Minha Conta
Recuperar Senha

Digite seu endereço de e-mail que foi cadastrado e enviaremos seus dados de acesso.

Minha Conta

A senha deve conter no mínimo 6 caracteres.

Ao se cadastrar, você concorda com a Política de Privacidade e Segurança

Mudar Data: Photoshop CS6 Módulo I
Preço
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
  Itens Preço
Carrinho de Compras
O carrinho está vazio.
INVESTIMENTO TOTAL:0,00

Esqueci minha senha

Foi enviado um e-mail para com os dados de acesso.

Microsoft compra LinkedIn por US$ 26,2 bilhões. Entenda os motivos!

A notícia de que a Microsoft comprou o LinkedIn pegou todo mundo de surpresa nessa segunda-feira. A empresa de Bill Gates anunciou o acordo definitivo pela comprar da maior rede social profissional do mundo pela quantia de US$ 26,2 bilhões.

A bilionária transação superou o valor pago pelo Facebook na compra do WhatsApp em mais de US$ 4 bilhões e deve ser concluída até o final de 2016. Com o acordo, o LinkedIn deve manter sua marca, cultura a independência, continuando com o CEO, Jeff Weiner, que agora se reporta para o chefe da Microsoft, Satya Nadella

Microsoft compra LinkedIn: Entenda os motivos e como foi o acordo

Acordo em que Microsoft compra LinkedIn foi aprovado pelas duas empresas

Aprovado por unanimidade pelos diretores do LinkedIn e da Microsoft, o acordo foi apresentado como a união do maior serviço de cloud profissional com a maior rede social profissional com o objetivo de criar experiências mais produtivas, inteligentes e conectadas no mundo corporativo.

Satya Nadella elogiou a rede social explicou a aquisição. “O time do LinkedIn desenvolveu um negócio fantástico focado em conectar os profissionais do mundo. Juntos, podemos acelerar o crescimento da rede social, além do Microsoft Office 365 e o Dynamics, ao mesmo tempo em que buscamos dar poder a todas as pessoas e organizações do planeta”, disse.

Já o CEO do LinkedIn afirma que a intenção é mudar a maneira como as empresas e os profissionais atuam. “Assim como nós mudamos a forma como o mundo se conecta a oportunidades, esse relacionamento com a Microsoft e a combinação da nuvem deles e da nossa rede agora nos dão a chance de mudar a maneira como o globo funciona”, afirmou Weiner.

Processo de aquisições da Microsoft

Em entrevista ao site Business Insider, Nadella explicou o processo de definição de possíveis compras da Microsoft. Para iniciar o processo são feitas três perguntas:  
  • Será que ajuda a Microsoft a expandir o seu mercado potencial?
  • Será que ajuda a "montar novas tecnologias que estão aumentando o engajamento com os usuários?"
  • É fundamental para a Microsoft: algo em que a empresa pode diferenciar de forma única?
Segundo o chefe da gigante dos Softwares, o LinkedIn se encaixa em todas essas perguntas. Ainda no comunicado das companhias, os relevantes números da rede social profissional por si só já explicam o interesse pelo negócio. Veja:  
  • Mais de 433 milhões de membros pelo mundo todo, com crescimento de 19% ano a ano;
  • 105 milhões de visitantes únicos por mês, número que aumentou 9% em 12 meses;
  • 60% dos usuários atualmente acessam a plataforma por meio de dispositivos móveis;
  • As visualizações trimestrais das páginas dos usuários cresceram 34% em um ano, chegando a 45 bilhões de views;
  • 101% de aumento das ofertas de empregos no último ano, chegando a impressionantes 7 milhões de anúncios.

Veja o vídeo de entrevista com Satya Nadella e Jeff Weiner (em inglês):

E você, o que achou desse bilionário negócio? Deixe seu comentário!

Prepare para o sucesso!

Prepare-se com os cursos da Impacta e conquiste o mercado

Não importa qual seja a sua área, saber divulgar o seu trabalho é muito importante para chegar ao sucesso. A Impacta tem os melhores cursos para quem deseja se especializar no mercado de TI, gestão, design, marketing digital e desenvolvimento.Conheça os cursos aqui!

[fbcomments url="" width="100%" count="off" num="3" countmsg="wonderful comments!"]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

Artigos Relacionados