Minha Conta
Recuperar Senha

Digite seu endereço de e-mail que foi cadastrado e enviaremos seus dados de acesso.

Minha Conta

Ao se cadastrar, você concorda com a Política de Privacidade e Segurança

Mudar Data: Photoshop CS6 Módulo I
Preço
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
  Itens Preço
Carrinho de Compras
O carrinho está vazio.
INVESTIMENTO TOTAL:0,00

Esqueci minha senha

Foi enviado um e-mail para com os dados de acesso.

Saiba como elaborar um currículo para se mostrar para o mercado

A disputa no mercado de trabalho é bastante acirrada. De um lado, há diversos candidatos lutando pelas melhores oportunidades. Do outro, existem os profissionais de recursos humanos à procura da pessoa certa para cada vaga.

Diante desse cenário disputado, além de manter a atualização e qualificação na área de atuação, é preciso encontrar formas para despertar a atenção dos recrutadores. E uma das melhores maneiras de fazer isso é produzindo um bom currículo.

Esse documento é um resumo da sua trajetória profissional e acadêmica e quando preparado e organizado adequadamente, de forma direcionada para a vaga em questão, tem excelentes chances de abrir portas para a participação em um processo seletivo.

Porém, a maioria das pessoas não sabe como desenvolver um bom currículo. Só para se ter uma noção, apenas 20% dos currículos são aproveitados pelas empresas. E para você que não quer ter esse problema, a seguir apresentamos algumas informações para te mostrar como elaborar um currículo. Confira!

1. Deixe claros os seus dados pessoais e contatos

Um dos primeiros passos para elaborar o currículo é relacionar com clareza os dados pessoais. Parece algo básico, mas muita gente falha nesse ponto. Se ao bater os olhos, o recrutador não encontrar facilmente as informações sobre o candidato, provavelmente, ele será eliminado.

Portanto, logo no início inclua seu nome completo, endereço, telefone e e-mail — indique aquele que você costuma acessar com frequência e lembre-se de verificar sempre o lixo eletrônico e spam para acompanhar se chegou alguma mensagem nova. Por fim, adicionar o link para o seu perfil no LinkedIn também é uma excelente atitude, que complementa as demais informações.

2. Inclua suas experiências profissionais mais importantes

Quantas experiências profissionais você possui? Algumas pessoas já atuaram em diversas empresas, outras, em menos. Nesse ponto é importante relacionar as mais recentes e importantes. Por exemplo, se a vaga em questão é para engenharia e o seu primeiro emprego foi como atendente de padaria, essa experiência não está relacionada à oportunidade e não vai acrescentar muito no seu currículo. Na verdade, só vai ocupar espaço.

A ideia é mostrar ao recrutador que você tem experiência para suprir sua demanda. Desta maneira, adicione de preferência funções relacionadas ao cargo pretendido. Cerca de três experiências já está de bom tamanho.

Para quem é mais novo no mercado, a dica é adicionar os estágios, inclusive aqueles voluntários e os que foram executados na própria universidade. Já nesse caso, os empregos que não estejam diretamente relacionados à vaga em aberto podem ser incluídos, pois demonstram interesse em trabalhar.

Saiba como elaborar um currÍculo para se mostrar para o mercado

3. Relate sua formação acadêmica

A formação acadêmica deve ser citada por ordem de importância: primeiro a pós-graduação, depois, graduação cursos livres ou técnicos, que devem ser mencionados sempre que estiverem relacionados à vaga pleiteada ou mesmo por quem ainda não tem graduação.

Nesse tópico é imprescindível também relacionar o nome da instituição de ensino, o nome do curso e a data de início e término. Caso ainda esteja cursando algum dos cursos relatados, é preciso fazer essa sinalização. Mas se tiver começado e não concluído alguma graduação ou pós é melhor nem citar essa informação. Guarde para uma próxima etapa, mas também não minta sobre isso.

4. Tenha um objetivo claro

Esse é um ponto do currículo que gera muitas dúvidas sobre o que deve ser escrito. Primeiro, vale ressaltar que essa é uma informação direta e simples: dedique apenas uma linha para expor o seu objetivo com o envio do currículo.

Para quem está enviando para uma vaga específica, basta indicar o cargo pretendido. Por exemplo: atuar como analista de sistemas, analista de banco de dados, etc. Mas, quando alguém está enviando para o departamento de recursos humanos sem ser para uma vaga específica é possível apontar o cargo ou mesmo área pretendida.

Mas nesse ponto é fundamental não fazer diversas indicações. Não é uma boa estratégia atirar para todos os lados com o mesmo currículo, certo?

5. Destaque suas habilidades e qualificações

Esse tópico do currículo é para que você possa destacar as diversas habilidades e qualificações da sua trajetória profissional. Por exemplo, conhecimentos avançados em determinados tipos de processos que são fundamentais para a função.

Aqui você pode elencar projetos que liderou e as conquistas obtidas — lembrando que isso precisa ser dito de forma sucinta. Citar seu perfil de liderança e gestão, por exemplo, é um item que compensa bastante.

Outro ponto é com relação à proficiência em idiomas estrangeiros: descreva o nível real que possui. Se tiver estudado em escolas conceituadas ou mesmo fora do país vale uma menção também.

Com relação à informática só é válido incluir o conhecimento sobre softwares específicos para a função desejada, como linguagens de programação e programas de edição de imagens. É válido citar se você tiver conhecimentos avançados em programas mais complexos do pacote Office, como o Excel, já que essa é uma habilidade que muitos candidatos não possuem.

6. Tenha foco para elaborar seu currículo

Como você pôde perceber até aqui, há muita informação para descrever no currículo, porém mesmo assim é preciso manter a objetividade. Busque listar cada item de forma direta, uma vez que a proposta desse documento é apresentar de forma resumida todos os seus conhecimentos e experiências.

A dica é fazer o possível para manter tudo em apenas uma página. Duas são consideradas aceitáveis para cargos de gerência, de diretoria por exemplo, quando há exigência de longa trajetória profissional do candidato.

Outro ponto para tornar seu currículo perfeito é direcioná-lo corretamente para a oportunidade em questão. Para tal, busque especificar as experiências, conhecimentos e habilidades de acordo com o perfil exigido para a posição. A ideia é que o seu currículo ao ser analisado esteja completamente de acordo com o que é buscado pela empresa.

Por conta disso é que existe a recomendação de não incluir um festival de informações que não vão te ajudar a se destacar. Foco é a palavra de ordem. Pode dar mais trabalho, mas fazer um currículo direcionado para a vaga disputada traz melhores resultados.

Por fim, não deixe de fazer uma boa revisão para evitar erros gramaticais e, se possível, peça até mesmo para outra pessoa corrigir para você.

Agora que você já sabe como elaborar um currículo, aproveite e compartilhe esse artigo em suas redes sociais! Afinal, seus amigos também podem ter dúvidas sobre o assunto.

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

Artigos Relacionados