faceboook

Programadores do Bitcoin: você sabe quem são eles?

A criptomoedas são uma realidade cada vez maior no mercado, mas quem são os profissionais por trás delas? Conheça aqui os Programadores do Bitcoin!(...)

Autor: Redação Impacta

Estamos passando por uma revolução tecnológica que vem causando uma série de mudanças no mercado de trabalho. Os profissionais do futuro tendem a encontrar cada vez mais espaço para trabalhar com economia criativa, Data Science, Analytics e Business Intelligence (BI), por exemplo. Nesse contexto, uma profissão que chama a atenção é a dos chamados programadores do Bitcoin.

A moeda digital ganhou notoriedade devido ao seu potencial para diversas atividades das empresas. Contudo, manuseá-las exige o conhecimento de um profissional especializado. Neste artigo, você vai aprender o que fazem esses programadores, como é sua rotina e o que você precisa fazer para fazer carreira nessa área. Então, vamos lá!

O que é o Bitcoin e o que fazem os programadores?

O primeiro passo para entender o que fazem esses profissionais é compreender o que exatamente eles programam. Afinal, o que é Bitcoin? A criptomoeda ganhou notoriedade mundial, ficando conhecida como o dinheiro do futuro ou simplesmente dinheiro virtual. No entanto, se os bancos também fazem transações pela internet, o que há de tão especial no Bitcoin?

O segredo está no sistema de controle das transações. De forma resumida, todo país conta com instituições financeiras que controlam o dinheiro que circula por meio de um registro. É como um livro-razão, ainda que hoje seja virtual: toda vez que movimentamos dinheiro do banco, ele anota de onde veio e para onde vai aquela quantia.

A grande sacada dos criadores do Bitcoin foi usar a tecnologia do Blockchain para descentralizar esse controle. Como é possível, então, validar uma transação virtual? O sistema é um tanto complexo, mas a lógica é simples: o registro é compartilhado entre todos os usuários, como uma série de blocos unidos por uma corrente.

Sempre que uma transação é feita, o algoritmo confere uma chave criptografada entre os dois e altera as chaves. Isso permite um ganho enorme de agilidade e torna o processo mais democrático, já que não há mais uma única instituição que controla e pode acessar os dados de todas as transações.

O papel do programador do Bitcoin

Toda essa infraestrutura exige, é claro, profissionais capacitados para manter funcionando as chamadas carteiras virtuais. O Bitcoin, na verdade, é baseado em código-aberto (open source), o que significa que qualquer pessoa pode propor contribuições na plataforma mundial, o GitHub.

Quando uma implementação é proposta, os programadores discutem entre si para aprovar ou não a mudança. Nesse sentido, um programador de Bitcoin pode trabalhar tanto promovendo melhorias e ajudando a gerenciar a plataforma, quanto desenvolvendo e gerenciando outra criptomoeda também baseada em Blockchain.

Por mais que o Bitcoin seja a mais famosa moeda virtual, existem muitas outras por aí. Empresas e organizações em geral optam por desenvolver uma para manter um sistema interno de trocas, premiação de funcionários, oferta de benefícios e brindes a clientes etc.

Como é a rotina dos programadores do Bitcoin?

Inicialmente, o programador do Bitcoin trabalha de forma voluntária para propor melhorias. Contudo, alguns ganham notoriedade no GitHub e podem se tornar parte dos chamados “programadores-chave”. Esse grupo seleto é o responsável por avaliar as propostas e votar se elas devem ou não ser implementadas no sistema.

Na prática, são os únicos com acesso autorizado para alterar o código na fonte. Nesse contexto, alguns deles trabalham ainda com startups que oferecem serviços digitais, geralmente relacionados às criptomoedas, ou recebem investimento de empresas para fortalecer o próprio Bitcoin. Afinal, uma parcela cada vez maior delas usa a moeda de alguma forma.

Então, você pode perceber que a programação é uma habilidade fundamental para esse profissional — mas não é a única. Boa parte da sua rotina é voltada à criação, revisão, aprimoramento e análise de códigos. Ainda assim, é preciso lidar com o desenvolvimento de forma mais ampla.

Observando o perfil de programadores do Bitcoin bem-sucedidos, podemos notar que outras habilidades muito valiosas são o pensamento lógico, a curiosidade, o interesse pela inovação e a própria disposição para aprender coisas novas. São virtudes que as novas gerações têm de sobra: não basta simplesmente executar um plano e criar uma funcionalidade, é preciso pensar fora da caixinha e buscar melhoria contínua.

Como, então, podemos desenvolver essas habilidades?

Como se tornar um programador do Bitcoin?

Para começar, você deve buscar uma formação de qualidade. Um curso superior na área de programação é fundamental: Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Banco de Dados, Gestão da Tecnologia da Informação, Redes de Computadores, Sistemas de Informação etc.

Cada uma dessas áreas tem um foco específico, mas todas elas abordam — ainda que em níveis diferentes — a programação e a criação de softwares. Quem almeja fazer uma carreira com tecnologia deve ter em mente que as linguagens de programações são muitas, e o primeiro passo é entrar de cabeça na Graduação para praticar bastante.

Uma das vantagens dessa profissão é a possibilidade de começar bem cedo. Mesmo durante os anos de estudo, você pode entrar no GitHub e se familiarizar com o ambiente. Quando começar a programar suas primeiras linhas, desenvolva o hábito de estudar os códigos propostos na plataforma.

Uma dica valiosa é não se apegar tanto a compreender linha por linha no primeiro momento. Tenha foco na lógica da coisa e busque entender a arquitetura do sistema e das suas funcionalidades. Esse olhar panorâmico da coisa é extremamente produtivo, já que dá a você a capacidade de pensar em melhorias inovadoras para aquele código.

Por fim, não deixe de investir na continuidade dos estudos para criar um diferencial. Se você quer se destacar no GitHub ou em empresas que lidam com o Bitcoin, vale a pena buscar uma Pós-Graduação em áreas como Gestão de TI, Engenharia de Software, BI com Big Data ou mesmo Arquitetura da Informação.

Como você pôde ver, estamos falando de uma das profissões que tendem a ganhar cada vez mais espaço no mercado de trabalho. Se quer ser um dos programadores do Bitcoin e começar sua carreira com o pé direito, busque uma formação de alto nível. Com o apoio de uma instituição de qualidade e confiável, você terá toda a base que precisa para ter sucesso nessa área!

Se gostou do post, aproveite para ver mais conteúdos de qualidade! É só seguir nossas páginas no Facebook, Instagram, LinkedIn, Twitter e YouTube!

Deixe o seu comentário!

Não perca nenhum post!