Saiba agora quais são as tendências de design para 2018
Minha Conta
Recuperar Senha

Digite seu endereço de e-mail que foi cadastrado e enviaremos seus dados de acesso.

Minha Conta

A senha deve conter no mínimo 6 caracteres.

Você está criando uma conta para sua empresa?

Ao se cadastrar, você concorda com a Política de Privacidade e Segurança

Mudar Data: Photoshop CS6 Módulo I
Preço
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
  Itens Preço
Carrinho de Compras
O carrinho está vazio.
INVESTIMENTO TOTAL:0,00

Esqueci minha senha

Foi enviado um e-mail para com os dados de acesso.

Saiba agora quais são as tendências de design para 2018

Assim como costuma acontecer nas áreas de arquitetura e decoração, nos campos do design também surgem estilos que ganham destaque e passam a servir como referência para novos projetos. Que tal conhecer agora quais são as tendências de design para 2018?

Esses estilos que se destacam e acabam sendo vistos com uma maior frequência nos projetos são considerados tendências — ou seja, são como orientações do que está sendo interessante no momento, que acabam inclinando as ideias das criações para uma mesma direção.

Se você tem interesse no assunto e que saber mais sobre o tema, não deixe de conferir o nosso post de hoje. Ele vai te ajudar a entender as principais tendências para este ano na área do design. Acompanhe!

O que é design e o que faz o profissional dessa área?

Design é uma área que lida diretamente com criatividade e desenvolvimento de novos produtos. Dentro dela existem diversas especialidades, como o design de interiores, de joias, de automóveis, de moda e o design gráfico — essa última é a área que mais tem relação com as tendências que vamos apresentar, pois lida diretamente com projetos visuais.

O principal papel do profissional que trabalha com design é solucionar problemas por meio da criação, seja de novos bens de consumo ou, no caso do designer gráfico, o desenvolvimento de projetos de comunicação visual — que podem ser voltados para a web, como o visual de sites, blogs, imagens para as redes sociais, entre outros.

Também é papel do designer gráfico a criação de outdoors, cartazes, comerciais para a TV, embalagens de todos os tipos, e também a identidade visual de uma empresa, como o logotipo. 

É comum que designers trabalhem em parceria com publicitários e profissionais de marketing, sendo o principal objetivo apresentar projetos que agradem aos clientes e consigam transmitir as informações necessárias com clareza.

 As tendências de design para 2018

Quais as principais tendências de design para 2018?

Agora que você já sabe melhor o que é design e o que pode ser feito por um designer, vamos conhecer quais são, afinal, algumas das principais tendências que estão sendo vistas e prometem continuar aparecendo bastante nos projetos. Veja a seguir!

Cores vibrantes 

Com toda a quantidade de informações com as quais estamos nos acostumando a conviver — principalmente ao navegar pela internet e em nossas redes sociais — é preciso pensar em formas de chamar a atenção das pessoas.



Uma das maneiras que tem sido bastante utilizada para atingir esse objetivo é a escolha de cores vibrantes e não convencionais, como tons que chegam até mesmo a transmitir a sensação visual de fluorescência.

Entretanto, é preciso ter cuidado redobrado ao optar por cores fortes, já que uma imagem não deve se tornar rapidamente cansativa aos olhos de quem a vê. Então, o que vem sendo observado é uma mistura equilibrada dessas cores.

O efeito Duotone é uma excelente técnica que consiste na alteração das cores de uma fotografia para deixá-la apenas com dois tons evidentes, e vem sendo muito utilizada seguindo a tendência das cores vibrantes.

Gradiente 

Assim como a escolha de cores vibrantes, outra tendência muito forte em peças de comunicação visual ainda é o gradiente entre duas cores. Fazer um degradê entre dois tons pode ser a opção perfeita para equilibrar uma imagem que apresente algum tom vibrante.

Para isso basta escolher outra cor mais sóbria para que a junção fique agradável aos observadores. Isso traz equilíbrio de cores e não deixa a imagem cansativa de se ver.

Tipografia 

A ideia de chamar a atenção do público com uma mensagem escrita sempre esteve presente ao longo da história do design gráfico e da publicidade. E agora, mais do que nunca, desenvolver tipografias especialmente para transmitir informações textuais continua em alta.

Criar um projeto gráfico com foco na tipografia é uma forte tendência do design moderno, e as letras podem até mesmo ser desenhadas manualmente, principalmente quando a proposta é apresentar uma solução diferenciada e exclusiva.

Linhas geométricas 

As formas e linhas geométricas já estão sendo vistas há algum tempo em diversos projetos criativos. A tendência é continuar encontrando projetos que sigam esse tipo de organização, mas dessa vez com uma maior mescla de estilos aqui citados, como a preferência por cores vibrantes e efeitos degradê, por exemplo.

Realidade aumentada 

O fato de que a cada dia aumenta o número de pessoas com acesso aos smartphones também influencia diretamente nas tendências para o mercado do design. O que acontece é que, usando o telefone celular, é possível acessar, por meio da câmera, informações em Realidade Aumentada.

Ou seja, as empresas já estão investindo em projetos com esse tipo de tecnologia interativa, nos quais os usuários visualizam formas, figuras e textos em movimento por intermédio dos celulares — é como se aquelas imagens estivessem escondidas no mundo real e as lentes das câmeras dos telefones servissem como os óculos que permitem enxergá-las.

Artes feitas à mão

As ilustrações digitais com aspecto de pintura manual começaram a conquistar mais adeptos nos últimos anos e estão em crescente tendência para os próximos.

Desenhar manualmente e depois finalizar em softwares de edição gráfica permite um maior nível de detalhamento e até mesmo ajuda a deixar o projeto de design com um visual mais humano e amigável.

Espaço negativo

Funcionando quase como uma ilusão de ótica, o uso do espaço negativo também não é novidade no mundo do design gráfico, mas vem ganhando cada vez mais espaço nos projetos publicitários.

Isso se deve justamente ao fato de conseguir se destacar e chamar a atenção entre os demais, uma vez que a verdadeira mensagem da imagem fica levemente escondida ao primeiro olhar e a curiosidade em percebê-la instiga os observadores.

Uma forte tendência é unir o uso do espaço negativo com a forte presença da tipografia nos projetos visuais, fazendo com que a mensagem seja transmitida tanto pelo texto quanto pelas imagens que se formam com o contraste de luz e sombra.

E então, o que achou das tendências de design para 2018? Já percebeu algumas delas sendo usadas por aí? A ideia de apontar as tendências é ajudar você a ficar de olho no que está sendo usado com maior frequência pelos designers contemporâneos, além de conhecer o que está sendo bem avaliado e fazendo sucesso neste mercado.

Outro tema que está em alta é o Design Thinking e o poder transformador que essa estratégia vem exercendo nos negócios. Você já ouviu falar sobre este assunto? Aproveite para conhecer agora as 5 etapas do processo de Design Thinking! Afinal, quanto mais conhecimento melhor, não acha?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

Artigos Relacionados