras certificações. Cada uma delas possui outras certificações como pré-requisito. Assim, muitas vezes é preciso comprovar que o candidato possui conhecimentos de ASP.NET e JavaScript, por exemplo, para conseguir se qualificar para um cargo de administrador Web.

PMI

certificação PMI também é relacionada com gestão de projetos e vem sendo bastante requisitada por empresas de grande porte. É uma ótima área para investir seu tempo de estudo: desde 2015, o número de vagas para o profissional certificado aumenta.

Quais são os passos para investir em certificações de TI?

Você já sabe quase tudo o que precisa para alavancar a sua carreira em tecnologia, falta agora entender o que você precisa para investir em certificações de TI. Os exames não costumam ser fáceis e, muito menos, baratos. Sendo assim, é importante que você tenha certeza de que a certificação que você busca é a mais indicada.

O primeiro passo para isso é conhecer o mercado de trabalho no qual a certificação se aplica, saber onde você quer chegar com ela, procurar cursos preparatórios em instituições de ensino credenciadas e, por fim, estudar muito.

Conheça o mercado

Estudo nunca é algo desperdiçado, mesmo quando está relacionado a um assunto antigo e menos utilizado atualmente. Contudo, se o que deseja é uma rápida ascensão na sua carreira, é importante que pesquise o mercado de trabalho e saiba qual área dentro da TI está em alta e quais tecnologias dentro dela estão com deficit de profissionais.

Acesse sites de recrutamento, verifique os cargos das empresas multinacionais e converse com professores e colegas que já trabalham na área para que você consiga traçar um panorama das certificações de TI e, então, decidir qual é a mais indicada para sua carreira.

Saiba onde quer chegar

A área de TI é muito vasta: além das diferentes tecnologias, um profissional pode decidir trabalhar na gerência de um projeto ou mesmo como arquiteto de uma ferramenta. As certificações mais indicadas para cargos gerenciais são bem diferentes daquelas mais valorizadas para os arquitetos de uma ferramenta.

Por isso, mesmo antes de começar a se preparar para um exame de certificação, analise suas opções e seu plano de carreira para que você escolha com sabedoria se deseja ser gerente ou arquiteto.

Procure cursos preparatórios

Talvez você tenha uma dificuldade maior em estudar sozinho para um exame de certificação. O conteúdo é bastante extenso e detalhado, portanto, se o plano de estudo não for muito bem definido, você pode perder um precioso tempo de estudo. Busque instituições credenciadas que ofereçam cursos preparatórios. Isso lhe proporcionará uma boa estrutura para estudar.

Verifique a credibilidade da instituição, bem como os depoimentos de alunos, ex-alunos e professores, além, claro, se o curso possui bons preços.

Estude!

Por fim, além de frequentar cursos preparatórios para certificações, é importante que você estude em casa, em seu tempo livre, uma vez que nem sempre conseguirá absorver todo o conteúdo passado em sala de aula.

É fundamental se empenhar mesmo fora das aulas, pois os exames costumam ser difíceis, como mencionamos. Apesar disso, com um plano bem definido ― e seguido à risca ―, você não vai ter com o que se preocupar.

Deu para notar que o caminho para uma carreira de TI de sucesso é bastante ramificado e cheio de opções que podem chegar no mesmo destino, mas também podem levar a caminhos opostos, certo?

Existem diversas opções de cursos e certificações em TI, mas não há somente uma escolha correta. O que você perceberá, ao longo da sua experiência, é que existem opções mais adequadas a cada momento da sua vida.

Gostou do post e quer saber quais são as principais áreas para quem quer trabalhar com TI? Então baixe nosso e-book para tornar o processo de escolha de cursos e certificações em TI ainda mais simples!
  1. PAshton

    Os cursos de lato sensu e MBAs (Mas­ter of Business Administra­tion) afunilam a formação do estudante em direção a uma área mais específica de atuação. Marcia indica essas especializações para quem quer focar no mercado de trabalho, uma vez que a pós em stricto sensu tem mais peso na área acadêmica.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

Artigos Relacionados