Minha Conta
Recuperar Senha

Digite seu endereço de e-mail que foi cadastrado e enviaremos seus dados de acesso.

Minha Conta

A senha deve conter no mínimo 6 caracteres.

Ao se cadastrar, você concorda com a Política de Privacidade e Segurança

Mudar Data: Photoshop CS6 Módulo I
Preço
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
  Itens Preço
Carrinho de Compras
O carrinho está vazio.
INVESTIMENTO TOTAL:0,00

Esqueci minha senha

Foi enviado um e-mail para com os dados de acesso.

7 dicas para melhorar suas habilidades de programação para Android

É muito fácil começar na programação para Android. Com uma comunidade enorme e amigável de desenvolvedores, código fonte disponível por completo e uma extensa documentação, seu apelo é quase irresistível.

E a grande variedade de ferramentas para seus ambientes de desenvolvimento (IDEs), com muitas demos disponíveis, suaviza muito sua curva de aprendizado.

Como se isso já não fosse bom o bastante, sua utilização massiva faz com que apareçam no mercado excelentes cursos e treinamentos, para aqueles que preferem o aprendizado metódico ao invés de se aventurar sozinho. 

E aqui vai nossa colaboração para suavizar ainda mais este processo, para que você possa tirar um proveito ainda maior dos seus esforços de programação para Android.

#1. ScrollViews e ListViews são como aspirina

Esta é uma das discussões mais comuns entre desenvolvedores Android: mais de uma dúzia de combinações de tamanhos de tela e resoluções.

Como ajustar seu aplicativo para tanta variedade? Apesar do grande número de dispositivos com diferentes tamanhos de tela, a maioria destas variações (pelo menos no caso dos telefones) é na altura da tela. E é por isso que os componentes ScrollView e ListView vão evitar dores de cabeça.

Mas eles não são apropriados para todas as views sem exceção. Por exemplo, para dashboards (apps de previsão do tempo, de fitness, resumo financeiro, etc.), os usuários vão querer visualizar o painel todo, sem rolagem. Para estatísticas mais avançadas a rolagem já é menos problemática.

Tanto quanto possível, prepare seus layouts para serem exibidos em diferentes telas sem rolagem; se não der, os dois componentes desta dica são uma saída fácil para garantir que o conteúdo vai funcionar bem em muitas telas diferentes.

#2. Truques de estrutura de diretórios para aumentar a cobertura de dispositivos de sua app

Por exemplo, nas pastas dos layouts XML você pode incluir qualificadores de configuração nos nomes das pastas que contêm configurações diferentes da sua configuração padrão.

Digamos que você está preparando um arquivo de layout voltado para uma largura de tela de 480dp; você pode criar uma pasta chamada layout-sw360dp com os layouts personalizados para esta resolução. Se você for alternar o layout entre retrato (portrait) e paisagem (landscape), pode ir um passo adiante:

layout-sw480dp-land

layout-sw480dp-port

Opa, metade dos seus usuários fala espanhol? Você não vai querer deixá-los de fora, experimente:

layout-sw480dp-land

layout-sw480dp-port

layout-sw480dp-land-es

layout-sw480dp-port-es

As duas primeiras pastas acima estarão disponíveis para todos os outros idiomas, as duas com final -es somente para o espanhol.

Saiba mais na seção Providing Alternative Resources da documentação Android.

#3. "QuickStart" para as pastas de recursos (de carona nos Alternative Resources)

XXX // sem qualificadores de configuração, valores default (layout, menu, values, etc.) – para usar com S2, LG G2, Nexus

XXX-sw360dp // smartphones maiores – Galaxy Nexus, S3, S4, LG L Prime

XXX-sw600dp // tablets de 7 polegadas

XXX-sw720dp // tablets de 10 polegadas

As coisas são diferentes para dispositivos Kindle, use:

XXX-large-mdpi // kindle fire 7 polegadas

XXX-large-hdpi // kindle fire 7 polegadas HD

Algumas dicas facilitam ainda mais a programação para Android

#4. Você pode personalizar diferentes arquivos 'dimens.xml'

Assim você pode trabalhar com um único conjunto de arquivos XML na pasta layout, incluindo neles configurações como a seguinte:

<ImageView

android:layout_centerHorizontal="true"

android:layout_marginTop="@dimen/margem_pequena"

android:layout_width="@dimen/larguraPainel"

android:layout_height="@dimen/alturaPainel"

android:id="@+id/painel"/>

Onde o valor de 'margem_pequena' está definido em um arquivo dimens.xml (na pasta 'values'):

<resources>

 <dimen name="margem_pequena">5dp</dimen>

</resources>

O valor de '5dp' não vai ser o mesmo entre os diferentes arquivos 'dimens.xml'. Teste o resultado do seu layout em diferentes resoluções e ajuste conforme necessário. Seria mais fácil usar um único valor e deixar o Android se virar para redimensionar os elementos da tela, mas alguns objetos ficam realmente feios quando são redimensionados.

#5. Faça com que os espaços sejam mais redimensionados do que os objetos

E faça com que os elementos gráficos sejam mais redimensionados do que os botões. Botões, checkboxes e switches ficam muito feios quando são redimensionados. Um botão de 100dip não vai ficar legal com 200dip em um tablet com o dobro de largura de tela.

Só porque a tela é maior, não quer dizer que ela será usada por gigantes. Sempre que possível, deixe que o tamanho entre os botões aumente, junto da expansão das imagens e dos outros elementos gráficos.

#6. Use a ferramenta GraphicalLayout para previews de tela

O GraphicalLayout é a ferramenta visual de edição dos arquivos XML. Você pode preferir escrever seus elementos direto no XML, ao invés de arrastar e soltar, mas depois que o básico está montado é bom testar o resultado em vários tamanhos de tela.

Para isso, basta selecionar um dispositivo diferente no menu dropdown que fica no topo da janela do GraphicalLayout.

#7. Use os recursos XML Drawables

Sempre que puder use elementos gráficos definidos por arquivos XML ao invés de bitmaps. Eles são especialmente úteis se você já está aderindo ao Material Design, mas os XML drawables não vão fazer tudo para você.

Ainda assim é surpreendente o quanto eles são flexíveis. A documentação Android tem uma boa introdução, mas aqui vai um aperitivo:

<shape xmlns:android="http://schemas.android.com/apk/res/android"

android:shape="rectangle" >

<corners

android:bottomRightRadius="21dp"

android:bottomLeftRadius="21dp"

android:topLeftRadius="21dp"

android:topRightRadius="21dp"/>

<gradient

android:startColor="@color/off_white"

android:endColor="@color/pale_yellow"

android:angle="270"

android:type="linear"/>

<stroke

android:width="5dp"

android:color="@color/osm_blue"/>

</shape>

Este snippet define um retângulo com cantos arredondados, uma borda (blue) e um degradê. Nos arquivos de layout você pode referenciá-lo e definir sua largura para qualquer valor: a aparência dele permanecerá proporcional e limpa, excelente para usar em botões.

[fbcomments url="" width="100%" count="off" num="3" countmsg="wonderful comments!"]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

Artigos Relacionados