Minha Conta
Recuperar Senha

Digite seu endereço de e-mail que foi cadastrado e enviaremos seus dados de acesso.

Minha Conta

A senha deve conter no mínimo 6 caracteres.

Ao se cadastrar, você concorda com a Política de Privacidade e Segurança

Mudar Data: Photoshop CS6 Módulo I
Preço
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
  Itens Preço
Carrinho de Compras
O carrinho está vazio.
INVESTIMENTO TOTAL:0,00

Esqueci minha senha

Foi enviado um e-mail para com os dados de acesso.

Conheças todos os tipos de curso e saiba como escolher sua futura carreira?

Se você deseja aprimorar as suas habilidades para se inserir no mercado de trabalho e alcançar o sucesso profissional, saiba que conhecer os diversos tipos de curso que estão a disposição é o primeiro passo para atingir esses objetivos.

Neste post, explicaremos as diferenças dos cursos de treinamento, técnico, graduação e pós-graduação, para que você fique por dentro do assunto e construa um bom plano de carreira. Boa leitura!

Treinamento

Nessa categoria entram todos os cursos que não são graduações, técnicos, tecnólogos e pós-graduações. São cursos com quantidade total de horas bastante variadas, assim como a profundidade dos assuntos abordados.

Esse tipo de curso é muito interessante para começar a entender um assunto novo ou mesmo para se aprofundar em determinado tema. Normalmente, o aluno ganha certificados ao final do curso e o direito de somar mais uma habilidade nova ao seu currículo.

Por exemplo, uma graduação de design oferece uma noção geral de todas as áreas que o design envolve, porém, muitas vezes, não é possível aprender todos os recursos que certas ferramentas oferecem.

Cursos de treinamento de After EffectsIllustrator ou InDesign podem oferecem uma visão mais aprofundada dessas ferramentas, melhorando ainda mais a sua colocação no mercado de trabalho.

Os cursos de treinamento são importantes em qualquer momento da carreira. Se você já está empregado, os cursos podem te ajudar a se desenvolver em alguma área em que você se sente deficiente, melhorando o seu desempenho e visibilidade no trabalho.

É claro, se você está desempregado, não precisa ficar parado. Invista em cursos de treinamento para desenvolver novas habilidades profissionais e criar condições de voltar ao mercado de trabalho mais facilmente e em uma ótima carreira.

Técnico

O curso técnico é uma categoria do sistema de ensino brasileiro que visa formar pessoas para o mercado de trabalho, não para a pesquisa. Para isso, existem aulas teóricas e práticas que permitem ao aluno obter um contato amplo com a profissão, antes mesmo de exercê-la. Alguns exemplos de cursos técnicos são: eletrônicatelecomunicaçõesmecatrônica e informática industrial.

Esse é um tipo de curso que pode ser muito interessante para jovens que ainda estão no ensino médio. É comum que algumas escolas ofereceram curso técnico e ensino médio integrados. Nesse caso, a duração do curso técnico costuma ser a mesma do ensino médio: 3 anos.

Também há a possibilidade do jovem cursar o ensino médio em uma escola e o técnico em outra. Assim, a duração pode variar de um ano e meio até três anos. Para fazer um curso técnico, o investimento financeiro é substancialmente menor comparado a uma graduação.

Dessa forma, o aluno pode investir em um curso técnico, ingressar no mercado de trabalho após alguns anos e, caso haja interesse em avançar ainda mais na área, criar condições financeiras para pagar uma graduação.

Graduação: bacharelado ou tecnólogo

Graduação

Quando falamos em graduação, podemos listar três tipos aceitos no sistema de ensino brasileiro: licenciatura, bacharelado e tecnólogo. Todos eles são considerados de ensino superior, com algumas diferenças: 

Licenciatura

A licenciatura é mais indicada para o profissional que pretende atuar como professor em uma rede Ensino Fundamental e Médio. A diferença para o bacharelado é que a licenciatura possui disciplinas de psicologia da educação, pedagogia e outras relacionadas à didática.

Essa é uma área que sempre haverá demanda, pois a tendência é o ensino ser cada vez mais valorizado. A duração do curso de licenciatura pode variar entre 4 a 6 anos, por isso, é interessante escolher esse curso somente se você tiver certeza de que gostaria de seguir carreira como professor.

Bacharelado

Já o bacharelado é um curso superior que habilita o aluno para trabalhar com pesquisas, em universidade ou mesmo no mercado de trabalho, com o profissional atuando especificamente na área do curso. As disciplinas do bacharelado são práticas e teóricas. 

Por não compor matérias relacionadas à didática, o curso de bacharelado oferece uma visão muito mais aprofundada sobre os conteúdos. Contudo, esse profissional não está habilitado a dar aulas para a rede de Ensino Fundamental e Médio. 

A duração dos cursos de bacharelado é a mesma dos de licenciatura: de 4 a 6 anos e o investimento financeiro é maior do que no tecnólogo.

Existem instituições que oferecem cursos com bacharelado e, ao longo do curso, o aluno adquire um diploma de tecnólogo, como é o caso dos bacharelados em administração e sistemas de informação.

Tecnólogo

O tecnólogo também é um tipo de ensino superior, porém, mais especializado e voltado à prática se comparado ao bacharelado, por exemplo. Essa modalidade oferece formação nas áreas de análise e desenvolvimento de sistemasbanco de dadosjogos digitais, entre outras.

Muitas pessoas pensam que tecnólogo é o mesmo que técnico, mas quem pensa assim está enganado, uma vez que o curso técnico costuma ter uma menor duração, além de não conferir diploma de ensino superior.

O curso de tecnologia tem duração média de 2 a 3 anos. Porém, a maioria deles, dependendo da carga horária, possibilita que o tecnólogo ingresse em uma pós-graduação stricto sensu.

Pós-graduação

Pós-graduação

Com um diploma de graduação em mãos, é hora de pensar em continuar os seus estudos. Na maioria dos casos, um diploma de pós-graduação pode ser melhor que seguir em uma segunda graduação, pois você pode afunilar e aprofundar ainda mais os seus conhecimentos para se tornar especialista em determinado assunto. Existem dois tipos de pós-graduação: lato sensu e stricto sensu.

Lato sensu

Os cursos lato sensu são de aperfeiçoamento e especialização, que incluem os chamados MBA (Master Business Administration). Os cursos de aperfeiçoamento possuem uma duração mínima de 180 horas, enquanto os de especialização, 360 horas. Alguns exemplos de cursos de especialização são nas áreas de cloud computingbusiness intelligence e big data e engenharia de software.

Ao final de um curso de pós-graduação lato sensu, o aluno recebe um certificado e não um diploma. É uma ótima maneira de se especializar em um assunto sem precisar cursar uma nova graduação.

Os valores dos cursos lato sensu são bastante variados. Mas, como costumam ter uma duração menor do que a graduação, podem ser mais baratos.

Stricto sensu

Por fim, a pós-graduação stricto sensu trata-se dos programas de mestrado e doutorado. Possuem um grau mais elevado do que o lato sensu. Esse tipo de curso é voltado para as pessoas que queiram lecionar na rede de Ensino Superior, ou desejam se dedicar às pesquisas, tornando-se um cientista.

Vale a pena ressaltar que o diploma de uma pós-graduação stricto sensu é bastante relevante no âmbito acadêmico.

Existem diversos caminhos para se seguir quando o assunto é a vida profissional. Você precisa pesar os fatores na hora de escolher um novo curso e optar por aquele que mais se adapta à sua personalidade e estilo de vida.

Se você deseja seguir carreira como um profissional da educação, a graduação em licenciatura somada à pós-graduação stricto sensu poderão fornecer boas oportunidades de crescimento na academia.

Contudo, se a sala de aula não for uma boa opção, os tipos de curso de tecnologia e bacharelado são as melhores opções.

Gostou do post? Entre em contato conosco para saber melhor sobre todos os tipos de curso que oferecemos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

Artigos Relacionados