Minha Conta
Recuperar Senha

Digite seu endereço de e-mail que foi cadastrado e enviaremos seus dados de acesso.

Minha Conta

A senha deve conter no mínimo 6 caracteres.

Ao se cadastrar, você concorda com a Política de Privacidade e Segurança

Mudar Data: Photoshop CS6 Módulo I
Preço
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
  Itens Preço
Carrinho de Compras
O carrinho está vazio.
INVESTIMENTO TOTAL:0,00

Esqueci minha senha

Foi enviado um e-mail para com os dados de acesso.

Entenda o que é a modelagem de banco de dados

Um dos momentos mais críticos no processo de desenvolvimento de um software é a modelagem de banco de dados. Nessa fase, deve-se entender precisamente a necessidade do requisitante, para que o produto final atinja os objetivos estabelecidos por ele.

Um erro durante a modelagem compromete a usabilidade do sistema final, tendo em vista a necessidade de retrabalho, que aumenta o custo do processo de desenvolvimento.

Para que isso não ocorra, detalharemos a seguir os passos fundamentais no processo de modelagem de um banco de dados. Entenda cada um deles:​

1. A análise de Requisitos

Essa fase é na qual se procura entender a regra do negócio, ou seja, como o sistema será usado e, também, o objetivo e uso do sistema que será desenvolvido. Nesse momento, o cliente e os futuros usuários do sistema são ouvidos, para que se possa compreender quais são suas necessidades.

2. A definição do Modelo Conceitual

A fase seguinte, conhecida como Modelo Conceitual, procura desenhar as relações entre as diversas áreas ou usuários do sistema para um modelo ainda teórico.

Nesse momento, entra em cena o uso de diagramas de relacionamento, que procuram descrever graficamente os atores e suas ações. A linguagem UML — Unified Modeling Language, ou Linguagem de modelagem unificada — é geralmente a escolhida para essa fase.

Ela permite representar, em forma de entidades e relacionamentos, os atores participantes. Assim, a regra de negócio começa a tomar forma no projeto do banco de dados.

3. A definição do Modelo Lógico

O próximo passo é a elaboração do Modelo Lógico. A partir daí, algumas regras ou restrições já começam a ser implementadas no desenho, como as chaves primárias: valores únicos que não podem ter duplicatas.

Por exemplo, um cadastro de clientes ordenado por CPF. Como registro único, não podemos ter dois clientes com um mesmo registro de pessoa física.

Também os relacionamentos entre as entidades, chamados de chaves estrangeiras são definidos, como o cadastro de vendas, no qual há o registro dos itens vendidos. Essa parte é importante para a integridade e confiabilidade das informações.

4. A definição do Modelo Físico

Na fase de criação do Modelo Físico, entram em cena os detalhes técnicos do projeto: qual o produto mais se adéqua à necessidade do cliente e que tipo de política de backup e segurança será implantada.

Nessa fase, há a geração dos scripts em código SQL que vão criar a base de dados do sistema. Por isso, aqui a tecnologia aplicada já toma o lugar primordial, pois a parte de negócios já foi definida e estabelecida.

Entenda como fazer a modelagem de banco de dados

O preparo profissional para projetos com modelagem de banco de dados

O entendimento do processo descrito faz parte da capacitação do profissional, seja ele um administrador de bancos de dados, um analista de sistemas ou um desenvolvedor.

Para isso, um curso de capacitação ou programa de certificação vai torná-lo apto a desenvolver as atividades necessárias para o projeto.

Além disso, estar atualizado com as tecnologias presentes no mercado sempre coloca tal profissional na mira de grandes empresas.

Se você quiser conhecer mais sobre modelagem de banco de dados, bem como outras soluções de TI, gostaríamos de ter sua companhia nas Redes Sociais. Siga-nos no FacebookTwitter, e no LinkedIn.
[fbcomments url="" width="100%" count="off" num="3" countmsg="wonderful comments!"]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

Artigos Relacionados