Minha Conta
Recuperar Senha

Digite seu endereço de e-mail que foi cadastrado e enviaremos seus dados de acesso.

Minha Conta

A senha deve conter no mínimo 6 caracteres.

Ao se cadastrar, você concorda com a Política de Privacidade e Segurança

Mudar Data: Photoshop CS6 Módulo I
Preço
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
  Itens Preço
Carrinho de Compras
O carrinho está vazio.
INVESTIMENTO TOTAL:0,00

Esqueci minha senha

Foi enviado um e-mail para com os dados de acesso.

7 servidores de aplicação úteis para desenvolvedores

Um servidor de aplicação é um software de framework essencial para desenvolvedores, independentemente de sua linguagem de programação de preferência. Também conhecido como middleware, ele disponibiliza um ambiente para execução e instalação de certas aplicações.

Como funciona um servidor de aplicação?

O objetivo de um servidor de aplicação é disponibilizar uma plataforma que abstraia do desenvolvedor de software algumas das complexidades de um sistema computacional.

Acessados por meio de uma conexão de rede, eles simplificam o desenvolvimento de softwares, ao realizar as seguintes atividades:

  • esconder as complexidades das aplicações distribuídas;
  • ocultar a heterogeneidade de hardware, sistemas operacionais e protocolos;
  • fornecer interfaces uniformes e de alto nível, usadas para fazer aplicações interoperáveis, reutilizáveis e portáteis;
  • disponibilizar um conjunto de serviços comuns, que minimiza a duplicação de esforços e melhora a colaboração entre aplicativos.


E, dentre tantas opções disponíveis por aí, selecionamos 7 servidores de aplicação entre os mais importantes, completos e populares, para auxiliá-lo no seu desenvolvimento!

1. Red Hat Jboss Middleware

Red Hat Jboss Middleware é um servidor de aplicação que leva a assinatura da JBoss e é desenvolvido pela Red Hat. Todo escrito em Java, esse servidor roda em múltiplas plataformas.

Com uma arquitetura modular, que permite que você escolha as configurações que precisa, o Red Hat JBoss Middleware é bem leve, o que permite o desbloqueio do valor dos ativos de TI já existentes, de forma fácil e rápida. Ele também oferece um tempo de inicialização extremamente rápido e o uso de plataformas integradas, que poderão ser implantadas em filiais remotas.

Além disso, ele possui um portfólio de middleware de código aberto com uma classe empresarial totalmente compatível, apresentando um risco menor de travamento, barreiras na entrada e na saída mais baixas e flexibilidade para instalar novas versões, sem ter que gastar com uma nova licença.

2. IBM WebSphere

O WebSphere é o nome de uma família de softwares da IBM — dentre elas, o WebSphere Application Server— para criação e execução de aplicações baseadas no padrão JAVA2EE. Esses softwares também fornecem infraestrutura para a integração de aplicações corporativas.

O WebSphere Application Server pode ser usado em rede local ou em nuvens públicas, privadas e híbridas. Em um ambiente de cloud hospedado, é possível iniciar a execução desse servidor em questão de minutos. Com ele, será possível:

  • adotar uma abordagem de cloud híbrida para modernizar e otimizar a infraestrutura do aplicativo;
  • conectar e expor a interface de programação de aplicativos e ligar aplicativos e dados a serviços de cloud computing, engajando, rapidamente, em uma economia de API;
  • acelerar a criação e o fornecimento de aplicativos nativos de cloud com modelos de programação adicionais e integração com fluxos de trabalho DevOps.

3. GlassFish Server

GlassFish Server, servidor de aplicação desenvolvido pela Oracle, é um software livre, que serve como referência de implementação para Servlets 3.0. Fácil e rápido de usar, esse servidor é baseado na plataforma Java e na tecnologia Enterprise Edition (Java EE), para o desenvolvimento e entrega de aplicações e serviços web.

Com um núcleo leve e extensível, com base nos padrões OSGi Alliance, o GlassFish ainda oferece console de administração para configuração e gerenciamento, container web, além do alto desempenho, garantindo confiabilidade e produtividade para o seu desenvolvimento.

7 servidores de aplicação uteis para desenvolvedores

4. Apache Geronimo

Apache Geronimo é um servidor de aplicação compatível com a especificação J2EE, desenvolvido pela Apache Software Foundation, e distribuído como software livre, sob a licença Apache. Ele integra o melhor de projetos livres para criar servidores Java/OSGi que atendam às demandas dos desenvolvedores ou administradores de sistemas de uma empresa.

A versão mais recente desse servidor de aplicação, o Gerônimo 3, tem atualizado o seu kernel com base na tecnologia OSGi. Ele suporta as especificações OSGi Core 4.3 e parte da OSGi Enterprise 4.2, incluindo as especificações Configuration Admin Service, Blueprint Container, Web Applications, JNDI Services, JPA Service e a JMX Management Model.

5. Jetty

Jetty é um servidor HTTP e Servlet Container, 100% escrito em Java, destacando-se pela sua fácil configuração. O Jetty provê um servidor web e um container javax.servlet, além de suporte para SPDY, WebSocket, OSGi, JMX, JNDI, JAAS, entre outros. Esses componentes são abertos e disponíveis para uso comercial e distribuição.

Esse servidor é usado em uma grande variedade de projetos e produtos, tanto em desenvolvimento como em produção, podendo ser facilmente incorporado a dispositivos, ferramentas, frameworks, servidores de aplicativos e clusters.

6. Zend Server

Zend Server, de acordo com sua própria descrição, é o “servidor PHP mais rápido do mercado”. Ele inclui mais de 80 extensões PHP e suporta servidores Web Apache, NGINX e IIS, às vezes, chamados Servidores PHP.

Esse servidor de aplicação é fornecido como pacote nativo para todas as principais distribuições Linux, Windows, MAC OS X e ambientes IBM, incluindo ambientes em nuvem populares, como o Amazon Web Services e o Microsoft Azure.

O Zend Server suporta todo e qualquer código PHP e fornece insights profundos sobre esse código, incluindo os aplicativos e frameworks mais populares do PHP, como WordPress, Magento, Drupal, Zend Framework, Symfony e Laravel. Qualquer código que você tenha em PHP será executado no Zend Server.

7. JOnAS

Um software livre certificado pela OSGi e desenvolvido em parceria pela Bull e OW2, em se tratando de Java, o JOnAS é significado de tecnologia de ponta. Ele funciona em cima de uma arquitetura OSGi, tornando trivial a integração dos componentes OSGi e iPOJO existentes.

O JOnAS fornece mecanismos de cluster de nível superior, para garantir escalabilidade e alta disponibilidade. Ao ser projetado em uma arquitetura de serviços baseada em OSGi, ele fornece um servidor de aplicativos dinamicamente adaptável.

O gerenciamento de servidores do JOnAS usa o JMX e fornece um console de gerenciamento baseado em servlet. Além disso, os recursos de gerenciamento de alto nível desse servidor de aplicação satisfazem até os mais exigentes profissionais de segurança da informação.

E aí, gostou das nossas dicas? Você conhece algum outro servidor de aplicação que deveria entrar nessa lista? Compartilhe nosso post nas suas redes sociais e ajude seus amigos a também conhecerem os servidores mais úteis para desenvolvedores!
[fbcomments url="" width="100%" count="off" num="3" countmsg="wonderful comments!"]
    1. Redação Impacta

      Tem razão, Helson. Uma falha imperdoável, mas que vamos corrigir para oferecer um melhor conteúdo. Obrigado pelo alerta, assim podemos sempre melhorar nossos artigos e materiais para compartilhar conhecimento.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

Artigos Relacionados