Minha Conta
Recuperar Senha

Digite seu endereço de e-mail que foi cadastrado e enviaremos seus dados de acesso.

Minha Conta

A senha deve conter no mínimo 6 caracteres.

Ao se cadastrar, você concorda com a Política de Privacidade e Segurança

Mudar Data: Photoshop CS6 Módulo I
Preço
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
  Itens Preço
Carrinho de Compras
O carrinho está vazio.
INVESTIMENTO TOTAL:0,00

Esqueci minha senha

Foi enviado um e-mail para com os dados de acesso.

Entenda de uma vez por todas o banco de dados SQL Server

Para conseguir sucesso na carreira, os profissionais precisam estar antenados com as tendências do mercado, especialmente às oportunidades para se aperfeiçoar e complementar a formação. Nesse sentido, mostrar algum conhecimento sobre o funcionamento dos principais bancos de dados, como o SQL Server, pode ser um diferencial competitivo de respeito.

Não sabe do que se trata? Fique tranquilo, neste artigo vamos explicar o que é o SQL Server, como funciona e onde é utilizado. Venha conosco e boa leitura!

Para o que servem os bancos de dados?

A informação é um dos bens mais preciosos para as empresas na atualidade. Dados sobre o cadastro de clientes, com suas preferências e hábitos, contratos, registros de compra e venda, transações financeiras e muito mais precisam ser devidamente armazenados e recuperados de forma rápida e eficiente.

Até algum tempo, essas informações eram registradas em papel e guardadas em arquivos físicos, procedimento que foi substituído pelo uso de bancos de dados eletrônicos, que agilizaram e facilitaram em muito a vida de pessoas e organizações. Tecnicamente, os programas que controlam as operações sobre essas massas de dados recebem o nome de Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados (SGBD).

O que é o SQL Server?

Com o advento dos bancos de dados, grandes empresas de tecnologia passaram a desenvolver sistemas especializados nesse processo, sendo o SQL Server um dos gerenciadores mais robustos e seguros da modalidade.

Criado pela Microsoft, esse SGBD foi lançado originalmente em 1988, em uma parceria com a empresa Sybase. Na época, funcionava exclusivamente em equipamentos com o sistema operacional OS/2. A partir de 1994, foi disponibilizada uma versão para Windows, o que ajudou a popularizar e sedimentar o produto no mercado.

Quais as principais características?

O SQL Server é um gerenciador de bancos de dados relacional, o que significa dizer que as informações que manipula estão armazenadas em campos de tabelas. Para facilitar o entendimento, imagine, por exemplo, uma tabela de clientes, em que cada linha contém os registros de nome, endereço e estado civil. São estruturas como essa que o banco controla.

Adicionalmente, o sistema oferece recursos avançados para facilitar a atualização dos dados e garantir que as informações armazenadas se mantenham corretas e confiáveis. Entre as funcionalidades podemos destacar:

Segurança

O SQL Server atua com sistemas de criptografia integrada, garantindo que os dados somente serão visualizados ou alterados por usuários que possuem autorização expressa para tal. É possível que o administrador do sistema defina permissões para acesso apenas a determinadas tabelas, por exemplo.

Adicionalmente, oferece registros de acesso e operações realizadas em determinado período, o que permite realizar trilhas de auditoria para identificação de responsabilidades.

Integridade

Com o uso de controles sobre os dados, o SQL Server impede que sejam geradas inconsistências que inviabilizem a utilização precisa das informações. Vamos a um exemplo prático: imagine que exista uma tabela de funcionários, em que um dos campos seja o código do departamento em que trabalha. Uma outra tabela, de departamentos, contém o código e nome do respectivo departamento.

Em função das regras de integridade nativas do SGBD, um usuário não conseguirá excluir um departamento que possua funcionários associados. Isso é feito de forma transparente, para que não exista uma informação sem a correspondente relação no banco de dados, ou seja, um código de departamento sem seu nome na tabela devida.

Concorrência

O banco de dados da Microsoft possibilita que mais de um usuário acesse a mesma tabela ao mesmo tempo. Obviamente, existe um controle inteligente para manter a consistência das informações, isto é, para garantir que os dados estejam devidamente atualizados.

Isso é obtido com o uso de bloqueios parciais, alertas e também da gravação de versões anteriores dos dados, como forma de consolidar a base de dados.

entenda o banco dados SQL Server

Para quem o SQL Server é direcionado?

Se está pensando em estudar banco de dados, saiba que o SQL Server é indicado para profissionais que estão iniciando carreira em tecnologia da informação e têm a necessidade de conhecer os recursos mais comuns da linguagem SQL (Structured Query Language), a principal ferramenta para realização de consultas e operações em bancos de dados.

Também pessoas que pretendem desenvolver funcionalidades em sites de e-commerce deveriam conhecer os fundamentos do produto, que é um dos mais utilizados nesse tipo de aplicação.

No domínio corporativo, o SQL Server pode ser usado por empresas de vários portes e segmentos, com destaque para indústrias, bancos e instituições governamentais. De forma geral, entretanto, é indicado para qualquer usuário ou organização que tenha necessidade de guardar informações para consulta e uso posterior.

Quais as edições do produto?

Como foi pensado para atender a públicos e plataformas distintas, existem algumas edições do SQL Server disponíveis, variando especialmente em relação à carga de trabalho que suportam (desde pequenas aplicações locais até a possibilidade de acesso a milhões de pessoas via internet).

O produto pode ser encontrado em versões gratuitas e pagas, sendo nesse caso mais barato do que as versões similares de outros SGBDs conhecidos. Conheças as cinco edições da versão 2017 do SQL Server:

Express

É a edição mais básica do banco de dados. Gratuita, serve especialmente para quem deseja ter seu primeiro contato com o produto, sem a necessidade de fazer um grande investimento.

A Express Edition é indicada ainda para pequenas empresas e desenvolvedores independentes, que criam aplicações baseadas em bancos de dados.

Desenvolvedor

Com alguns recursos a mais que a versão anterior, essa opção inclui as funcionalidades da versão Enterprise (a mais completa), mas é licenciado apenas para uso em ambiente de testes e desenvolvimento.

Por isso, é recomendado para empresas e profissionais que criam e testam aplicações mais robustas, sem a necessidade de ter o produto completo, cuja aquisição ficaria a cargo de seus clientes.

Web

Trata-se de uma versão de baixo custo, ideal para hospedagem e gerenciamento de dados em sites diversos.

Standard

Essa edição oferece recursos básicos de gerenciamento, com algumas funcionalidades referentes a Business Intelligence (BI), além de ferramentas para suporte ao uso local e na nuvem.

Enterprise

É a versão mais completa do produto, com recursos abrangentes de gerenciamento do banco de dados e otimização de desempenho. Ideal para grandes corporações, que necessitam gerenciar bancos de dados com milhões de registros e acessos constantes.

Aqui, é importante destacar a possibilidade de realizar um upgrade de edição, ou seja, adquirir uma versão superior sempre que necessário. Por isso, é ideal começar com uma edição mais básica e acrescentar recursos quando — e se — precisar.

Neste post, explicamos os principais conceitos do banco de dados SQL Server. Gostou do texto? Quer saber mais sobre bancos de dados? Então baixe nosso e-book com um guia completo para conhecer tudo a respeito do assunto!

[fbcomments url="" width="100%" count="off" num="3" countmsg="wonderful comments!"]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

Artigos Relacionados