7 técnicas de brainstorming infalíveis para gerar novas ideias

Quer ter novas ideias para o seu negócio? Separamos 7 técnicas de brainstorming para você testar e conhecer. Confira tudo no artigo completo!

Autor: Redação Impacta

As técnicas de brainstorming podem ser valiosas para superar bloqueios criativos e avançar em ideias que tragam soluções para diferentes problemas em projetos. Isso porque as sessões permitem que os participantes exponham suas sugestões e realizem debates com contribuições sobre determinadas situações.

A “tempestade de ideias”, como é conhecida, envolve tanto o desenvolvimento de produtos até a solução de problemas que possam acometer a empresa. Assim, o brainstorming pode ser, justamente, a peça que faltava para muitos negócios alcançarem o patamar de sucesso.

Ficou curioso sobre o assunto? Então, continue acompanhando e confira 7 técnicas de brainstorming infalíveis para gerar novas e efetivas ideias. Confira a seguir!

O que é brainstorming e qual sua importância?

O brainstorming consiste em uma técnica que tem o objetivo de gerar grandes volumes de ideias, tendo como base alguns princípios, como foco em quantidade, ausência de críticas e combinação das ideias.

Por exemplo, vez ou outra, uma marca concorrente lança uma proposta no mercado que faz o maior sucesso, e isso geralmente é fruto de um bom brainstorming. 

A prática é capaz de gerar diversas ideias em um curto espaço de tempo e, quando se torna um hábito na empresa, os funcionários tendem a antecipar as tendências do mercado, sendo mais colaborativos e criativos no trabalho.

O brainstorming é valioso sobretudo para quem deseja trabalhar em startups, com gamificação ou em eventos de hackathon, em que muitas visões são transformadas em realidade. 

Para que a equipe responsável pelo brainstorming seja mais produtiva, é fundamental estabelecer um objetivo desde o início e certificar-se de que todos os participantes o conheçam. Do mesmo modo, é recomendado que o ambiente seja favorável para que as ideias fluam naturalmente e sem pressão, o que também ajuda os profissionais a pensarem diferente.

Tudo isso deve minimizar possíveis conflitos e situações tensas por conta de diferentes pontos de vista. Mas é preciso ter em mente que o brainstorming é uma técnica construtiva, que deve favorecer os relacionamentos interpessoais, e não prejudicá-los. O ideal é contar com um líder para gerenciar cada sessão, garantindo que elas ocorram sem maiores problemas.

Quais são as principais técnicas de brainstorming?

Geralmente, o foco inicial do processo de brainstorming é a quantidade de ideias, em vez da qualidade. Assim, a prática encoraja as pessoas para que elas tragam qualquer tipo de pensamento, seja bom ou ruim, sem que haja qualquer julgamento. 

Após reunir todas as sugestões, as opções são analisadas posteriormente para que a equipe alcance ideias inovadoras e melhores soluções para os desafios. Com isso, evita-se o bloqueio criativo e podem surgir novas estratégias de marketing. 

A seguir, listamos 7 técnicas de brainstorming que oferecem produtividade e eficiência para as empresas.

tecnicas de brainstorming

1. Mapa Mental

O Mapa Mental tem o objetivo de reunir todas as informações de uma questão e resumi-la em apenas três palavras. Ou seja, é preciso identificar os termos que mais expressam a ideia de forma objetiva e clara, fazendo com que a equipe trabalhe a partir dos conceitos apresentados. 

O maior intuito, portanto, é pensar em palavras que estejam relacionadas com o problema ou solução. Quando o Mapa Mental é executado repetidas vezes, o provável é que os colaboradores alcancem ideias boas e criativas.

2. Diagrama de Ishikawa

Também conhecido como Espinha de Peixe ou Causa e Efeito, o Diagrama de Ishikawa é um método prático para a análise e resolução de problemas. O maior objetivo da ferramenta é identificar as causas que geram determinados efeitos ou dispersões em um projeto, por exemplo.

Quando bem elaborado, ele é capaz de manter o foco da equipe e exibir, de forma visual, clara e lógica, todas as relações do processo de gerenciamento das ideias.  

3. Brainstorming Invertido

Nessa técnica, a ideia é que os participantes façam sugestões por meio de perguntas ao contrário. Ou seja, em vez de perguntar qual a solução para determinado problema, a questão fica mais direcionada em torno das causas que geraram o desafio.

Isso porque diversas ideias inusitadas podem surgir do ponto de vista oposto, o que também favorece a identificação de uma série de situações relativas à empresa e ao negócio. 

4. Starbusting

O Starbusting geralmente desafia as equipes a formularem o máximo possível de perguntas sobre determinado assunto, ao invés de simplesmente apresentar as respostas. Para isso, os colaboradores devem ser sistemáticos e compreensivos, entendendo como se dá a resolução de problemas e a tomada de decisões para, após isso, propor projetos viáveis e que levem em conta todos os aspectos do empreendimento.

5. Pensamento Lateral

A técnica de Pensamento Lateral é utilizada para provocar novas ideias de uma forma simples, com o intuito de que a realidade possa ser apresentada por ângulos diferentes. Para que a ferramenta funcione corretamente, a direção do pensamento deve ser claramente definida, dando espaço para uma solução. 

6. Análise SWOT

A análise SWOT é extremamente útil para a elaboração de planejamentos estratégicos nas empresas. Ela é capaz de identificar as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças relacionadas à competitividade da marca no mercado e também na questão de elaboração de projetos.

Por meio da técnica, portanto, é possível prever riscos e analisar fatores internos e externos que podem ser favoráveis ou não para a continuidade dos negócios.

7. Desafio dos Atributos

Por fim, o Desafio dos Atributos tem o objetivo de ajudar os colaboradores a pensarem melhor no que realmente é esperado da sua empresa, considerando-se o ponto de vista da gestão, dos consumidores e da concorrência.

Em outras palavras, o desafio consiste, basicamente, em se colocar na posição de outras pessoas que consomem o produto ou serviço, criando mais empatia e fidelização para o negócio.

Viu só como as técnicas de brainstorming podem ser valiosas para o sucesso do empreendimento? O ideal é que as equipes tenham liberdade para discutir as ideias e propor soluções inovadoras, impulsionando a troca real de experiências, conhecimentos e conceitos entre todos os envolvidos. 

Gostou do conteúdo? Para ficar por dentro de todas as novidades da Impacta, curta a nossa página no Facebook!

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!