Como se preparar para uma vaga de criação?

Está começando a carreira na área de design e agora busca uma vaga de criação? Separamos algumas dicas para te ajudar nesse importante momento, veja!(...)

Autor: Redação Impacta

 

Atualmente, organizar-se para uma entrevista de emprego é um passo muito importante, uma vez que a concorrência aumentou e está mais difícil encontrar oportunidades. Desse modo, se preparar para uma vaga de criação é uma etapa que não pode ser negligenciada quando se quer ter sucesso nessa carreira.
Dessa forma, você precisa tomar algumas atitudes que são fundamentais para conseguir o tão sonhado trabalho. Para isso, neste post, vamos apresentar as principais dicas sobre como se preparar para conseguir uma vaga de emprego ou de estágio na área de criação. Confira conosco!

1. Crie um bom portfólio

Uma das principais dicas para se preparar para uma vaga de criação é ter um bom portfólio. Isso porque é por meio dessa apresentação dos projetos anteriores que a empresa terá conhecimento da sua experiência profissional, sendo essencial enriquecer esse material com documentos que comprovem a sua atuação para ganhar credibilidade e se mostrar uma pessoa capacitada.
Essa ferramenta está sendo cada vez mais utilizada no mercado de trabalho, pois possibilita ao profissional demonstrar suas qualificações, o que é um diferencial no momento do processo seletivo. Contudo, é importante frisar que, caso você não tenha experiência profissional, coloque no portfólio trabalhos da faculdade, pois isso certamente vai ajudar.
Além do mais, no início da carreira, é comum a realização de alguns projetos de forma voluntária para adquirir ainda mais experiência e enriquecer o portfólio. Assim, fica mais fácil de exercer as suas habilidades, mesmo que não consiga fechar nenhuma atividade remunerada.
Enfim, trabalhe para ter um portfólio que revele o seu melhor, com o intuito de apresentá-lo à empresa. Lembre-se de que você também pode realizar cursos de especialização para enriquecer ainda mais o seu currículo e aperfeiçoar as suas habilidades.

2. Mantenha uma presença online

Além de ter um bom portfólio para apresentar a sua experiência profissional, outra dica imperdível que vai ajudar você a se preparar para uma vaga de criação é manter uma presença no meio digital. A maioria das empresas está consultando os currículos online, uma vez que eles comportam um número maior de informações para melhor conhecer o perfil do candidato.
Desse modo, use o LinkedIn ou sites de portfólio digital para descrever os seus objetivos profissionais, a sua formação acadêmica, os trabalhos já realizados etc. O currículo online amplia as chances de entrar no mercado de trabalho e conseguir as melhores oportunidades. Porém, é importante que você o mantenha sempre atualizado para aproveitar todos os recursos oferecidos.

3. Pense nos pontos fortes e fracos

Em uma entrevista de emprego, é muito comum que o candidato seja questionado sobre quais são os seus pontos fortes e fracos. Apesar da recorrência, essa questão é, muitas vezes, determinante para dizer se você terá condições de conquistar a vaga de emprego ou não — afinal, a maioria das pessoas tem dificuldade em responder essa pergunta por falta de uma reflexão antecipada.
Nesse caso, é fundamental que você não seja pego de surpresa, realizando um exercício de autoconhecimento com antecedência para ter segurança na hora que o entrevistador fizer as perguntas. Lembre-se de que o ideal nessa hora é ser verdadeiro, pois o recrutador também vai dar atenção para isso.
Além disso, pense em quais são os seus pontos fortes que podem beneficiar a empresa, tendo exemplos reais para comprovar a sua fala. Da mesma forma, analise quais são os seus pontos fracos que afetam a sua vida profissional. Contudo, não se esqueça de mencionar o que você tem feito para contornar essas situações e melhorar.

4. Organize-se para não chegar atrasado à seleção

Para se preparar para uma vaga de criação, é de suma importância programar-se para não chegar atrasado à seleção, uma vez que a pontualidade é crucial para obtenção da oportunidade. Candidatos que não cumprem o horário estabelecido mancham as suas imagens e perdem a chance de demonstrar para a empresa que estão comprometidos.
Dessa forma, organize tudo o que você precisa fazer na semana da entrevista para ter controle do tempo e não sair prejudicado. No dia do processo seletivo, tente deixar ao menos dois despertadores para não correr o risco de acordar atrasado. Busque informações sobre o quadro de horário de ônibus, caso for utilizar o transporte público, e saia com antecedência de casa para evitar demais problemas. 
Ou ainda, se for um local muito distante e desconhecido, é interessante que você compareça um dia antes para constatar o tempo que será gasto no deslocamento. Assim, essa questão não gerará um conflito que pode deixá-lo ainda mais ansioso.

5. Mantenha uma postura profissional

Para conquistar a tão sonhada vaga de trabalho, é imprescindível manter uma postura profissional, uma vez que o profissionalismo é tudo o que a empresa espera dos seus colaboradores. Quem não se prepara para assumir um compromisso ético de trabalho dificilmente ganhará alguma oportunidade no mercado.
Você deve demonstrar que respeita todas as pessoas e sabe lidar com opiniões diferentes, já que preza pela tolerância e o bem-estar. Além disso, para ter uma postura profissional, também é preciso usar roupas adequadas ao ambiente de trabalho, tendo muita atenção a isso principalmente na primeira entrevista.
Além do modo de se vestir, tome cuidado com a comunicação, pois tudo isso será avaliado no primeiro contado com a empresa. Prefira responder aos questionamentos com objetividade para evitar erros ao falar. Se for o caso, estude um pouco de gramática para se comunicar de acordo com a língua formal.

6. Evite transparecer insegurança

Uma das dicas imperdíveis para se preparar para uma vaga de criação é evitar transparecer insegurança. Isso porque essa atitude demonstra para o recrutador que o entrevistado não está capacitado para assumir a responsabilidade esperada.
Com isso, procure não recordar as experiências ruins do passado, pois isso revela que você ainda tem medo que os mesmos fatos ocorram novamente. Você deve se preparar pensando com otimismo, sabendo que tem muita capacidade e contribuirá para o sucesso da empresa.
Além disso, questionar-se sobra a verdadeira causa da insegurança é um excelente caminho para solucionar esse problema. Uma das razões para esse receio pode ser a dificuldade de se expressar em público.
Ao diagnosticar essa causa, é possível direcionar melhor a busca pelas possíveis soluções, como um curso de oratória, por exemplo. Então procure se perguntar sempre o porquê das emoções negativas que abalam você para se aperfeiçoar cada vez mais e conquistar aspirações incríveis no mercado de trabalho.
 
como-se-preparar-para-uma-vaga-de-criacao-x-dicas-imperdiveis

7. Atualize seu currículo

Sem dúvidas, o currículo é uma vitrine que atrai muitas oportunidades na carreira de criação. Porém, muitos profissionais perdem pontos por não atualizarem o documento com frequência. Essa é uma das práticas que certamente dificultam o contato com as empresas. Por essa razão, procure sempre acrescentar os dados que possam engradecer o currículo como novas capacitações, experiências, e claro, outras informações de contato, caso necessário.
Outro ponto importante é atualizar o layout do documento para que ele tenha uma harmonia visual. Afinal de contas, para conquistar uma posição na área de Design, é preciso demonstrar logo de cara criatividade e bom gosto. O Pinterest é uma excelente fonte de referências para tornar o currículo ainda mais atraente.

8. Invista em cursos livres

Sabemos que a educação é um pilar primordial em qualquer área, pois é por meio dela que as oportunidades se abrem a nossa frente. Por isso, os cursos livres são uma excelente opção de investimento já que são rápidos, práticos e focados em áreas de atuação específicas. Sem falar que o custo é mais acessível do que em capacitações mais longas.
Outro benefício que esse tipo de formação oferece é a chance de colocar a mão na massa e aprender enquanto estuda. Muitas vezes, em cursos maiores como em uma graduação, a prática não é tão estimulada quanto nesses cursos livres. Portanto, é um excelente momento para unir à teoria à execução e acelerar o seu resultado na carreira.

9. Aposte no networking

Se tem uma prática que ainda funciona é o networking. Dessa forma, ir a eventos presenciais é uma estratégia para se aproximar de contatos profissionais interessantes. Certamente, o meio em que vivemos influencia, mesmo que indiretamente, nas decisões que tomamos frequentemente.
Por essa razão, é de suma importância se aproximar de profissionais excelentes e que podem ajudar você de alguma forma. Mas lembre-se: o networking é construção de uma relação mútua de ganhos. Aquela postura de procurar as pessoas somente quando precisa de algo não é bem vista.
Assim, procure pensar em quais contatos da sua agenda poderiam ser úteis na sua jornada de trabalho e em como você também poderia contribuir para a carreira deles. A ideia é criar uma rede forte e confiável em que todos sejam beneficiados.

10. Estude a vaga e a empresa

Por mais óbvio que pareça, algumas pessoas simplesmente se candidatam à tantas vagas que acabam confundindo as empresas e as oportunidades oferecidas. Desse modo, é bastante comum encontrarmos profissionais que chegam às entrevistas sem informações sobre a organização contratante e a ocupação disponível.
Esse é um dos primeiros sinais de descaso e falta de interesse, ou seja, é o mínimo que uma pessoa deve saber ao ser convocada para uma entrevista. Sendo assim, explore a internet para descobrir o máximo de detalhes possível sobre o negócio.

11. Tenha cuidado com as postagens nas redes sociais

Muitas empresas já consideram as redes sociais das pessoas como pré-requisitos para avaliar um candidato. Afinal, esse espaço democrático permite que o profissional exponha seus valores, interesses e visão de mundo. Em algumas situações, os candidatos podem ser avaliados negativamente em uma entrevista em virtude da falta de bom senso nos canais digitais.
Por isso, é essencial ter cautela e compreender que apesar de ser um perfil pessoal, não é tudo que deve ser postado ali. Nesse momento é indispensável desenvolver o discernimento para decidir o que pode ou não ser publicado.

12. Invista em autoconhecimento continuamente

As pessoas mudam o tempo todo e, mesmo que você entenda seus pontos fortes e fracos, é sempre muito importante ir além nesse trabalho de desenvolvimento pessoal. Entender o seu propósito e o estilo de vida de que você mais gosta, por exemplo, vai auxiliar nessa busca profissional.
Se uma pessoa identifica que ama trabalhar em casa e que se sente feliz tendo qualidade de vida, dificilmente ela será bem-sucedida ao ser contratada em um modelo de trabalho muito tradicional, por exemplo. Nesse caso, o home office é uma das formas mais coerentes com essa visão de mundo.
Entender essa questão faz toda diferença e ajuda a evitar a perda de tempo com oportunidades que não fazem sentido para você. Dessa maneira, é primordial parar de olhar para a vida profissional dos outros e entender o que você realmente deseja para a sua carreira.

13. Desenvolva a resiliência

A capacidade de lidar e superar situações difíceis é desenvolvida ao longo da vida. É importante destacar que, no início da carreira, nem sempre a primeira entrevista proporcionará um resultado positivo. Porém, é preciso ter perseverança e continuar estudando para estar mais preparado paras as próximas oportunidades, pois elas certamente virão.
Sem falar que ser resiliente implica também em se tornar humilde para perceber o que precisa ser mudado, ou quais características impediram a conquista de uma oportunidade. Ter essa visão é indispensável para ter sucesso na carreira.

14. Cultive a inteligência emocional

Outro fator que contribui muito para o desenvolvimento da carreira é a inteligência emocional. Saber lidar com as próprias emoções também é um aspecto muito valorizado pelas empresas. Afinal, um profissional que é um excelente líder de si mesmo apresenta reflexos positivos na conduta com os colegas de trabalho.
Em outras palavras, além de apresentar muitas características positivas, esse profissional é considerado estratégico no cenário empresarial. Já foi o tempo em que apenas as competências técnicas eram valorizadas e requisitadas pelas empresas. Mesmo na área criativa, é preciso lembrar que você vai lidar com pessoas.
Portanto, invista no desenvolvimento da sua inteligência emocional e você também obterá excelentes frutos — não só pessoais, mas profissionais!
Neste post, abordamos as principais dicas sobre como se preparar para uma vaga de criação. Se você quer ficar antenado às tendências e novidades das diversas áreas do Design, assine a nossa newsletter!

 

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!